Uma em 30 crianças nos EUA não tem abrigo

Novembro 19, 2014 às 1:30 pm | Publicado em Relatório | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

Notícia do Jornal de Notícias de 18 de novembro de 2014.

O relatório citado na notícia é o seguinte:

America’s Youngest Outcasts

mais informações no site http://www.homelesschildrenamerica.org/

Robyn Beck  AFP

Uma em cada 30 crianças nos EUA não tem casa, um máximo histórico que é atribuído às altas taxas de pobreza no país, aos elevados custos das habitações e ao impacto da violência doméstica.

O relatório “Os marginais mais jovens dos EUA”, publicado pelo Centro Nacional de Famílias Desamparadas, indica que cerca de 2,5 milhões de crianças norte-americanas estiveram sem casa em algum momento no ano de 2013.

“A falta de habitação entre as crianças alcançou proporções epidémicas. Há crianças sem casa esta noite em cada cidade, em cada condado, em cada Estado, em cada canto do país”, assegurou Carmela DeCandia, coautora do estudo e diretora do centro encarregado da sua redação.

Apesar de DeCandia reconhecer que o governo federal conseguiu avanços na redução da falta de abrigo para veteranos de guerra e adultos, insistiu em que o número de crianças sem-abrigo aumentou 8% entre 2012 e 2013.

“Não se dirigiu o mesmo nível de atenção e recursos para ajudar as famílias e as crianças. Como sociedade, vamos pagar um preço alto, em termos humanos e económicos”, acrescentou.

No documento explica-se que esta situação afeta a saúde dos menores de maneira drástica, uma vez que mais de 25% das crianças em idade pré-escolar sem-abrigo sofrem problemas mentais e requerem atenção médica, percentagem que aumenta para 40% no caso dos menores em idade escolar.

Muitos, adverte-se no relatório, lutam por ir à escola, perdem muitas aulas, repetem anos e acabam por abandonar a escola.

“Viver em refúgios, sótãos de vizinhos, carros, tendas de campismo e locais piores faz com que as crianças sem habitação sejam as pessoas mais invisíveis e esquecidas da nossa sociedade”, disse Decandia, para quem, “sem uma ação decisiva imediata, o objetivo de acabar com a falta de habitação na infância até 2020 ficará fora de alcance”.

 

Conferência internacional “Problemas Sociais Complexos : Desafios e Respostas”

Julho 3, 2014 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

sociais

Conferência internacional, “Problemas Sociais Complexos”, 11 e 12 de Julho. Aud.2 – Fundação Calouste Gulbenkian. Como participar: Conferência dia 11: Inscrição on-line em www.forumgovernacaointegrada.pt . Inscrição gratuita, mas necessária. Participação limitada ao número de lugares disponíveis. Workshops dia 12: inscrição on-line em www.forumgovernacaointegrada.pt em 1 Workshop da manhã (Territórios vulneráveis, Administração Pública, Pobreza/Sem-abrigo, Desemprego jovem não qualificado) e 1 Workshop da tarde (Desemprego longa duração /+ 45 anos; Crianças e Jovens em Risco; Idosos solitários)

 

1º Encontro Internacional CASA -Centro de Apoio ao Sem-Abrigo – Novos Olhares Sociais

Março 12, 2014 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

casa2mais informações aqui

Homens, solteiros e sem rendimentos, a viver nas ruas de Lisboa

Março 5, 2014 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia do site da SCML de 12 de Fevereiro de 2014.

Conclusões do trabalho desenvolvido pelo Programa Intersituações da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa foram apresentados esta quarta-feira.

São na maioria homens entre os 35 e os 54 anos, solteiros e sem fontes de rendimento, os “sem-abrigo” que vivem nas ruas de Lisboa. Foram, sobretudo, conflitos familiares e relacionais, desemprego e doença física ou mental os motivos que os “empurraram” para a rua e entre eles já há licenciados.

Estes são alguns dos resultados dos inquéritos realizados pelas equipas do “Programa Intergerações | InterSituações de Exclusão e Vulnerabilidade Social” da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) entre abril e dezembro de 2013.

O desafio foi lançado pelo provedor Pedro Santana Lopes, na sequência do trabalho desenvolvido pelo “Programa Intergerações”, que, em 2012 identificou, porta a porta, a população idosa em situação de exclusão e vulnerabilidade, em Lisboa.

