9 dicas para os professores escolherem recursos educacionais digitais

Setembro 15, 2017 às 8:00 pm | Publicado em Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

texto da http://blogue.rbe.mec.pt/ de 29 de agosto de 2017.

in Porvir

A tecnologia permite o acesso a uma infinidade de recursos que podem ser usados no processo de ensino e aprendizagem. Para isso é preciso que os professores tenham a competência para selecionar os conteúdos e ferramentas mais relevantes para os seus alunos. Eles devem estar alinhados com os objetivos de aprendizagem previstos no currículo, ter consistência e fidedignidade, além de serem simples e intuitivos.

Levando em conta estes parâmetros, elencam-se 9 fatores que devem ser levados em conta ao longo do processo de seleção:

1) O conteúdo possui alinhamento com o currículo?

Aqui o professor precisa definir previamente o conteúdo pedagógico para o qual necessita dos recursos e delimitar os objetivos de aprendizagem que deseja alcançar. Feito isso, ele deve analisar se o recurso responde claramente aos objetivos, se está adequado ao público-alvo, se é relevante, preciso e confiável. Por fim, é preciso verificar se as atividades fazem sentido para os objetivos traçados.

2) O conteúdo é de qualidade e adequado ao propósito?

Para responder a essa questão, o professor deve verificar se o conteúdo é central e relevante dentro da experiência de aprendizagem. Objetos como imagens, áudio e vídeos devem ser adequados ao público e ao contexto de uso. Eles também devem ser de qualidade gráfica e sonora que permitam fácil entendimento nas diferentes plataformas. O documento do CIEB alerta, ainda, que devem ser evitados recursos com conteúdos com parcialidade política, religiosa ou étnica, preconceitos, material ofensivo ou omissões.

3) Possibilita métodos pedagógicos inovadores, promovendo engajamento e facilitando a aprendizagem?

Um dos benefícios dos conteúdos digitais é a grande variedade de tipos (texto, áudio, vídeo, imagens, páginas de internet interativas, aplicativos e jogos), que oferecem múltiplas oportunidades de escolha para aprender. O professor é quem deve planear a melhor forma de aproveitar essa diversidade, baseado no perfil dos alunos. Isso pode acontecer por meio de métodos como ensino híbrido, sala de aula invertida, ensino adaptativo, aprendizagem através de desafios, projetos, aprendizagem personalizada, dentre outros. Na seção glossário, do Porvir, encontra a definição de cada uma dessas estratégias.

4) Possui formas efetivas de avaliar a aprendizagem?

Um recurso educacional deve mostrar se o aluno conseguiu ou não alcançar os objetivos de aprendizagem propostos. Isso pode ser feito através de pequenas atividades incorporadas em diferentes etapas, de uma avaliação informal no final, de uma autoavaliação ou através de atividades em pares e em grupos. Também é possível fazer uma avaliação formal, que mede o nível de desenvolvimento alcançado pelo aluno durante e/ou após o uso do recurso em comparação ao seu conhecimento prévio.

5) É fácil de usar?

Um bom recurso não deve necessitar manuais ou orientações para ser usado. Além disso, o tempo que os alunos precisam se dedicar para entender como ele funciona não pode ser maior do que aquele requerido para aprender o conteúdo pedagógico. Um recurso com boa usabilidade tem imagens e ícones que seguem convenções. Ele deve funcionar de maneira consistente em diferentes dispositivos e ter design agradável.

6) Funciona com os sistemas disponíveis na sua rede/escola?

É indispensável que o professor conheça os sistemas da sua rede ou escola, principalmente o Ambiente Virtual de Aprendizagem (caso exista), porque tanto o uso do recurso quanto o acesso aos resultados das atividades depende dessa integração.

7) A infraestrutura disponível na sua rede/escola é suficiente para o uso do recurso?

