Ludi’Cidade 2017 – 20, 21 e 22 de Outubro no Porto

Outubro 18, 2017 às 9:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

mais informações:

https://www.facebook.com/AssociacaoLudotecasPorto/

Anúncios

Jogos da nossa infância

Setembro 26, 2017 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Texto do site https://pumpkin.pt/

Jogo do Mata.

O nome é pouco amigável, mas prometemos horas de diversão. Só precisam de uma bola e de fazer duas equipas com o mesmo número de jogadores. Se for preciso, convidem os amiguinhos, os primos ou desafiem mais adultos a participar. Vão adorar voltar à infância e ainda fazem exercício.

Regras.

O objetivo do jogo é “matar” todos os jogadores da equipa adversária (e tentar não morrer!). Só se pode jogar com as mãos.

O jogo não tem duração definida: quando uma equipa eliminar todos os jogadores adversários, podem recomeçar.

Só precisam de uma bola, preferencialmente mais pequena do que as típicas bolas de futebol.

Delimitem o espaço de jogo em quatro áreas: dois meios-campos e duas áreas mais pequenas no fim de cada lado (área do piolho).

Cada equipa ocupa o seu meio-campo, com excepção do jogador que será o piolho e que ocupará essa área na zona do piolho instalada no meio-campo da equipa contrária.

Os jogadores que estão no meio-campo têm que trocar passes com o piolho. Quando atingirem os 10, e se a bola não cair no chão, podem tentar “matar” um adversário.

Um jogador “morre” quando a bola lhe acerta.

O primeiro jogador de cada equipa a “morrer” substitui o piolho inicial. À medida que outros jogadores vão morrendo, ocupam também a área do piolho, mas já não podem regressar ao meio-campo nem agarrar a bola.

Bota Botilde/Limão.

Quem é que não se lembra da Bota Botilde, a famosa mascote do programa de televisão “1, 2, 3”? Este fenómeno de audiências transversal a todas as idades teve tal impacto que nos anos 80 todas as crianças andavam com a bota botilde no pé… mas não era calçada!

A Bota Botilde era um brinquedo que não só promovia a agilidade e a condição física, como potenciava a vontade de ultrapassar desafios e estabelecer recordes. A mecânica é muito simples: uma corda tem na extremidade uma argola (que se coloca no tornozelo) e na outra tem uma, no caso, bota. A criança só tem que fazer rodar o brinquedo, saltando por cima da corda sem pisar a outra extremidade.

Infelizmente a Bota Botilde já não existe, mas pode encontrar no mercado alternativas mais modernas e igualmente divertidas: Skip It e Argola de Pé para saltar.

Acha que consegue dar mais saltos do que eles?

Jogo do Prego.

Regras.

Vão precisar de um prego com entre 15 a 20 cm de diâmetro, e de um espaço com areia solta onde possam jogar. Podem comprar o prego em qualquer loja de ferragens (o nosso custou 20 centimos).

O objectivo é espetar o prego na areia pelo bico, atirando-o como mandam os desafios:

O prego, depois de atirado à areia, tinha que ficar espetado, e contava como válido, desde que tivesse o topo fora da areia – ou seja, desde que o topo não estivesse em contacto com a areia, o que implicava que não estivesse caído, na horizontal. Se o jogador não fosse bem sucedido, e o prego tivesse caído, passava o “jogo” para o seguinte, iniciando uma nova série com as várias posições indicadas.

Para os jogadores mais avançados há o nível à espanhola, em que a série acima é feita pegando no prego ao contrário, pela cabeça, o que implica uma pirueta no ar antes da aterragem do prego.

Berlinde.

Para jogar ao berlinde não existem leis universais. Os jogos variam de país para país, de cidade para cidade, de rua para rua. Conta a criatividade das crianças e a memória dos pais.

No entanto, os mais comuns são talvez o jogo “dos buraquinhos” ou “dos círculos”: podem cavar vários buraquinhos ou desenhar círculos no chão. Os jogadores devem, com um impulso do polegar, acertar no alvo.  Os jogadores seguintes devem tentar acertar no berlinde dos companheiros, e se conseguirem retirá-los do círculo/buraco, podem ficar com eles.  Vence aquele que ficar com mais berlindes no fim.

Jogo do Fio.

