Sessão de apresentação do livro “Crianças em situação de rua” de Matilde Sirgado do IAC – 29 junho na livraria Bulhosa

Junho 22, 2017 às 10:30 am | Publicado em Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

O Instituto de Apoio à Criança convida V. Exa. para o lançamento do livro: Crianças em Situação de Rua – O Caso do IAC Projecto Rua “Em Família para Crescer”, da autoria Matilde Sirgado – Coordenadora do Projecto Rua, no dia 29 de junho, pelas 18h00, na Livraria Bulhosa do Campo Grande (ver mapa).

A sessão contará  com a presença da Presidente Honorária do IAC, Dra. Manuela Ramalho Eanes e a apresentação da obra será feita pelo Professor Catedrático  do ISCSP da Universidade de Lisboa e da Universidade Aberta, Hermano Carmo e pela Presidente da Direção do IAC, Dra. Dulce Rocha.

A Direção

 

Encontro Comemorativo dos 20 anos da Rede Construir Juntos, 30 de junho em Lisboa

Junho 1, 2017 às 1:02 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

O Instituto de Apoio à Criança está a organizar um Encontro Comemorativo dos 20 anos da Rede Construir Juntos, que terá lugar no dia 30 de junho, no Auditório do Instituto Português do Desporto e Juventude, em Lisboa.
Há vinte anos, o Instituto de Apoio à Criança desafiou um conjunto de Organizações da sociedade civil com projetos de apoio a crianças e jovens a partilhar experiências e conjugar esforços no combate à pobreza infantil, cientes de que só o trabalho em rede permite resultados duradouros e sustentáveis.
Em 1 de Julho de 1997, foi constituída a Rede “Construir Juntos”, que integra instituições de Solidariedade Social de Norte a Sul do País e região autónoma dos Açores. Refira-se que na altura contou com o apadrinhamento do Secretário de Estado da Inserção Social, Dr. Rui Cunha.
Esta rede congrega, atualmente, cerca de uma centena de instituições com responsabilidade na área da Infância/ Juventude e que têm em comum o desenvolvimento de ações que visam uma mais ajustada coordenação de esforços no combate à exclusão social dos grupos desfavorecidos, englobando estes, crianças e jovens em situações de perigo e respetivas famílias.
Nestes vinte anos, foram múltiplas as iniciativas da Rede, designadamente no combate ao abandono escolar e à exclusão social através de projetos de formação, em que se investe no desenvolvimento de competências pessoais e sociais. Esses projetos de educação para a cidadania tiveram bastante sucesso, merecendo especial menção o que respeita à aposta na valorização dos jovens apoiados pelas diversas organizações. A mais emblemática terá sido a criação da Rede Juvenil “Crescer Juntos” constituída pelos jovens apoiados pelas entidades parceiras e que muito tem feito pelo Direito à Participação.
Assim, neste Encontro, pretende-se refletir sobre a importância do trabalho em rede, equacionar o caminho percorrido e as mais valias desta rede de parceiros e as suas diversas atividades e projetos, reforçando o papel do terceiro sector na promoção do exercício de cidadania dos grupos mais vulneráveis.
A participação neste evento é gratuita, mas sujeita a inscrição obrigatória.

Consulte o Programa do Encontro.

Aceda à Ficha de inscrição.

Encontro SeguraNet 2016/17 com a participação de Bruno Pio, do IAC

Maio 29, 2017 às 9:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

 

A Direção-Geral da Educação, através da Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas, promove o Encontro SeguraNet, que irá decorrer no dia 5 de junho, na Escola Básica Integrada JI/ Vasco da Gama, em Lisboa (Parque das Nações).

Este encontro pretende distinguir as Escolas que mais se destacaram nas iniciativas do projeto SeguraNet, no ano letivo 2016/17, e é dirigido a todos os docentes.

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição dado o número limite de vagas. As inscrições poderão ser realizadas até ao dia 4 de junho, através do formulário.

A intervenção de Bruno Pio é sobre “As Crianças e Jovens: Desafios e Riscos na Internet”.

Consulte o programa do encontro.

Para eventuais esclarecimentos, contacte-nos através do endereço: seguranet@dge.mec.pt.

 

 

IAC referido como boa prática no relatório do GRETA

Maio 9, 2017 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

O relatório do GRETA (Group of Experts on Action Against Trafficking in Human Beings), publicado em 17 março 2017 pelo Conselho da Europa, faz referência ao Instituto de Apoio à Criança, como um bom exemplo nos esforços de implementação em Portugal, da Convenção do Conselho da Europa na Ação contra o Tráfico de Seres Humanos.

