Uso obrigatório de máscara nas escolas francesas estendido às crianças de 6 anos

Outubro 29, 2020 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Notícia da TSF de 29 de outubro de 2020.

A França anunciou na quarta-feira um novo confinamento à escala nacional para tentar travar a propagação do novo coronavírus.

O uso de máscara na escola em França será estendido na próxima semana às crianças a partir dos seis anos, anunciou esta quinta-feira o primeiro-ministro francês, Jean Castex, um dia após o anúncio de novo confinamento no país.

“A partir do início desta segunda-feira, o protocolo de saúde vai ser adaptado e reforçado de forma a garantir a proteção de todas as crianças, professores, pais de alunos, de acordo com o parecer que nos foi enviado (quarta-feira) pelo Conselho Superior de Saúde Pública “, acrescentou o chefe de governo.

Jean Castex, que falava na Assembleia Nacional, na abertura do debate sobre o confinamento, que foi novamente decretado em França, disse que o Governo tinha antecipado a segunda vaga da epidemia, mas sublinhou: “nenhum país previra que se acelerasse tão repentina e brutalmente”.

“Continuei a pedir vigilância. Alguns que nos dizem hoje que deveríamos ter agido, e mais fortemente, ou que não estávamos a fazer o suficiente, alegaram na época que estávamos a fazer demais”, afirmou.

Para a atividade profissional, “a utilização do teletrabalho deve ser o mais massiva possível”, afirmou ainda Jean Castex, especificando que, “no setor privado, todas as funções que podem ser desempanhadas em teletrabalho devem ser realizadas cinco dias por semana”.

“Devemos continuar a trabalhar, tanto quanto possível, é claro em condições sanitárias protetoras e, ao mesmo tempo, travando a circulação viral”, porque “o desemprego e a pobreza também podem matar”, continuou.

Serão encerradas empresas de eventos e “setores do cinema e artes cénicas”, indicou também.

Mas, de acordo com o porta-voz do governo Gabriel Attal, os parques e jardins públicos, assim como os mercados, devem permanecer abertos.

A França anunciou na quarta-feira um novo confinamento à escala nacional para tentar travar a propagação do novo coronavírus, juntando-se assim à Irlanda e ao País de Gales, os únicos na Europa que avançaram, até à data, com esta medida.

O novo confinamento, que vigorará pelo menos até 01 de dezembro, começará sexta-feira, mas as escolas permanecerão, para já, abertas.

As novas medidas em França preveem o encerramento de bares e restaurantes durante o período do novo confinamento.

A pandemia de covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 44 milhões de casos de infeção em todo o mundo.

OMS recomenda que todas as crianças a partir dos 12 anos usem máscara tal como os adultos

Setembro 28, 2020 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Notícia do Público de 21 de agosto de 2020.

Recomendação é feita em particular para situações em que não é possível garantir o distanciamento físico de pelo menos um metro e meio e quando há um surto numa determinada zona.

Lusa

As crianças a partir dos 12 anos devem usar máscara nas mesmas condições que os adultos para se protegerem da infecção da covid-19, segundo recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgadas esta sexta-feira.

O uso de máscara é recomendado a partir desta idade em particular quando não é possível garantir o distanciamento físico de pelo menos um metro e se a transmissão da doença se generalizou numa determinada zona.

De acordo com as recomendações, os menores até aos cinco anos não devem ser obrigados a usar máscara, tendo em conta “a segurança e o interesse global da criança” e “a sua capacidade em utilizar uma máscara correctamente com uma assistência mínima”.

Para as crianças entre os 6 e os 11 anos, a OMS aconselha o uso de máscara em linha com diversos factores, como os níveis de transmissão da infecção na zona onde residem e a sua capacidade em utilizá-la correctamente e com toda a segurança.

Outros factores a considerar são o acesso que as crianças têm às máscaras, a possibilidade que possuem de as lavar ou substituir, por exemplo nas escolas, a supervisão adequada por parte de um adulto, os eventuais impactos na aprendizagem e no desenvolvimento psicossocial e o relacionamento com pessoas expostas a um risco acrescido de doença grave, como os idosos.

O uso de máscara não é obrigatório para as crianças que tenham perturbações no seu desenvolvimento, deficiências ou outros problemas de saúde, devendo a avaliação ser feita caso a caso.

As crianças ficam isentas de usar máscara quando praticam desporto ou uma actividade física como correr, saltar ou brincar num parque infantil.

As máscaras, quando o seu uso é aconselhado, podem ser de tecido se a criança for saudável, mas o adulto terá de se certificar que a mesma tem o tamanho adequado e que cobre suficientemente o nariz, a boca e o queixo.

As recomendações da OMS para o uso de máscaras nas crianças resultam de informação reunida por um grupo de trabalho da organização formado por peritos internacionais.

A recomendação da OMS é a seguinte:

Advice on the use of masks for children in the community in the context of COVID-19

Crianças devem usar máscaras? Que recomendações há?

Setembro 15, 2020 às 8:00 pm | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Notícia da Rádio Renascença de 18 de agosto de 2020.