Um fio de lã ou um cordel pesca e temos diversão assegurada durante horas. A sequência de movimentos parece infinita e é muito desafiante tentar ter uma nova ideia para passar o fio para as nossas mãos sem destruir as formas anteriores.

Os miúdos rapidamente aprendem e adoram!

Talvez seja difícil entender com as palavras, mas o vídeo dá algumas pistas. Conseguem reproduzir?

Macaquinho do chinês.

Um jogo divertido para fazer em qualquer lugar (até numa piscina!)

Junto e de frente para uma parede está um jogador, de costas voltadas para os outros participantes. Este jogador vai dizer “um, dois, três, macaquinho do chinês”

Enquanto esta frase é dita os jogadores deslocam-se o mais depressa possível para a parede.

Quando o jogador terminar a frase volta-se para os participantes do jogo.

Os jogadores que forem apanhados em movimento regressam ao ponto de partida.

Ganha o primeiro que conseguir tocar na parede ou no jogador da frente sem ser visto.

 

 

Colóquio Brincar e os modos de ser Criança – 26 e 27 de maio em Coimbra – Organização do IAC – Fórum Construir Juntos

Maio 18, 2017 às 12:43 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

O Instituto de Apoio à Criança (IAC) tem por objetivo principal contribuir para o desenvolvimento integral da Criança, na Defesa e Promoção dos seus Direitos, sendo a criança encarada na sua globalidade como sujeito de direitos na família, na escola, na saúde, na segurança social e justiça.

É convicção do IAC que a promoção do “Direito de Brincar” consagrado no artigo 31º da Convenção sobre os Direitos da Criança, conduz a um crescimento equilibrado e feliz, já que através do Brincar a Criança atribui significados, comunica, compreende os outros, aprende a respeitar regras, inventa, constrói vezes sem fim, numa reconstrução permanente.

Neste sentido, o IAC-FCJ divulga o Colóquio Brincar e os modos de ser Criança, a decorrer nos dias 26 e 27 de maio, na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, em Coimbra.
Este evento tem como principal objetivo refletir sobre o BRINCAR como direito das crianças, como expressão do seu modo de ser e estar, e como estratégia cientificamente fundamentada de educação e de integração social. Iremos procurar despertar o interesse de todos os participantes para a importância da atividade lúdica, dando ao mesmo tempo a conhecer investigações e iniciativas já realizadas, na medida em que elas possam ser inspiradoras para novas ações, por ventura da iniciativa dos próprios formandos.

Mais informações e inscrições através do link: https://sites.google.com/site/brincar2017/

Em anexo segue Cartaz de divulgação e o Flyer com o programa.

Cartaz (pdf)

Programa (pdf)

Vamos todos brincar no pátio da Escola

Maio 12, 2017 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

O Projeto “Coimbra a Brincar” é uma iniciativa da Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC) e pretende assinalar o Dia Internacional do Brincar, dia 28 de Maio.

O IAC-FCJ, em parceria com a equipa GAAF do Agrupamento de Escolas Escalada na Pampilhosa da Serra, promoveu no dia 4 de maio a atividade “Vamos todos brincar no pátio da escola”.

Foram dinamizados alguns jogos tradicionais/brinquedos populares, trazendo para os dias atuais as brincadeiras de outros tempos – saltar à corda, jogo do elástico, jogo do galo dinâmico, jogo da macaca e o colorido ‘paraquedas’ – que fizeram as delícias de todos. Foram muitos os risos e os sorrisos e uma enorme vontade de brincar. Momentos preciosos, que os alunos vivenciaram com entusiasmo, aderindo às várias propostas com curiosidade e alegria, porque brincar é conviver, é partilhar e deveria ser inato a todas as crianças.

Pelo quinto ano consecutivo, o “Coimbra a Brincar” vai proporcionar à população de Coimbra, nos dias 26 e 28 de maio, muitas brincadeiras para todas as idades.

Os que ainda não o fizeram, marquem já na vossa agenda!

Mais informação em http://www.apc-coimbra.org.pt/?cat=47

#‎coimbraabrincar2017

 

 

Ser Criança é ser feliz, correr, brincar até cansar!… No “Dia Mundial da Criança” vem brincar no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha – 1 de junho

Maio 12, 2017 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Ser Criança é ser feliz, correr, brincar até cansar!…

No “Dia Mundial da Criança” vem brincar no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.