Em 2013, no âmbito do Projeto “Catch & Sustain”, o IAC teve a oportunidade de aprofundar a investigação do fenómeno e de construir um Manual de formação para profissionais que trabalham com crianças e jovens, construindo também um Plano de formação/prevenção dirigido às crianças e jovens. Estas são as medidas consideradas pelo grupo de especialistas, como boas práticas na prevenção do Tráfico de Crianças.

O IAC continua a intervir no combate ao tráfico de Seres Humanos e desde 2013 que é membro da RAPVT – Rede de Apoio e Proteção às Vítimas de Tráfico, criada nesse ano e coordenada pela CIG – Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

Acreditamos que só com a cooperação de todos é possível, de forma integrada, intervir eficazmente na prevenção das vítimas, na sua proteção e na sua reinserção.

V Jornadas sobre a Família – “Afinal Quem Manda cá em Casa?” participação de Isabel Porto do IAC

Maio 3, 2017 às 10:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

No próximo dia 15 de maio 2017 irão ter lugar as V Jornadas sobre a Família – “Afinal Quem Manda cá em Casa?”, evento promovido pela EAPN – Rede Europeia Anti Pobreza e que convidou o Instituto de Apoio à Criança a estar presente com a comunicação “Afinal quem manda cá em casa?”de Isabel Porto do IAC – Projecto Rua.

mais informações sobre as jornadas no link:

http://ess.ipportalegre.pt/pt/2017/04/20/v-jornadas-sobre-a-familia/

 

Tráfico de crianças: Portugal continua a ser país de destino – Declarações de Matilde Sirgardo do IAC ao DN

Março 17, 2017 às 4:42 pm | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Notícia do http://www.dn.pt/ de 17 de março de 2017.

A notícia contém declarações da Dra. Matilde Sirgado, Coordenadora do setor IAC- Projecto Rua e membro da Direção do IAC.

A 13 de outubro de 2016, o governo lançou uma campanha contra o tráfico de crianças

Conselho da Europa apela a melhorias na identificação e proteção dos menores vítimas de tráfico de seres humanos em Portugal

M., cidadã romena, de 34 anos, veio para Portugal com uma proposta de trabalho aliciante na restauração. Pensou que era uma oportunidade de dar melhores condições de vida aos filhos, mas foi recebida por um casal da mesma nacionalidade, que a obrigou a entregar toda a documentação e a prostituir-se na rua. Não recebia qualquer remuneração, vivia em condições desumanas, era vítima de agressões. O caso acabou denunciado e M. recebeu apoio no Centro de Acolhimento e Proteção (CAP) do Sul, da responsabilidade da Associação de Apoio à Vítima.

M. foi uma das 226 vítimas de tráfico de seres humanos identificadas entre 2012 e junho de 2016 em Portugal, país que é sobretudo de destino, mas também de saída e trânsito para este fenómeno, como refere o relatório publicado hoje pelo grupo de peritos em ações contra o tráfico de seres humanos (GRETA). Entre as recomendações que o grupo do Conselho da Europa faz a Portugal está um maior enfoque nas crianças: Portugal deve melhorar a identificação e proteção dos menores vítimas de tráfico humano, nomeadamente através de alojamento adequado, acesso à educação e formação profissional.

Embora existam três abrigos para adultos em Portugal – algo que é destacado como positivo no documento -, o país não dispõe de nenhum específico para crianças, sendo estas encaminhadas para instituições de apoio a crianças e jovens em risco. “Portugal tem trabalhado para melhorar os procedimentos e apoio às crianças, mas tem de existir uma melhoria na identificação e assistência”, destaca Rita Bessa, diretora técnica do CAP Sul da APAV, centro que tem capacidade para oito mulheres.

No que diz respeito ao alojamento dos menores, Matilde Sirgado, coordenadora do projeto RUA do Instituto de Apoio à Criança (IAC) – membro da Rede de Apoio e Proteção às Vítimas de Tráfico -, revela que “está prevista a criação de uma casa-abrigo específica para estas crianças”. “Temos algumas coisas a fazer, mas que estão previstas no Plano Nacional. Portugal está atento, tem estado a fazer um bom trabalho”, refere.

A ausência ou a utilização de documentos falsos e uma mobilidade constante são alguns dos problemas que surgem na identificação das vítimas menores. No período referido no documento foram identificadas 36 em Portugal. Segundo os dados do Observatório de Tráfico de Seres Humanos (OTSH), só em 2015 foram sinalizados 18 menores como presumíveis vítimas, dos quais seis foram confirmados. Todos do sexo feminino e a maioria de nacionalidade angolana. Em três casos, Portugal era país de destino e nos restantes era país de trânsito para França.