As conclusões do trabalho que culminou com uma contagem dos sem-abrigo na capital realizada em 12 de dezembro passado, foram apresentadas esta tarde, na sede da SCML.

A administradora com o pelouro da ação social, Rita Valadas, agradeceu aos parceiros desta ação presentes na sessão e referiu a importância dos dados que compõem o diagnóstico para a reintegração das pessoas, dados esses apresentados pelo sociólogo Paulo Ferreira.

João Marrana, coordenador do InterSituações, frisou que o principal objetivo é “tirar as pessoas da rua”, o que exige a criação de condições para estimular as suas competências pessoais, sociais e profissionais. Estas pessoas “não estão zangadas com o mundo. Só estão à espera que uma janela se abra”, nota.

852 nas ruas, 21 licenciados

O trabalho desenvolvido sobre os sem-abrigo tornou-se possível graças à colaboração de vários parceiros da Santa Casa, como juntas de freguesia, Câmara Municipal de Lisboa (CML), PSP, IPSS, paróquias e associações. As equipas recorreram ainda aos “bons conhecedores” da noite de Lisboa,como os “homens do lixo”, os seguranças ou taxistas.

A “contagem” de 12 de dezembro realizada com a participação de centenas de voluntários, registou 852 pessoas a viver nas ruas de Lisboa, 21 das quais licenciadas.

Nos oito meses anteriores, as equipas do InterSituações contactaram 649 pessoas sem-abrigo, das quais 454 responderam a inquéritos. A mais nova tem 16 anos e a mais velha 85.

As respostas permitem concluir que 30,6% dessa população está na rua há menos de um ano, 17% entre um a três anos e 15%, entre três a seis anos. Cinco por cento encontra-se há mais de duas décadas em situação de vulnerabilidade.

Com o objetivo de mudar o paradigma de intervenção junto dos sem-abrigo, a Santa Casa vai criar um Núcleo de Ligação para acompanhar esta população vulnerável, com mediadores que incluirão pessoas que já viveram na rua, no passado.

Em estudo está igualmente um Centro de Recuperação de Competências Psicossociais, que proporcione o encontro entre as pessoas e contribua para a sua reinserção na vida ativa.

Em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, a Santa Casa planeia ainda abrir um Centro de Alojamento de Transição, que facilite a reorganização da vida do dia a dia.

As entidades públicas e privadas têm de concertar estratégias e fazer evoluir as respostas da assistência para a reintegração daqueles que vivem na rua, defendem os responsáveis do InterSituações.

12 de fevereiro de 2014

Voluntários para a contagem das pessoas sem-abrigo da cidade de Lisboa

Dezembro 10, 2013 às 1:09 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

contagem

Texto do site da SCML de 6 de Dezembro de 2013.

Voluntários vão ajudar a fazer a contagem das pessoas sem-abrigo da cidade de Lisboa

A operação de contagem é organizada pelo Programa Intergerações da Santa Casa.

Depois da identificação dos idosos que vivem em situação de isolamento e de pobreza na cidade de Lisboa, o Programa Intergerações da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa vai fazer a contagem das pessoas sem-abrigo que vivem na capital, na noite de 12 de dezembro.

Para essa tarefa, pretende-se angariar um extenso grupo de voluntários que percorram as ruas e arruamentos da capital, contabilizando o número de pessoas que dormem na rua nessa noite, no seguimento de um método utilizado internacionalmente. Os interessados em participar nesta iniciativa podem inscrever-se no email intergeracoes@scml.pt.

Cada grupo de voluntários sairá da sede das várias juntas de freguesia para identificar os sem-abrigo registando o género, a idade aproximada e o local da pernoita.

Esta iniciativa que arrancará às 21h00 do dia 12, visa a identificação, a sinalização e o diagnóstico das pessoas sem casas que dormem nas ruas de Lisboa (dividida em 17 grandes zonas) através do levantamento de informações que permitam compreender os contextos em que estas pessoas foram “empurradas” para as ruas.

Um dos benefícios desta ação é a sensibilização de todas a comunidade envolvente para a condição dos sem-abrigo e para a procura de soluções que dêem resposta a este problema.

 

Crianças sem-abrigo difíceis de encontrar

Junho 7, 2013 às 10:06 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

Notícia da TSF de 6 de Junho de 2013.

Ouvir a reportagem Aqui

O provedor de Justiça deixou o alerta, mas quem está no terreno não confirma a existência de crianças sem-abrigo.

