#EstudoEmCasa – Secundário

Maio 9, 2020 às 9:00 pm | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

 

#EstudoEmCasa – Secundário no link:

https://www.youtube.com/channel/UCJdh52Zkf0u0qvYOfCWd3gg?fbclid=IwAR1fRATPWzfrBjakQLX6dZ9ymS2BMHRGgWAmKyiFwcEPr8rJiiM2tYcoF-4

Acordar às 8:30, brincar às 11:15, dormir às 20:30. A sugestão da DGS para crianças até aos 5 anos

Maio 7, 2020 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

Notícia do Diário de Notícias de 27 de abril de 2020.

Catarina Reis

Enquanto os pais aguardam a decisão do governo sobre a reabertura ou não das creches, a Direção-Geral da Saúde (DGS) lançou um plano semanal de atividades que as crianças podem fazer com a família e também de forma autónoma.

Em tempos de pandemia, “é fundamental” não esquecer “a organização de uma rotina diária que responda às necessidades de todos”. Por isso, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elaborou um calendário semanal de sugestão para os pais de crianças até aos cinco anos. Uma iniciativa em parceria com a Ordem dos Psicólogos Portugueses.

A fórmula é simples: as famílias devem procurar o equilíbrio entre “os momentos de trabalho e de lazer, de interação e autonomia e que garanta tempo para si próprio”. O dia pode arrancar até às 8:30 para, depois do devido pequeno-almoço, a família reunir-se para uma atividades conjunta, entre as 9:00 e as 10:00.

Depois, há tempo para uma atividade autónoma – à falta de ideias, a DGS reúne um conjunto de sugestões no seu site. Às 11:15, a criança deve brincar livremente, fazer uma sesta às 13:45, brincar de novo (sozinha e acompanhada da família) até às 18:30, para adormecer entre as 20:30 e as 21:30.

Depois de anunciado o primeiro dia de sugestões na página de Facebook da DGS, não tardou até que chegassem as primeiras críticas de encarregados de educação. Alertam para a dificuldade de manter uma rotina com as crianças desta idade, principalmente quando os responsáveis têm de responder ao teletrabalho.

No entanto, a DGS lembra, na sua página oficial, que este é apenas um conjunto de recomendações e o modelo “deve ser sempre adaptado às características e realidade específica de cada família”. O importante, lê-se, é que seja garantida “a estabilidade e a previsibilidade”, fatores “essenciais para o equilíbrio emocional das crianças, sobretudo das mais pequenas”.

O calendário sugerido pela Direção-Geral da Saúde, lançado oficialmente cerca de um mês após a chegada da pandemia a Portugal, foi divulgado esta segunda-feira nas redes sociais, um dia depois de ser avançada a possibilidade de reabertura das creches já no dia 1 de junho

Eu enfrento o COVID – 19 com os Outros

Maio 7, 2020 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

Em tempos de pandemia, todos os esforços para partilhar informação de saúde, divulgar recursos e apoiar as pessoas a lidar com a situação, são essenciais.

O SICAD, enquanto entidade responsável pela área dos Comportamentos Aditivos e Dependências, tem-se empenhado nesta tarefa, sensibilizando para os riscos de que comportamentos aditivos possam ganhar maior dimensão como formas de lidar com a situação de confinamento.

Agora, o SICAD criou uma nova história de livre acesso, dirigida ao COVID-19 e os riscos associados aos comportamentos aditivos…

Mais informações no link:

http://www.sicad.pt/PT/COVID19/SitePages/detalhe.aspx?itemId=15&lista=profissionais&bkUrl=/BK/COVID19/

Um vídeo para explicar o novo coronavírus aos mais novos, um “bichinho” que obriga a “ficar em casa”

Maio 5, 2020 às 6:00 am | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

Texto do Público de 16 de abril de 2020.

