Como Proteger os seus Filhos de Predadores?

Janeiro 6, 2014 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Texto do Facebook da Internet Segura de 2 de janeiro de 2014.

1536688_346668348805926_459634974_n

COMO PROTEGER OS SEUS FILHOS DE PREDADORES?

Ainda que a Internet não tenha criado predadores sexuais, aumentou significativamente as oportunidades para estes conhecerem e contactarem com vítimas reduzindo o risco de deteção, seja através de salas de chat, fóruns ou troca de mensagens no telemóvel. Muitos destes predadores recorrem ao aliciamento de menores através de prendas, elogios e/ou atenção, ganhando a confiança do jovem e aumentando as possibilidades deste ceder a um encontro pessoal.

Proteja os seus filhos ensinando-os a que NUNCA devem encontrar-se pessoalmente com alguém que conheceram online sem o seu conhecimento e permissão, bem como a evitar falar sobre sexo com contactos online. Para além disso, acompanhe as atividades do seu filho online e com quem este costuma comunicar. Aprenda a confiar no seu filho, mas não hesite em perguntar-lhe questões, quando este agir de forma suspeita. Explique ao seu filho que nunca deve ceder informações pessoais e dos familiares. Conheça e aprove as fotos e vídeos do seu filho antes de este as poder colocar online.

Aprenda a debater estas questões com o seu filho. Algumas formas de iniciar uma conversa sobre a segurança online poderão começar com algumas destas questões:

O que sabes sobre predadores sexuais?
Já te encontraste com alguém que tivesses conhecido online?
O que farias se alguém te pedisse para se encontrarem pessoalmente?
Já alguém teve conversas contigo impróprias ou sobre assuntos de foro sexual?
O que achas que alguém poderia fazer para ganhar a tua confiança, na Internet? Quais seriam os riscos se confiasses nele?
Porque achas que é importante falares comigo/com um adulto, quando alguém na Internet te deixa desconfortável?

Estas são algumas sugestões. É importante demonstrar-se aberto às respostas do seu filho e garantir que ele pode confiar em si, tal como confia nele. Se tiver dúvidas ou quiser saber mais sobre o que fazer nestes casos, contacte a nossa linha ajuda (saiba como em http://www.internetsegura.pt/linha-ajuda/como-contactar).
Navegue em segurança!

 

Navega@s em Segurança? – Sessões de sensibilização

Dezembro 5, 2013 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

navegas

As sessões são dirigidas a crianças e jovens, educadores, seniores e cidadãos em geral.

Cidadania Data: 18-10-2013 a 20-12-2013 Agenda: Nacional Local: Lojas Ponto JA | Capitais de distrito Promotor: IPDJ, I.P. Contactos: Linha da Juventude 707 20 30 30

Descrição

Navegas em segurança na internet?

Queres estar seguro na internet?

O IPDJ, I.P., através da Linha Ajuda Internet Segura, promove entre 11 de novembro e 20 de dezembro a iniciativa nacional designada Naveg@s em Segurança, realizando nas Lojas Ponto JA das capitais de distrito sessões de sensibilização com o objetivo de promover uma cultura de presença e navegação seguras no mundo digital.

As sessões, com a duração de 1h30, são dirigidas a crianças e jovens, educadores, seniores e cidadãos em geral e destinam-se a:

participantes individuais,

escolas,

grupos,

associações juvenis e desportivas,

instituições particulares de solidariedade social, entre outras.

Inscreve-te ou inscreve já o teu grupo ou organização!

Nestas sessões serão abordados os seguintes temas:

segurança no computador pessoal,

navegação inteligente/critica,

comunicação online, lazer, redes sociais e vírus e malware.

| Inscrições |

A participação nas sessões é totalmente gratuita, estando aberta a todos os interessados que queiram aderir individualmente, bem como a grupos oriundos de instituições, escolas e outras entidades.

As inscrições podem ser feitas diretamente numa Loja Ponto JA ou através do
e-mail geral@ipdj.pt.

 

 

Linha Ajuda Internet recebeu cerca de 200 chamadas

Junho 14, 2012 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

Notícia do Diário de Notícias de 2 de Junho de 2012.

por Lusa

Durante o primeiro ano de funcionamento a Linha Ajuda Internet Segura recebeu quase 200 telefonemas, 16 por cento das quais sobre matérias sensíveis como roubo de identidade, ‘cyberbulliyng’ ou conteúdos ilegais.

A Linha Ajuda Internet Segura é uma iniciativa da Fundação para a Divulgação das Tecnologias de Informação (FDTI), no âmbito do consórcio Internet Segura, e co-financiada pela Comissão Europeia, com o objetivo de promover a utilização segura das tecnologias em linha.

De acordo com a coordenadora operacional da Linha, entre 01 de junho de 2011 e 01 de junho de 2012, a Linha Ajuda Internet Segura recebeu 196 chamadas, a maioria (58 por cento) de natureza meramente informativa.

Dentro das chamadas informativas, 22% diziam respeito a temáticas de educação para os média/informação técnica, 20% sobre segurança de dados pessoais e nove por cento sobre conteúdo nocivo.

“Foi de facto um primeiro ano bastante intensivo em termos de atividade. A Linha arrancou precisamente para cumprir a implementação de uma das vertentes dos centros Internet Segura, que ainda não existia em Portugal”, adiantou Esmeralda Gonçalinho à Lusa.

Segundo a responsável, do total de chamadas recebidas, cerca de 16% diziam respeito a matérias sensíveis, envolvendo situações de denúncia ou de apresentação de problemas relacionados com eventuais ilícitos criminais.

Os dados estatísticos da Linha revelam que foram encaminhados para a Polícia Judiciária 12 casos de roubo de identidade, sete casos de ‘cyberbullying’, dois de utilização não autorizada de dados pessoais e um caso de aliciamento.

“Temos contactos sensíveis em todas as faixas etárias, desde o roubo de identidade, muitas vezes com situações de ‘phishing’ [ação em que alguém ou entidade tenta obter informações pessoais através de falsos pretextos] associadas, ‘cyberbullying’ e assédio ou as fraudes online”, revelou.

Além dos contactos encaminhados para a PJ, houve também cinco casos de violência encaminhados para a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), quatro casos de conteúdos ilegais direcionados para a Linha Alerta Internet Segura, quatro casos de relações comerciais fraudulentas enviadas para a Defesa do Consumidor e um caso de uma criança em situação de risco encaminhada para a SOS Criança.

Entre os que contactam a Linha Ajuda Internet Segura, a maioria (61 por cento) são mulheres, com idade entre os 25 e os 49 anos (63%).

“É curioso registar que os seniores já têm uma presença interessante e que os jovens são os que menos nos contactam”, apontou a responsável.

Os dados estatísticos da Linha revelam que a faixa etária acima dos 49 anos é responsável por 21% dos contactos, enquanto os mais jovens (até aos 25 anos) rondam apenas os 16%.

No que diz respeito a projetos para o futuro, Esmeralda Gonçalinho adiantou que haverá uma diversificação dos canais oferecidos para o contacto, seja por ‘chat’ ou por ‘internet call’.

Em matéria de ações de informação, a responsável disse que irão repetir durante este ano o que já foi feito, nomeadamente as ações realizadas por todo o país nas Lojas Ponto Já, escolas, autarquias ou bibliotecas e que chegaram a perto de cinco mil crianças e jovens, bem como pais e encarregados de educação ou professores.

 


Entries e comentários feeds.