É importante que o professor conheça as tecnologias presentes na sua rede/escola, saiba quais são as mais usadas pelos alunos e verifique se os requisitos mínimos do recurso, ou tecnologias suportadas por ele, têm resposta. Entre outros fatores, deve ter em conta o seguintea: o tipo de dispositivo (computador, tablet ou smartphone); velocidade da ligação com a internet da escola e dos alunos; sistema operativo (iOS, Android, Windows, MAC…); navegador (Internet Explorer, Chrome, Firefox…); disponibilidade de softwares (Word, Excel…); e tamanhos de écran (resolução). No caso de plataformas que funcionam em linha, o educador ainda pode verificar se também existe possibilidade de uso off-line, se a ligação da escola não for suficiente. Também é importante verificar as garantias de segurança e políticas de privacidade relativas aos dados dos utilizadores e se elas não violam os dados e a privacidade dos alunos.

8) Possui funcionalidades para inclusão e acessibilidade?

Aqui o professor deve verificar se o recurso possui funcionalidades que respondem ao uso de alunos com deficiência. As necessidades podem variar, mas pode-se destacar características como: interfaces simples, fáceis de usar, com possibilidade de adaptar o tamanho das fontes, cores de letras e fundo de tela, legendas ou áudio opcional de todo o conteúdo, incluindo descrição de imagens, além de guia de uso para alunos.

9) Procure referência e partilhe

O professor deve procurar referências sobre a reputação do autor, da instituição ou empresa que fornece o recurso, pois elas podem funcionar como um indicador importante de qualidade. Caso não haja referências, será necessário procurar outros recursos do mesmo autor, instituição ou empresa. Ele pode conversar com outros professores que já utilizaram – isso ajuda a entender os principais pontos fortes e fracos do recurso e do fornecedor.

Adaptado do português do Brasil.

 

 

Anúncios

Direitos das Crianças na União Europeia, nos 60 anos dos Tratados de Roma

Junho 16, 2017 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

descarregar o PDF com os links ativos:

https://infoeuropa.eurocid.pt/registo/000076522/documento/0001/

Guia do Brincar Inclusivo : Projeto Incluir Brincando

Maio 24, 2017 às 6:00 am | Publicado em Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

Ao planejar atividades, brincadeiras e materiais pedagógicos, é preciso fazer a si mesmo uma pergunta-chave: o que vou oferecer permite que TODOS E TODAS BRINQUEM JUNTOS, independentemente das características de cada um?

Neste guia, você vai conhecer os princípios do brincar inclusivo e algumas sugestões que poderão colaborar para a garantia desse direito a toda e qualquer criança.

descarregar o guia no link:

http://files.unicef.org/brazil/pt/br_sesame_guia.pdf

Guias didáticos para trabalhar as inteligências múltiplas

Maio 18, 2017 às 6:00 am | Publicado em Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

Texto do blog http://blogue.rbe.mec.pt/ de 31 de março de 2017.

[…] Howard Gardner é um psicólogo, investigador e professor da Universidade de Harvard, conhecido no âmbito científico pelas suas investigações nas análises das capacidades cognitivas e por ter formulado a teoria das inteligências múltiplas, à qual contrapõe décadas de práticas pedagógicas dado que a realidade é que, na grande maioria das escolas, se adaptam e desenrolam currículos uniformes nos quais os alunos hão de estudar as mesmas disciplinas apresentadas de idêntica forma. […]

Estes materiais didáticos foram elaborados pela Fundación Mapfre:

Introducción
Inteligencia CORPORAL
Inteligencia EMOCIONAL
Inteligencia ESPACIAL
Inteligencia LINGÜÍSTICA
Inteligencia MATEMÁTICA
Inteligencia MUSICAL

Inteligencia NATURALISTA

Inteligencias Múltiples y la Escuela Inclusiva
Inteligencias Mútiples y Aprendizaje Cooperativo
Inteligencias Múltiples y Pensamiento Estratégico
Inteligencias Múltiples y Neurodidáctica (VIDEO)
Inteligencias Múltiples y Creatividad
Inteligencias Múltiples y Competencias
Inteligencias Múltiples y TIC

Ler mais >>

 

 