Maria João Costa

A máscara já se tornou no adereço do ano. Há países onde o uso é obrigatório até na rua. E como é com as crianças? Como e quando é que devem usar máscara? E a partir de que idade?

Está a chegar o momento do regresso às aulas, e por isso ganha relevância a forma como as crianças se protegem da pandemia da Covid-19. A Sociedade Portuguesa de Pediatria publicou recentemente uma espécie de guia com conselhos.

A partir de quando é a que a crianças devem usar máscara?

Logo a partir dos dois anos. Embora em Portugal apenas seja obrigatório a utilização de máscaras em crianças com 10 ou mais anos, quando estão nas escolas ou nos transportes coletivos de passageiros, a Sociedade Portuguesa de Pediatria recomenda que as crianças com mais de 14 meses usem máscara se estiverem em espaços fechados, como um supermercado ou hospitais.

O ideal é usar a máscara o menor tempo possível e evitar a permanência nestes espaços se não for estritamente necessário.

Mas há alturas em que o uso de máscara não seja recomendado?

Desde logo em crianças com idade inferior a dois anos, pelo risco de asfixia.

No artigo – publicado no portal Criança e Família – a Sociedade Portuguesa de Pediatria explica que também não convém colocar máscara se a criança “independentemente da idade” não compreenda as regras de utilização da máscara, não tolere a colocação ou que toque frequentemente na máscara, já que a sua manipulação aumenta o risco de exposição ao vírus.

Claro que é também importante que a máscara seja do tamanho adequado aos menores e não deve ser usada “enquanto a criança come, bebe, pratica exercício físico ou durante atividades lúdicas”.

O que é uma boa máscara para criança?

As máscaras infantis devem ter um tamanho adequado à cara, ou seja, tem de cobrir o nariz e a boca até ao queixo. Aqui, tal como para os adultos, independentemente do tipo de máscara utilizada – se é cirúrgica, ou social -, o que a Sociedade de Pediatria recomenda é que seja certificada pelas entidades competentes.

Irrequietos como são os mais novos, por vezes a dificuldade dos pais será em colocar-lhes a máscara. Há alguma recomendação quanto à forma de colocar e utilizar a máscara nos mais novos?

Aqui as recomendações são iguais às dos mais velhos, ou seja, antes e depois da colocação e remoção da máscara, as mãos devem ser lavadas com água e sabão ou desinfetadas com álcool gel.

A máscara deve ser colocada e retirada tocando apenas nos atilhos ou nos elásticos. Se for uma máscara cirúrgica já sabe que a parte colorida tem de ficar virada para fora, ficando a parte branca em contacto com a cara.

Caso não tenha distinção de cor, saiba que as pregas têm de ficar viradas para fora e sempre orientadas para baixo. Na parte superior da máscara o metal moldável deve ser ajustado ao nariz. E claro, os pais não se devem esquecer que a máscara deve ser substituída depois de 4 a 6 horas de utilização ou sempre que estiver húmida. Se as crianças usarem uma máscara social deve ser lavada e seca de acordo com as indicações do fabricante.

E as birras, os medos, como é que os pais devem lidar com isso?

Se a criança tiver medo de utilizar máscara, os pais ou outros familiares também devem utilizá-la, para que os miúdos não se sintam sozinhos.

Outra das ideias é enquanto estiver a utilizar máscara, fale com a criança ao espelho sobre isso. Claro que há outras dicas sobretudo para os mais pequenos. A Sociedade Portuguesa de Pediatria diz que pode ajudar colocar uma máscara no brinquedo ou peluche preferido da criança, desenhar uma máscara na personagem preferida dela ou mostra fotografias de outras crianças a utilizar máscara.

Além de praticar o uso de máscara antes de sair de casa, os pediatras recomendam ainda a utilização de máscaras com motivos infantis desenhados e sobretudo transmitir uma mensagem de tranquilidade à criança, explicando-lhe que a máscara o torna mais seguro.

Empresa portuguesa lança as primeiras máscaras inclusivas para crianças a partir dos 6 anos

Setembro 3, 2020 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia do Sapo Lifestyle de 13 de agosto de 2020.

Susana Krauss

De forma a ajudar a preparar os mais pequenos para a nova realidade, empresa do Porto criou uma gama inclusiva Kids, especialmente desenvolvida para idades iguais ou superiores a 6 anos

O regresso às aulas de forma presencial encontra-se agendado para entre 14 e 17 de setembro de 2020. Foi a pensar neste possível regresso – dependente da evolução da pandemia – que a Nudemask criou as primeiras máscaras inclusivas Kids, uma vez que o uso de máscara será obrigatório a partir do 2º ciclo.

Proteger não é apenas cuidar da nossa saúde, é também levantar a voz por quem precisa. É agir contra as injustiças raciais e sociais, que infelizmente ainda são parte da nossa sociedade.

Desta forma, e para que os mais pequenos também se sintam incluídos, a Nudemask criou uma gama com 2 modelos de criança com estampados infantis para que também elas se sintam confortáveis com a máscara.

As máscaras Kids foram desenvolvidas para se ajustarem ao rosto mais pequeno, procurando dar o máximo de conforto na adaptação a esta nova realidade.