O Instituto de Apoio à Criança em parceria com o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha vai assinalar este dia com a dinamização de vários jogos tradicionais, contando ainda com a colaboração dos alunos do curso profissional “Animador Sociocultural” do Agrupamento de Escolas Coimbra Oeste e da equipa de voluntários do projeto FAZ+.

Inscreve-te já

T. (351) 239 801 160

semscv@drcc.gov.pt

 

Colóquio Brincar e os modos de ser Criança – 26 e 27 de maio em Coimbra – Organização do IAC – Fórum Construir Juntos

Março 23, 2017 às 1:09 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

 

O Instituto de Apoio à Criança (IAC) tem por objetivo principal contribuir para o desenvolvimento integral da Criança, na Defesa e Promoção dos seus Direitos, sendo a criança encarada na sua globalidade como sujeito de direitos na família, na escola, na saúde, na segurança social e justiça.

É convicção do IAC que a promoção do “Direito de Brincar” consagrado no artigo 31º da Convenção sobre os Direitos da Criança, conduz a um crescimento equilibrado e feliz, já que através do Brincar a Criança atribui significados, comunica, compreende os outros, aprende a respeitar regras, inventa, constrói vezes sem fim, numa reconstrução permanente.

Neste sentido, o IAC-FCJ divulga o Colóquio Brincar e os modos de ser Criança, a decorrer nos dias 26 e 27 de maio, na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, em Coimbra.
Este evento tem como principal objetivo refletir sobre o BRINCAR como direito das crianças, como expressão do seu modo de ser e estar, e como estratégia cientificamente fundamentada de educação e de integração social. Iremos procurar despertar o interesse de todos os participantes para a importância da atividade lúdica, dando ao mesmo tempo a conhecer investigações e iniciativas já realizadas, na medida em que elas possam ser inspiradoras para novas ações, por ventura da iniciativa dos próprios formandos.

Mais informações e inscrições através do link: https://sites.google.com/site/brincar2017/

Em anexo segue Cartaz de divulgação e o Flyer com o programa.

Cartaz (pdf)

Programa (pdf)

 

 

“Vamos todos brincar no pátio da escola” Atividade desenvolvida pelo IAC – Fórum Construir Juntos

Maio 9, 2016 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

Com o objetivo de proceder à divulgação do “Coimbra a Brincar 2016”, que decorrerá nas margens do Mondego nos dias 27 e 28 de maio, o IAC-FCJ, em parceria com a equipa GAAF da EB2,3 Inês de Castro, promoveu a atividade “Vamos todos brincar no pátio da escola”, no dia 18 de abril, dinamizando vários jogos tradicionais. Com muita simpatia e energia, os “brincalhões” de imediato cativaram o público escolar e puseram todos a mexer. Momentos preciosos, que os alunos vivenciaram com entusiasmo, aderindo às várias propostas com curiosidade e alegria. O nosso bem hajam!

12994297_1043257545724000_913699329357318811_n

 

As opiniões expressas pelos alunos são bem ilustrativas do sucesso da iniciativa.

Foi muito divertido. Gostei muito do jogo de elástico, do paraquedas, do jogo do palhaço, da macaca e de saltar à corda. Gostaria que se repetisse. Mupi Sabino, 5.B

Gostei muito. Estas atividades foram muito divertidas. Relembrei os meus tempos da escola primária. Adorei! Que haja mais destas atividades. Beatriz Viegas, 6.ºA

Eu adorei, porque poucas vezes brinco. Adoro brincar e tenho que aproveitar, enquanto sou criança. Brincar é aprender! Bianca Batista, 6.º B

Gostei muito da atividade, porque acho que é importante. Hoje em dia, as pessoas estão sempre agarradas às tecnologias e não brincam! Mariana Sousa, 6.ºC

Eu acho que esta atividade teve sucesso, porque hoje em dia nós temos muitas preocupações (pelo menos eu!) e brincar faz-nos bem. Diverti-me imenso e brinquei como já não brincava há alguns anos. Foi importante. Júlia Sharma, 6.ºC

Foi engraçado e divertido fazer os jogos. Era bom que acontecesse outra vez! Martim Jorge, 7ºA

