Desigualdade do Rendimento e Pobreza em Portugal – publicação digital

Outubro 5, 2016 às 6:00 am | Publicado em Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

capturar

descarregar o documento no link:

https://www.ffms.pt/FileDownload/a98e63bd-0e40-436f-926c-68e800225fd2/desigualdade-do-rendimento-e-pobreza-em-Portugal

Desde 2009 até ao presente, a situação económica e social do nosso país alterou-se significativamente. Assim, considerou-se de absoluta importância acompanhar o fenómeno e prolongar o primeiro estudo da Fundação sobre Desigualdade, cuja análise terminava em 2009, conhecendo os efeitos das políticas de austeridade nas condições de vida das famílias. Com este objectivo, apresenta-se hoje uma nova análise sobre os reais impactos da crise económica: o estudo “Desigualdade do Rendimento e Pobreza em Portugal: Consequências Sociais do Programa de Ajustamento”, da autoria de Carlos Farinha Rodrigues e cujas principais conclusões se encontram em portugaldesigual.ffms.pt

 

Não há dados sobre pobreza infantil

Maio 10, 2014 às 3:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Notícia do Diário de Notícias de 9 de maio de 2014.

por Lusa, publicado por Luís Manuel Cabral

As crianças são o grupo etário com maior taxa de risco de pobreza e exclusão, mas as estatísticas sobre a pobreza infantil praticamente nem existem, alerta a professora e investigadora Amélia Bastos.

“Não há dados, a criança nunca é considerada como uma unidade estatística de observação, é sempre vista no contexto familiar”, disse a professora do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), à agência Lusa.

O trabalho que desenvolveu nesta matéria é apresentado hoje em Lisboa no decorrer de uma conferência internacional com o título “O Estado Social em Portugal em tempo de crise e austeridade”.

A conferência junta hoje e no sábado em Lisboa, precisamente no ISEG, muitas dezenas de académicos de 15 países, da Suíça aos Estados Unidos, do Brasil ao Irão, do Canadá a Itália, Grécia ou Alemanha, entre outros.

A conferência, organizada pela Universidade de Lisboa, pretende debater o papel do Estado Social em tempo de crise económica, austeridade fiscal e problemas sociais.

Serão dezenas de discussões a decorrer à mesma hora, em várias salas, com temas que vão da Reforma do Estado Social em tempo de Austeridade à Migração, da Pobreza e Exclusão Social à Crise na Habitação ou à Saúde e Bem-estar dos Idosos.

Uma delas será sobre a inexistência de dados sobre pobreza infantil e sobre a necessidade de tomar medidas. Os poucos dados que existem “sugerem que são um grupo particularmente vulnerável, mas não o conhecemos de forma precisa”, disse Amélia Bastos à Lusa. E vai dizê-lo de novo hoje, na conferência internacional do ISEG.

 


Entries e comentários feeds.