As mesmas adaptam-se à face das crianças com idade igual ou superior a 6 anos, possuindo uma certificação de nível 3 – malha certificada pelo Citeve (4622/2020) e pelo ISQ (20.09.492.091).

São ainda resistentes a pelo menos 20 lavagens, dispondo de um saco próprio para tal, que a protege na máquina e prolonga a sua utilização, e que também funciona como elemento de transporte.

Para que o apoio também chegue às famílias mais vulneráveis, por cada máscara comprada, será doado 1 euro à Associação Cáritas Portuguesa, para que a protecção chegue a todos. Até à data, a marca portuense já ajudou com mais de 600 euros, ambicionando duplicar este valor no final do mês.

A Nudemask foi criada por duas portuenses e conta com uma produção inteiramente nacional.

https://thenudemask.com/

OMS aconselha uso de máscara nas escolas em crianças dos 6 aos 11 anos

Setembro 2, 2020 às 12:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Notícia da SIC Notícias de 24 de agosto de 2020.

Organização ressalva que a adoção desta medida depende de outros fatores específicos.

Ao contrário do que acontecia até agora, a Organização Mundial de Saúde aconselha o uso de máscaras nas escolas a crianças entre os 6 e os 11 anos.

A OMS ressalva, no entanto, que a adoção desta medida depende de outros fatores específicos de cada comunidade, para além de todo o conjunto de cuidados, como o distanciamentro social ou a etiqueta respiratória.

Vídeo da notícia no link:

https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2020-08-24-OMS-aconselha-uso-de-mascara-nas-escolas-em-criancas-dos-6-aos-11-anos-1

COVID-19: animação produzida pela UNICEF sobre a importância de se usar máscara

Agosto 13, 2020 às 6:00 am | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

Máscaras: Saiba como ajudar as crianças a ultrapassar o medo

Maio 11, 2020 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Texto do site Kids Marketeer de 23 de abril de 2020.

Para muitas crianças, ver os pais a usarem máscaras de protecção respiratória pode ser assustador, desconcertante ou mesmo motivo para tristeza. Uma das razões para tal acontecer é a capacidade limitada das crianças de reconhecer e ler rostos.

Kang Lee, professor de psicologia aplicada e desenvolvimento humano da Universidade de Toronto, especialista no desenvolvimento de habilidades de reconhecimento facial em crianças, explica melhor esta razão: “Se um adulto usar uma máscara, eu consigo reconhecê-lo pela estrutura do seu rosto, ainda que metade da cara esteja tapada”.

O mesmo não se passa com as crianças. Kang Lee esclarece que as crianças até aos seis anos concentram-se nas características individuais, em vez de reconhecerem a pessoa como um todo. “Por exemplo, prestam atenção ao formato dos olhos ou ao tamanho do nariz.

Vários estudos realizados constataram já que as crianças podem, inclusive, ter dificuldade em reconhecer rostos familiares que estejam parcialmente escondidos, exactamente por alguns recursos de informação (tamanho do nariz, formato da boca) não estarem visíveis e a criança não conseguir ler os sinais emocionais. Esta situação pode revelar-se assustadora ou desconcertante para os mais pequenos.

Para que o seu filho não fique assustado com a máscara, os especialistas aconselham que quando os pais colocarem máscaras, expliquem às crianças a razão de o estarem a fazer. Devem dizer que o estão a fazer para ajudar e proteger as outras pessoas. Transmitir a mensagem de que o uso de máscara é um acto de responsabilidade social e que é tão importante como lavar as mãos. Em alternativa, pode ser explicado às crianças que as máscaras transformam as pessoas em super-heróis porque protegem todas as pessoas dos germes, reforçando a ideia de que a máscara é como a capa dos heróis.

Outro conselho é que o tecido da máscara tenha desenhos divertidos ou a família em casa faça uma máscara para a criança consciencializar-se de que este é um objecto normal. Os pais podem também optar por fazer jogos de interpretação de expressões para retirar o medo; ou seja, toda a família coloca máscaras e depois tentam ler os rostos uns dos outros, através do olhar, para identificar as expressões/emoções que estão a transmitir – se estão a sorrir, por exemplo. Este tipo de actividade retira o factor assustador e insere a máscara como um objecto normal.

Os especialistas aconselham também que os pais estimulem os mais novos a colocarem todas as dúvidas que tiverem sobre o assunto e que a família dialogue, de forma tranquila, sobre todas as experiências e emoções que está a experienciar.

Máscaras e serpentinas no Carnaval do Jardim Zoológico

Março 3, 2011 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

“Vamos festejar o Carnaval com máscaras e serpentinas junto aos teus animais favoritos?!?  Durante o dia de Carnaval, 8 de Março de 2011, serão promovidas no jardim Zoológico de Lisboa, actividades lúdicas e que incitam à brincadeira. Todas as crianças que vierem integralmente mascaradas de um animal existente no Jardim Zoológico terão 20% de desconto na entrada, desde que acompanhadas de dois adultos pagantes.”

Mais informações Aqui


Entries e comentários feeds.