O IAC é uma das entidades que sinalizam menores em situação de vulnerabilidade. “Podemos melhorar a sinalização e identificação das vítimas em Portugal, porque é uma problemática muitas vezes escondida”, sublinha Matilde Sirgado, sugerindo, por exemplo, a formação de técnicos para que possam identificar situações de risco. Crianças em contexto de rua, porque fugiram de instituições ou de casa, “são potenciais vítimas de tráfico” humano, muitas vezes para serem integradas em “grupos organizados” de “tráfico, furtos ou prostituição”.

Uma das preocupações do GRETA é o desaparecimento de crianças estrangeiras não acompanhadas, o que requer alojamento adequado e formação específica. Uma inquietação referida pela coordenadora do RUA, que diz que Portugal precisa de se preparar, porque o problema poderá vir a ter expressão no país.

No documento, o GRETA manifesta-se igualmente preocupado com “o baixo número de vítimas de tráfico que recebem indemnizações”, pelo que pede às autoridades portuguesas que garantam que as vítimas exercem o direito às mesmas. Destacando medidas positivas como o reforço do quadro jurídico e a criação da rede de apoio às vítimas, apela a que as autoridades continuem a perseguir os casos de tráfico de seres humanos.

 

 

Seminário Anual da Rede Construir Juntos “Crescendo Juntos para a Autonomia” 22 de novembro no Auditório Fernando Pessa em Lisboa

Novembro 10, 2016 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

capturar

Decorre no dia 22 de novembro, em Lisboa, na Casa dos Direitos Sociais – Auditório Fernando Pessa, o Seminário Anual da Rede Construir Juntos, com o título “Crescendo Juntos para a Autonomia”, no âmbito da temática trabalhada pelos jovens da Rede Juvenil Crescer Juntos “As diferentes formas de Acolhimento/ Autonomia de Vida”.

Inscrição gratuita, mas obrigatória até 18 de novembro para o IAC – Projecto-Rua para o seguinte email: iac-prua@iacrianca.pt

programa e inscrições no link:

http://www.iacrianca.pt/index.php/setores-iac-pr/noticias-projecto-rua/item/851-seminario-anual-da-rede-construir-junto

Seminário Anual da Rede Construir Juntos “Crescendo Juntos para a Autonomia” 22 de novembro no Auditório Fernando Pessa em Lisboa

Novembro 8, 2016 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

capturar

 

Decorre no dia 22 de novembro, em Lisboa, na Casa dos Direitos Sociais – Auditório Fernando Pessa, o Seminário Anual da Rede Construir Juntos, com o título “Crescendo Juntos para a Autonomia”, no âmbito da temática trabalhada pelos jovens da Rede Juvenil Crescer Juntos “As diferentes formas de Acolhimento/ Autonomia de Vida”.

Inscrição gratuita, mas obrigatória até 18 de novembro para o IAC – Projecto-Rua para o seguinte email: iac-prua@iacrianca.pt

ficha-de-inscricao-seminario-participantes-2016

programa

IAC com Ensino a Distância

Outubro 15, 2016 às 5:39 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

No passado dia 12 de setembro foi o primeiro dia de aulas para as alunas integradas na modalidade de oferta educativa do Ensino a Distância, fruto de um protocolo estabelecido entre o IAC e a Escola Secundária de Fonseca Benevides.

O insucesso e abandono escolares são algumas das principais problemáticas identificadas junto da população mais jovem do Bairro Dr. Alfredo Bensaúde, especialmente agravadas no que respeita às raparigas que, por questões culturais são impedidas pelos seus pais de prosseguir os estudos.

Assim, perante este diagnóstico, o Projecto Rua, com a colaboração de parceiros e de entidades externas, tornou este projeto real para um grupo de 11 raparigas de etnia cigana, com idades compreendidas entre os 13 e os 16 anos.

Ultrapassada esta etapa, outros desafios se seguem, tais como manter a motivação e assiduidade do grupo para que cheguem ao fim com bons resultados!

pr

25ª Ação de Formação para Animadores: – 25 Anos a (Re)Criar Dinâmicas e Aprendizagens – 13 a 15 de Outubro de 2016 em Caneças

Setembro 20, 2016 às 1:13 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

251

programa e ficha de inscrição no link:

http://www.iacrianca.pt/index.php/setores-iac-pr/noticias-projecto-rua/item/842-25-acao-de-formacao-para-animadores-prevencao-de-riscos-na-intervencao-social-uma-questao-de-direitos

 

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.