Foi uma situação denunciada ao provedor de Justiça mas que as equipas que andam na rua têm dificuldade em encontrar. Depois do alerta feito por Alfredo José de Sousa, a TSF acompanhou a equipa de rua da AMI em Lisboa, mas Manuela Ferrão, directora-adjunta do Centro Porta Amiga, das Olaias, garantiu-nos que é muito difícil encontrar crianças sem-abrigo.

Trata-se de uma situação difícil, que os pais tentam esconder.

Nos últimos tempos, no entanto, Sérgio Condez, investigador social que integra a equipa de rua, diz que a população sem-abrigo mudou um pouco.

Margarida Serra

Crianças e Jovens Sem Abrigo em Lisboa – IAC fala em cerca de 100 sem-abrigo

Maio 13, 2013 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social, O IAC na comunicação social, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

Reportagem da SIC Notícias de 30 de Abril de 2013.

O vídeo da reportagem contém declarações da Dra. Matilde Sirgado, Coordenadora do setor IAC- Projecto Rua.

Ver o Vídeo da Reportagem Aqui

abrigo

As Casas abandonadas de Lisboa são por vezes o refúgio de centenas de sem abrigo que vivem na cidade. Alguns deles são adolescentes e mesmo crianças que, regra geral, por razões familiares, vivem na rua.
De acordo com o último Censos serão apenas oito, com idades entre os 15 e os 19 anos… mas a verdade e apesar de ser difícil saber exactamente quantas crianças vivem rua, são certamente mais do que apenas 8.
É uma realidade que vive quase escondida esta dos adolescentes sem abrigo. Mas que existem

Congresso Internacional de Acção Social em Espaço Urbano no Século XXI

Fevereiro 25, 2011 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , ,

“Os desequilíbrios e desigualdades sociais são problemas com que a humanidade se debate desde “sempre”. Escreve Samuel Beckett, em “À espera de Godot”, que “as lágrimas do mundo são inalteráveis. Por cada um que começa a chorar, em algum lugar outro pára”. Serão mesmo?

A melhor forma de lidar com os desafios sociais, especialmente em contextos urbanos, é através da prevenção e de intervenções integradas territorializadas. Porém, para além de deverem ser abordados de forma integrada e holística, os desafios sociais também devem ser compreendidos nas suas especificidades e complexidades próprias.

É com o intuito de partilhar experiências e casos de sucesso e de gerar discussão e interesse em torno de algumas temáticas sociais da actualidade que a Câmara Municipal de Lisboa (CML) e um conjunto de parceiros promovem o “Congresso Internacional de Acção Social em Espaço Urbano no Século XXI”.

Pretende-se debater e partilhar projectos inspiradores de várias cidades do mundo, nas áreas da infância, bullying, maternidade juvenil, saúde mental, dependências, multiculturalidade, envelhecimento, sem-abrigo, prostituição e deficiências. Os temas não se ficam por aqui, havendo ainda a oportunidade para debater os desafios do desenvolvimento comunitário e do empreendedorismo jovem.

Em todas estas temáticas, as autarquias têm um papel preponderante. No caso da cidade de Lisboa, para além da SCML e de outras instituições, a CML assume um papel chave como interventor e facilitador da acção social nos diversos contextos urbanos, reconhecendo:
• A necessidade de intervir em áreas emergentes;
• A necessidade de intervir de formas diferentes, com o objectivo de atingir melhores resultados;
• A necessidade de promover iniciativas que permitam o encontro e propiciem o estabelecimento de parcerias e partilha de boas práticas entre os actores da intervenção social;
• A necessidade de contribuir para a vitalidade da rede social do concelho.

Desta forma, pretende-se que este website seja também um estímulo à partilha de ideias e projectos, não só de Portugal mas também de outras partes do mundo.”

Inscrições gratuitas

Mais informações Aqui

Limites…na Intervenção com Pessoas Sem-Abrigo

Janeiro 11, 2011 às 6:00 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Mais informações Aqui

Sessão de Cinema “Sem Abrigo Lisboa-promover a inclusão social”

Janeiro 9, 2011 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

“No âmbito das Actividades Satélite da Exposição “Sem Abrigo Lisboa – promover a inclusão social”, o Alto Comissariado da Saúde, a Coordenação Nacional para a Saúde Mental e a AMI organizam, no dia 10 de Janeiro de 2011, a partir das 17:30, no Auditório 3 da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, uma sessão de cinema dedicada à temática dos sem abrigo. A entrada é livre.”

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.