Gostei muito da atividade, porque fez com que não estivéssemos ao telemóvel, numa rede social e aprendemos a fazer jogos de grupo, o que foi muito interessante. Foi bom e proveitoso. Acho que vale a pena repetir a experiência! Beatriz Castelo, 7.ºC

Eu acho que foi muito divertido e, ao mesmo tempo, aprendemos imenso. Deviam fazer-se mais atividades do género desta. Foi uma atividade diferente, de que todos gostaram. Obrigada por terem vindo. Joana Simões, 8.ºA

Gostei da atividade, pois achei que foi divertido e, de certa forma, importante, porque há sempre uma altura certa para trabalhar e para brincar. Ajudou-me também a recordar a minha infância e algumas brincadeiras que fazia e de que gostava. Ana Toscano, 8.ºC

1 2

“Jogos d’antigamente” Venha jogar no Museu da Nazaré (Dr. Joaquim Manso) no Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 18 de abril

Abril 14, 2016 às 10:00 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

nazaremais informações:

http://mdjm-nazare.blogspot.pt/

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 2016 – Consulte o Programa Geral

http://www.patrimoniocultural.pt/pt/agenda/atividades-diversas/comemoracoes-do-dia-internacional-de-monumentos-e-sitios-2016/

40 nuevos y divertidos juegos tradicionales para el patio del cole

Março 23, 2016 às 8:00 pm | Publicado em Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

Decoracion-patio-colegio-Collage-2

Al hablar de juegos tradicionales nos referimos a aquellos juegos que, desde muchísimo tiempo atrás siguen perdurando, pasando de generación en generación, siendo transmitidos de abuelos a padres y de padres a hijos y así sucesivamente, sufriendo quizás algunos cambios, pero manteniendo su esencia. Son juegos que no están escritos en ningún libro especial ni se pueden comprar en ninguna juguetería (quizás solo algunos elementos).

Son juegos que aparecen en diferentes momentos o épocas del año, que desaparecen por un período y vuelven a surgir. “La modalidad denominada juego tradicional infantil, denominada así por el folklore, incorpora la mentalidad popular, expresándose sobre todo por medio de la oralidad. Considerando parte de la cultura popular, el juego tradicional guarda la producción espiritual de un pueblo en cierto período histórico.

Esa cultura no es oficial, se desarrolla especialmente de modo oral, no queda cristalizada. Está siempre en transformación, incorporando creaciones anónimas de generaciones que se van sucediendo” ¿Juegos en peligro de extinción? Son diferentes las razones por las cuales vale la pena mantener vivos estos juegos. A través de los mismos podemos transmitir a los niños características, valores, formas de vida, tradiciones… Podemos estudiar y mostrar las diferentes variantes que tiene un mismo juego según la cultura y la región en la que se juega. Las posibilidades que brindan los juegos tr juegos tradicionales juegos tradicionales son múltiples. adicionales En primer lugar el juego tradicional, transmite el valor por lo inmaterial, por el placer natural de jugar, la educación no consumista. ¡Podemos jugar sin nada o con cuatro cosas sencillas! A tiempos en que está de moda la ingeniería y la industria del entretenimiento, nosotros contraponemos la alternativa del renacimiento del juego popular y tradicional.

Un juego en el que los niños están en contacto directo, se comunican, se socializar, se hablan… En el orden práctico, por otro lado, muchos de estos juegos son cortos en su duración –si bien son repetitivos, en cuanto que cuando termina una vuelta o ronda se vuelve a comenzar inmediatamente. Además son sencillos de organizar y controlar. Teniendo en cuenta que son juegos que tienen su origen en tiempos muy remotos, esto “asegura” de alguna manera que encontraremos los mismos en todas las generaciones y culturas. De esta forma, estamos frente a una vía de acceso a la cultura local y regional y aún de otros lugares, si nos interesase, a través de la cual se podrán conocer aspectos importantes para comprender la vida, costumbres, hábitos y otras características de una localidad, comarca, provincia, región…

 

imageneseducativas.com

 

Descarregue AQUI o livro de forma gratuita.

Ludicidade 2015 – Parque da Cidade

Abril 14, 2015 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

ludi

mais informações no link:

https://www.facebook.com/AssociacaoLudotecasPorto

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.