Cristiana Rocha Rodrigues

O vídeo de animação mostra um “bichinho” que obriga a “ficar mais tempo em casa”, lavar bem as mãos e “manter as distâncias”. Foi produzido em parceria pela Câmara Municipal de Matosinhos e a produtora Esfera Cúbica para explicar ao público infantil o surto de covid-19 e a necessidade de isolamento social.

“Neste momento, as pessoas estão presas em casa e com muita informação a entrar, o público mais infantil precisa de ter algumas ideias direccionadas para eles”, diz João Abrunhosa, director da Esfera Cúbica, ao P3. A ideia inicial fazer um vídeo muito simples, “só com umas letras divertidas com alguns conselhos”, explica. Até que o amigo de infância, José Pedro Rodrigues, vereador da Mobilidade da autarquia, se voluntariou para ajudar a fazer conteúdos, já que a sua equipa estava parada. “Nós temos de nos manter ocupados e ajudar com as nossas maior valias”, diz João.

Ao longo do processo criativo, acabaram por adicionar mais dinâmica à animação e convidaram o actor Ivo Romeu Bastos, que também faz dobragens profissionalmente, para narrar a história. É “uma voz muito reconhecida pelas crianças”, que o costumam escutar no Cartoon Network, evidencia João. A caminho podem estar mais vídeos, até direccionados para outras faixas etárias, como a terceira idade.

Este filme, como qualquer boa história infantil, termina com um tom positivo e optimista em relação ao futuro: “O tempo passa a correr e. quase sem dar por isso, qualquer dia vai-se a ver e já estamos livres disto.”

Corona vírus #Covid-19: Como lidar com… situações vulneráveis para crianças e jovens

Maio 1, 2020 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

Documento completo no link:

https://www.cnpdpcj.gov.pt/corona-virus-covid-19-como-lidar-com-a-situacao1.aspx

Museu do Prado cria canal Youtube para crianças

Abril 30, 2020 às 12:00 pm | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , ,

 

Todos os vídeos no link:

Identifica Notícias Falsas

Abril 27, 2020 às 8:55 am | Publicado em Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

PDF do documento com links ativos:

Fakenews_ID

O Meu Herói és tu: há um livro para ajudar as crianças a combater a covid-19

Abril 15, 2020 às 8:00 pm | Publicado em Livros, Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

Notícia do Público de 11 de abril de 2020.

Numa altura em que muitas crianças têm de ficar em casa e todos os dias ouvem falar da covid-19, criou-se um livro para as ajudar a lidar com a situação e a tornarem-se heroínas das suas próprias histórias.

Teresa Sofia Serafim

Para Sara, a sua mãe é uma heroína porque é a melhor mãe e cientista do mundo. Mas, mesmo ela, ainda não conseguiu encontrar uma solução para a covid-19. Nesta altura, e porque todos podemos combater o novo coronavírus, a mãe de Sara precisa que seja ela a sua heroína também. E Sara pergunta-se: como? Para o descobrir, vai fazer uma viagem às costas de uma criatura fictícia. Este é o mote do livro O Meu Herói és tu criado para que as crianças possam compreender como podem lutar contra covid-19. O livro está disponível online em mais de dez línguas e já há uma versão em português.

O Grupo de Referência do Comité Permanente Interagências (IASC) para a Saúde Mental e Apoio Psicossocial em Emergências Humanitárias (criado pela ONU) tinha um grande objectivo: fazer um livro que ajudasse as crianças dos 6 aos 11 anos a entender a covid-19 e tudo o que está a acontecer à sua volta. A este grupo juntaram-se mais de 50 organizações do sector humanitário (alguns membros do IASC), como a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho e a Save the Children.

O tom do livro deveria parecer real. Portanto, ao longo do desenvolvimento deste projecto, mais de 1700 crianças, pais, cuidadores e professores de mais de 100 países partilharam como estavam a lidar com a actual pandemia. Também participaram crianças e pais portugueses. Como a amostra deve permanecer anónima, os seus nomes não puderam ser divulgados.