Unicoos – Vídeos tutoriais de matemática, física, química e tecnologias

Abril 12, 2017 às 8:00 pm | Publicado em Recursos educativos, Site ou blogue recomendado, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

mais informações no site:

http://www.unicoos.com/

O meu bem-estar e o teu: O respeito… começa em mim! Web We Want e ENABLE – Unindo esforços contra o bullying

Abril 10, 2017 às 12:00 pm | Publicado em Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

descarregar o documento no link:

http://www.webwewant.eu/documents/10180/556970/www_PT.PDF/8b9b2eb2-17f3-43e0-869b-c228126ea3d2

mais recursos:

http://www.webwewant.eu/web/guest/get-the-www

Apps para dispositivos móveis: manual para professores, formadores e bibliotecários

Março 15, 2017 às 12:00 pm | Publicado em Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , ,

apps

descarregar a publicação no link:

https://estudogeral.sib.uc.pt/jspui/handle/10316/31202

 

APPS para Educação – apps para dispositivos móveis com potencialidade pedagógica, organizadas por categorias pela RBE

Março 7, 2017 às 6:00 am | Publicado em Divulgação, Recursos educativos, Site ou blogue recomendado | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

apps

Esta página, da responsabilidade da Rede de Bibliotecas Escolares, reúne um conjunto de apps para dispositivos móveis com potencialidade pedagógica, organizadas por categorias. Escolha a categoria pretendida no menu do lado direito e, para descarregar a app, abra o link correspondente ao seu SO (iOS ou Android).

https://appseducacao.rbe.mec.pt/

 

Roda dos Alimentos Mediterrânica Interativa

Fevereiro 28, 2017 às 8:00 pm | Publicado em Recursos educativos, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

 

Roda da Alimentação Mediterrânica

http://nutrimento.pt/cartazes/a-roda-da-alimentacao-mediterranica/

A nova Roda dos Alimentos Mediterrânica interativa pode ser utilizada pelos profissionais da saúde e educação e disponibilizada em unidades de saúde, assim como no contexto de sala de aula como uma ferramenta para auxiliar os professores na abordagem ao tema.

Neste sentido e de forma a facilitar o seu acesso e utilização, considerando a dificuldade no acesso à internet por muitas instituições, disponibilizamos a roda em vários formatos de uso:

http://nutrimento.pt/noticias/roda-dos-alimentos-mediterranica-em-video-para-todos/

PSP e Science4you lançam livro de colorir “Pinta com o Falco”, na Escola Básica do 1º Ciclo da Pena (no Largo da Escola Municipal) 14 de fevereiro 10 horas em Lisboa

Fevereiro 13, 2017 às 2:18 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

16602665_1236278869760958_3839204829701421662_n

PSP E SCIENCE4YOU LANÇAM LIVRO DE COLORIR “PINTA COM O FALCO”

A Polícia de Segurança Pública (PSP) e a Science4You uniram-se numa joint venture e criaram o livro para colorir “Pinta com o Falco”. A mascote da PSP transmite conselhos aos mais novos com ilustrações aliando segurança, investigação, tecnologia e ciência.

O lançamento deste livro destinado a crianças da pré-primária e ensino básico será em Lisboa, na Escola Básica do 1º Ciclo da Pena (no Largo Da Escola Municipal) no dia 14 de fevereiro pelas 10h e contará com a presença dos autores da obra. Será também divulgado no Porto (EB 1 de Paulo da Gama na Rua Paulo da Gama, Lordelo do Ouro) no dia 16 de fevereiro às 10h e em Setúbal (Escola Primária n.º 2 – Santa Maria da Graça, na Praceta Victor Vitorino) no dia 17 de fevereiro às 10h.

A Science4You é uma empresa 100% portuguesa que se dedica à comercialização, produção, desenvolvimento e personalização de brinquedos educativos e científicos. Está em 35 países e, no último ano, conseguiu atingir 20 mil pontos de venda na Europa.

Vamos ter a presença dos atores principais: o Falco, a Science4You e as crianças.

Juntem-se a nós nesta festa!

Lisboa, Direção Nacional da PSP, 10 de fevereiro de 2017.

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.