A Musicoterapia aplicada a crianças e jovens com necessidades educativas especiais

Março 28, 2018 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Texto do site http://uptokids.pt/

A Musicoterapia aplicada a crianças e jovens com necessidades educativas especiais.

O Som da Essência

A musicoterapia é a utilização da música e/ou dos seus elementos (som, ritmo, melodia e harmonia), exercida por um técnico habilitado, em ambientes hospitalares, educativos, clínicos ou institucionais, com um ou mais pacientes, num processo relacional que facilita e promove a comunicação, a relação, a aprendizagem, a mobilização, a expressão, a organização do pensamento e outros objetivos terapêuticos relevantes no sentido de ir ao encontro das necessidades físicas, cognitivas, emocionais e sociais dos pacientes (Federação Mundial de Musicoterapia, 1996, 2011).

Em Musicoterapia, o poder da música é utilizado para atingir objetivos terapêuticos mantendo, melhorando e restaurando o funcionamento físico, cognitivo, emocional e social do indivíduo. É a partir desta relação que a Musicoterapia estabelece a sua base de trabalho. Trata-se de uma abordagem que utiliza toda e qualquer manifestação sonora para produzir efeitos terapêuticos. Através do uso da música, de sons e de movimento, estabelece-se uma relação de ajuda, onde a Musicoterapia tem como objetivo auxiliar o paciente a vários níveis, como a prevenção, a reabilitação, o desenvolvimento, bem como na melhoria da sua interação com a sociedade. A música e o som são o canal de comunicação.

A musica com fins terapêuticos

A música vem sendo utilizada com fins terapêuticos desde os primórdios da humanidade, mas estabeleceu-se como ciência somente após a Segunda Guerra Mundial. Atualmente, o investimento da ciência tem sido galopante no que diz respeito à investigação sobre a relação e o impacto direto da música a vários níveis, mas, essencialmente, a nível neurológico. A Associação Portuguesa de Musicoterapia, existente desde 1996, é a entidade de referência, reconhecida pela Federação Europeia de Musicoterapia, que regula e orienta o processo da acreditação dos musicoterapeutas em Portugal.

A Musicoterapia tem inúmeras aplicações, a várias populações e tipologias, entre elas síndromes genéticas como Down, Turner e Rett, distúrbios neurológicos, distúrbios emocionais, deficiências sensoriais, visuais e auditivas, autismo, dificuldades de aprendizagem, entre outras.

Este tipo de abordagem possibilita um enquadramento não-verbal através do qual as pequenas diferenças de comportamento se tornam evidentes nos processos intra ou inter pessoais em crianças com perturbações da relação e da comunicação. Essas diferenças podem ser encontradas no comportamento musical. O musicoterapeuta pode a este nível contribuir para a avaliação e diagnóstico global dos pacientes em musicoterapia ao nível da avaliação específica das capacidades sensoriomotoras, cognitivas (atenção, memória, jogos de antecipação e sequência lógica) perceção visual e auditiva e comunicação interpessoal.

Objetivos e plano terapeutico

Em Musicoterapia, existe um plano terapêutico, elaborado pelo musicoterapeuta, em consonância, ou não, com os técnicos da equipa multidisciplinar. Os objetivos gerais variam de acordo com as características do grupo ou indivíduo, das suas necessidades e peculiaridades. Contudo, alguns objetivos da musicoterapia com crianças ou jovens com necessidades educativas especiais são: Estimular a comunicação (verbal e não verbal); Estimular a expressão corporal, vocal e sonora; Melhorar a autoestima; Explorar as potencialidades e a conscientização dos próprios limites; Estimular a coordenação motora grossa e fina através de atividades musicais, utilizando instrumentos musicais de percussão simples; Desenvolver a orientação espacial e corporal através de vivências musicais; Desenvolver a capacidade de atenção e concentração; Estimular a imaginação e criatividade; Promover um melhor relacionamento intra e interpessoal.

A importancia e influencia da música nos seres humanos

A importância e influência da música e dos seus elementos sonoros no desenvolvimento do ser humano, tem-se tornado cada vez mais evidente. A investigação sobre esta temática vem comprovando a sua importância na relação simbiótica entre o indivíduo, desde a sua forma mais precoce, e o meio envolvente.

Independentemente das necessidades provenientes de cada patologia, a Musicoterapia valoriza a expressão de cada indivíduo, respeitando as suas particularidades e auxiliando-o nas suas dificuldades, como um ser global.