Tendo em consideração os testemunhos de diversas crianças e adultos, a escritora e ilustradora Helen Patuck e a sua equipa elaboraram então uma história que pretende englobar crianças de diferentes continentes e contextos.

Voltando à história: depois de ter falado com a sua mãe, Sara sentia-se tudo menos uma heroína. “Naquela noite, Sara encostou-se à cama e não se sentiu de todo uma heroína. Sentia-se irritada. Queria ia à escola, mas estava encerrada. Queria ver os seus amigos, mas não era seguro. Sara queria que o coronavírus deixasse de assustar o seu mundo”, lê-se. Foi então que apareceu Ario, uma criatura fictícia que iria transformar Sara numa heroína. Afinal, iria levá-la a dizer a todas as crianças do mundo como se podem proteger a si e aos outros do coronavírus, assim como se pode geria as emoções quando confrontados com uma mudança repentina.

Sara e Ario passaram pelo deserto, por uma pequena povoação, uma ilha ou por montanhas, onde outras crianças se foram juntando à viagem e relatando a sua experiência durante a pandemia. Falaram ainda de como podem proteger os seus avós, de como podem gerir as relações com os seus familiares enquanto estão confinados ou de crianças que já tiveram covid-19. No final desta aventura, Sara percebeu que todos podemos ser heróis nesta situação e que cada um tem os seus superpoderes. “Há muitos heróis que mantêm as pessoas a salvo do coronavírus, como médicos e enfermeiros maravilhosos. Mas tu recordas-me que todos podemos ser heróis, todos os dias, e a minha maior heroína és tu”, disse a mãe a Sara.

Em mais de 30 línguas

Há recomendações para a leitura deste livro: deve ser lido às crianças pelos pais, cuidadores ou professores. Na introdução do livro, refere-se ainda que, em breve, será publicado o guia complementar “Acções para Heróis” para dar apoio a temas relacionados com a covid-19, ajudando as crianças a gerir as emoções e sentimentos, bem como actividades baseadas no livro.

Até agora, o livro está disponível online já está traduzido em inglês, russo, francês, ucraniano, árabe, espanhol, alemão, turco, malaio, turco, dinamarquês, chinês e português. A tradução da publicação em português está disponível aqui. Espera-se que o livro seja traduzido em mais de 30 línguas e também será lançada uma versão áudio.

“Emergências humanitárias anteriores mostraram-nos como é vital lidar com os medos e ansiedade dos mais novos quando a vida, como a conhecemos, fica virada de cabeça para baixo”, afirma em comunicado Tedros Adhanom Ghebreyesus, director-geral da OMS. “Esperamos que este livro maravilhosamente ilustrado, que leva as crianças numa viagem ao longo de diferentes fusos horários e continentes, as ajude a compreender o que é possível fazer para se manterem positivas e seguras durante a pandemia do coronavírus.”

Já Henrietta Fore, directora-executiva da UNICEF, destaca que em todo o mundo as crianças estão a viver num mundo “invertido” e a maioria a viver de alguma forma confinada: “Este maravilhoso livro ajuda as crianças a compreender e a navegar nesse cenário e a aprender como podem realizar pequenas acções para se tornarem heróis nas suas próprias histórias.”

Partilha de Materiais Didáticos – História

Abril 12, 2020 às 2:23 pm | Publicado em Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Devido à crise provocada pelo Coronavírus, que nos obriga a todos a redesenhar a forma como ensinamos e aprendemos, a APH passa a partilhar na sua página materiais didáticos destinados a todos os professores e alunos que os queiram utilizar. Mais materiais irão sendo incluídos nesta lista nas próximas semanas, à medida que forem estando prontos para serem disponibilizados. 

Pode aceder aos materiais didáticos no link:

Ensino à Distância

Coronavírus : Um Guia Prático para os mais pequenos e para os pais – Edição do Instituto de Apoio à Criança

Abril 7, 2020 às 11:51 am | Publicado em Divulgação, Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , , ,

 

COVID_Guia Criancas

 

COVID-Um guia para os pais

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.