Pensar o Acolhimento Residencial de Crianças e Jovens, na Fundação Calouste Gulbenkian, 5 de dezembro, 18h30m

Dezembro 2, 2018 às 7:43 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Mais informações:

http://www.gulbenkian.org

Conferência “Serviços integrados para a infância : Juntos com as crianças e as famílias” com a participação de Matilde Sirgado do IAC, 16 novembro na FCG

Novembro 12, 2018 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

A Dra. Matilde Sirgado, Coordenadora do setor IAC- Projecto Rua, Tesoureira e Membro da Direção do Instituto de Apoio à Criança irá participar no painel temático “Visão de criança e família por diferentes setores”.

Mais informações no link:

https://gulbenkian.pt/evento/servicos-integrados-para-a-infancia/

Apresentação do “GABC – Apoio à Disseminação e Criação de Novos Grupos” dirigido a crianças com idades entre os 0 e os 4 anos e seus cuidadores – 18 maio na FCG

Maio 4, 2018 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Inscrição:

https://www.tfaforms.com/4670158

Informações sobre o projeto:

https://gulbenkian.pt/project/playgroups-for-inclusion/

 

 

Estes alunos melhoraram as notas por causa dos tablets

Março 13, 2018 às 12:30 pm | Publicado em Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Notícia da http://www.tvi24.iol.pt/ de 12 de março de 2018.

Fundação Gulbenkian distribuiu equipamentos por alunos e professores de uma escola. Durante dois anos letivos, dois investigadores acompanharam todo o processo.

Alunos de duas turmas dos 7.º e 10.º anos receberam tablets “para usar como quisessem”, no âmbito de um estudo que concluiu que a maioria ficou mais motivada e aprendeu mais.

A Fundação Gulbenkian queria perceber o que acontece numa escola em que os tablets fazem parte do dia-a-dia e para isso distribuiu equipamentos por todos os alunos e professores. Durante dois anos letivos, dois investigadores acompanharam todo o processo.

O professor universitário José Luís Ramos, um dos autores do estudo ’Tablets’ no Ensino e na Aprendizagem. A sala de aula Gulbenkian: Entender o presente, preparar o futuro, começa por sublinhar que os alunos não são todos iguais, não utilizam as tecnologias da mesma maneira nem com os mesmos fins.

Além disso, acrescenta, os resultados do estudo não podem ser extrapolados para a realidade nacional, uma vez que foram acompanhadas apenas duas turmas de uma escola de Lisboa.

No entanto, notou-se “maior motivação e uma atitude mais positiva para com a escola e a aprendizagem” entre a maioria dos alunos.

Regra geral, “os alunos que mais utilizaram os tablets”foram também “os que mais aprenderam”, diz o professor, considerando que “os tablets podem ser um recurso muito interessante para a aprendizagem dos alunos”.

Alunos e professores receberam um tablet, contou o professor, sublinhando que houve um ou outro encarregado de educação que não ficou agradado com a ideia de o seu filho estar ligado em rede 24 horas por dia e que acabou por proibi-lo de tocar nos aparelhos.

Houve alunos que usaram os tablets com muita intensidade para diversão, outros que os usaram pouco, mas de forma eficiente, segundo o estudo que será apresentado terça-feira na Fundação Calouste Gulbenkian.

Alguns alunos utilizaram a tecnologia a seu favor, mas também houve outros que baixaram as notas. “Sabemos que alguns alunos tiveram alguma dificuldade em gerir o seu tempo”, admitiu o professor.

Durante dois anos, os investigadores conseguiram acompanhar a utilização do uso dos tablets graças a um dispositivo de investigação, que passava pela observação de aulas, gravação de aulas – “tivemos mais de 500 horas de aulas gravadas” – entrevistas a alunos e a professores, explicou José Luís Ramos.

 

 

 

Apresentação do livro “Tablets no Ensino e na Aprendizagem” 13 março na Fundação Calouste Gulbenkian

Março 12, 2018 às 3:00 pm | Publicado em Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

mais informações:

https://gulbenkian.pt/evento/tablets-no-ensino-e-na-aprendizagem/

PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social – 26-28 janeiro na Fundação Calouste Gulbenkian

Janeiro 23, 2018 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

PREÇO | Entrada Gratuita
LOCAL | Vários locais da Fundação Calouste Gulbenkian
SAIBA MAIS | http://back.ly/hCDjM

O PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social é um programa de apoio a projetos que privilegiam a arte como meio de intervenção social junto de crianças e jovens em risco, reclusos e ex-reclusos, imigrantes, pessoas isoladas ou com deficiência, entre outros. Alguns dos projetos apoiados no quadro da segunda edição deste programa apresentam o seu trabalho no “Isto é Partis”. Esta mostra tem também um espaço de reflexão na conferência “Isto é Inclusão Social.”

Inovação na escola e pela escola – Conferência Internacional de Educação, 23 outubro na FCG

Outubro 15, 2017 às 5:43 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

mais informações no link:

https://gulbenkian.pt/evento/inovacao-na-escola-e-pela-escola/

Arte Acessível – 22 de abril na Fundação Calouste Gulbenkian – Venham descobrir a arte em família de forma inclusiva!

Abril 7, 2017 às 11:30 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

Segunda edição do dia de Arte Acessivel!
Ativiades inclusivas para todos os tipos de famílias!
Venham passar o dia connosco.
Ficamos à vossa espera
https://gulbenkian.pt/descobrir/arte-acessivel/
(Inscrições para mcrodrigues@gulbenkian.pt e mmendes@gulbenkian.pt)

Conferência “Políticas Públicas para a Infância: O papel da Família e das Comunidades” na Fundação Calouste Gulbenkian, dia 23 fevereiro, 10h, auditório 2

Fevereiro 20, 2017 às 5:25 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

grupos

Faça a sua Inscrição.

Mais informações em: https://gulbenkian.pt/evento/projeto-aprender-brincar-crescer/

Cinema de bolso – Oficina de Cinema para famílias na Fundação Calouste Gulbenkian – 25 de fevereiro

Fevereiro 13, 2017 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

gulbenkian

Sáb, 25 fevereiro 2017 11:00 h
 O cinema é como a vida, revela o que de mais íntimo guardamos dentro de nós; faz-nos rir, chorar, sentir medo ou inquietação, sonhar e acreditar. Com ele, podemos aprender a olhar para fora, olhar o outro, mas também a olhar para dentro de nós mesmos.

Como seria eu se fosse um filme?

Com esta oficina lançamos o desafio de “olhar para dentro”, tendo como ponto de partida uma obra da exposição Almada Negreiros. uma maneira de ser moderno e o desafio de pensar como me posso “eu” relacionar com ela. A partir deste novo “eu” irei procurar um movimento com o meu corpo, algo simples que me possa levar para além de mim, para um “eu-futuro”, e procurar perceber como posso “eu” e este “eu-futuro” caber num pequeno filme de bolso. Quem sou eu e de que sou feito?

Uma visita focada na interpretação da obra de arte através de leituras cinematográficas em que se parte do olhar sobre o eu e o outro e se cria uma experiência dentro da área do vídeo e da fotografia, desenvolvendo em cada um a descoberta de uma relação pessoal e única com o universo da criação artística.

Conceção e orientação

Margarida Rodrigues, Sofia Martinho

Requer marcação prévia para descobrir@gulbenkian.pt.

Tendo em conta que esta atividade é para famílias, o bilhete de 7,5€ destina-se a uma família.

mais informações no link:

https://gulbenkian.pt/descobrir/atividade/cinema-de-bolso/

 

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.