Por Rita Maia, Mestre em Musicoterapia, Doutoranda em Ciências da Educação, Especialização em Necessidades Educativas Especiais, Licenciatura em Educação de Infância | maia_rita20@hotmail.com

 

 

 

Encontro CSI Lisboa – Competências Sociais Integradas – Temporada 2

Outubro 14, 2015 às 11:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

csi

mais informações nos links:

http://www.casapia.pt/csilisboa.html

https://www.facebook.com/events/1502958016694462/permalink/1502963913360539/

Oficinas de Natal na Biblioteca Municipal de Penafiel

Dezembro 15, 2014 às 5:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

oficina

Inscrições:

servicoeducativo.biblioteca@cm-penafiel.pt

 255 712 738 / 255 710 700

http://penafiel.bibliopolis.info/In%C3%ADcio.aspx

 

 

3º Encontro de Práticas para a Inclusão

Outubro 10, 2012 às 2:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

Mais informações Aqui

Formação Musicoterapia, Intervenção com Crianças

Agosto 11, 2012 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

Local: Porto
Data: 8 e 15 Setembro 2012

Destinatários:

Profissionais de saúde, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, educadores, professores, terapeutas ocupacionais, pedagogos e estudantes das áreas da Saúde ou relacionadas.

Objectivos

Aprendizagem Pretende-se que no final da formação o(s) participante(s) tenham obtido:

  • Conhecimentos técnicos de musicoterapia;
  • Conhecimentos práticos de métodos de musicoterapia de intervenção com      crianças, e;
  • Competências de contextualização e individualização de técnicas e      estratégias no contexto infantil.

Enquadramento

Criar vivências emocionais correctivas num ambiente livre, seguro e protector é um dos princípios fulcrais da musicoterapia.
Tal como, possibilitar aos pacientes a abertura de canais de comunicação e/ou a reabilitação de necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas

Mais informações Aqui

Seminário de Musicoterapia

Junho 7, 2012 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Campus Universitário de Almada

Quinta da Arreinela de Cima

2800-305 Almada, Portugal

T. 212 946 250 T. 212 946 270

| F. 212 946 251

info@almada.ipiaget.org

II Congresso Internacional de Psicologia da Criança e do Adolescente : Bem-estar e estilos de vida saudáveis

Março 23, 2011 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

“O Instituto de Psicologia e Ciências de Educação / Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Lusíada de Lisboa, realizará nos dias 6 e 7 de Abril de 2011, o 2.º Congresso Internacional de Psicologia da Criança e do Adolescente. Irá ter lugar em Lisboa, na Universidade Lusíada de Lisboa.

O tema deste segundo congresso é o bem-estar e estilos de vida saudáveis em crianças e adolescentes, mas também todos os actores e contextos associados, nomeadamente, família, escola, grupo de pares e comunidade. Segue-se uma perspectiva ecológica e desenvolvimentista, tendo em conta as especificidades e diversidade destes grupos etários.

A adolescência é uma etapa do desenvolvimento onde os jovens são postos à prova perante si mesmos, os colegas e amigos, família e escola. É uma etapa exigente na qual se fazem escolhas e se desenvolvem estratégias para lidar com as dificuldades. O bem-estar e o “sentir bem” são essenciais para que esta fase de transição entre o ser criança e o mundo adulto ocorra de forma mais tranquila.

Ter estilos de vida saudáveis e comportamentos que promovam a saúde contribuem para a qualidade de vida das crianças e dos jovens, permitindo que estes se sintam bem física, mental e socialmente e, consequentemente, consigam lidar com as exigências da etapa de vida em que se encontram. A obesidade infantil, realidade cada vez mais comum, afecta a forma como as crianças e os adolescentes crescem não só consigo mesmos, mas social e academicamente. É importante que pais, professores e técnicos de saúde estejam preparados para acompanhar estas populações na promoção de comportamentos de saúde saudáveis para que adoptem estilos de vida saudáveis e atinjam o bem-estar físico, mental e social desejado.”

Mais informações Aqui

5º Encontro da Casa da Praia “Respostas: Problemas de Crianças e Famílias em Meio Escolar”

Março 18, 2011 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

“A Casa da Praia dinamiza regularmente Acções de Formação e Encontros no âmbito das problemática da criança – e da família – em risco. Nesta perspectiva, vai realizar o seu 5º. Encontro – “Respostas: Problemas de Crianças e Famílias em Meio Escolar”, nos dias 6 e 7 de Maio, no Auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Convictos da pertinência da temática deste Encontro, cujo Programa juntamos, vimos solicitar, se possível, a sua divulgação no vosso site.  Segue, igualmente, o Regulamento do Prémio Teresa Ferreira, a atribuir no decorrer do 5º. Encontro.”

TEL 213 623 880 / 213 622 582 | FAX 213 623 880 | casadapraia@mail.telepac.pt http://www.casadapraia.org.pt/

 

 

 

 

Curso de Introdução à Musicoterapia

Outubro 28, 2010 às 9:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

Workshop de Musicoterapia

Outubro 18, 2010 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

 

Mais Informações Aqui

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.