Poluição do ar causa um terço dos casos de asma nas crianças

Setembro 2, 2019 às 6:00 am | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , ,

Notícia do Euronews de 9 de agosto de 2019.

http://www.youtube.com/watch?v=n4uQiRETz_o

De  Elza GONCALVES 

A poluição do ar é responsável por um terço dos casos de asma nas crianças. É o resultado de um estudo realizado em dezoito países pelo Instituto de Saúde Global, sedeado em Barcelona.

“Estimámos que, cada ano, há seiscentos mil novos casos de asma infantil nesses países. Um terço desses casos de asma são causados pela poluição do ar, especialmente pelas partículas finas com menos de 2,5 micrómetros em diâmetro”, explicou Mark Nieuwenhuijsen, autor do estudo e investigador do Instituto de Saúde Global.

As partículas finas são produzidas pela circulação automóvel, sobretudo pelos veículos a gasóleo e pela indústria. Por serem muitos finas, estas partículas alojam-se nos pulmões.

O impacto da poluição na saúde humana tem sido alvo de vários estudos. Recentemente investigadores chineses concluíram que a poluição tem um impacto negativo no desempenho cognitivo dos humanos, sobretudo nos homens.

Mais informações na notícia:

El 33% de los casos nuevos de asma infantil en Europa son atribuibles a la contaminación atmosférica

14% dos casos de asma na infância devem-se a poluição rodoviária

Março 27, 2013 às 3:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

Notícia do Público de 22 de Março de 2012.

O estudo mencionado na notícia é o seguinte:

Chronic burden of near-roadway traffic pollution in 10 European cities (APHEKOM network)

Lusa

O estudo centrou-se em dez cidades europeias.

14% dos casos de asma crónica na infância devem-se à exposição à poluição existente em estradas com muito tráfego, indica um estudo realizado em dez cidades europeias, divulgado esta sexta-feira.

O estudo, divulgado na edição online da revista da Sociedade Europeia Respiratória, compara dados de saúde com a exposição à poluição do tráfego rodoviário em Barcelona, Bilbau, Bruxelas, Estocolmo, Granada, Liubliana, Roma, Sevilha, Valência e Viena. Para a análise foi considerada a proximidade a estradas com mais de dez mil veículos por dia.

“Calculamos que uma média de 33.200 casos de asma (14% de todas as crianças asmáticas) são atribuíveis a poluentes relacionados com o tráfego rodoviário”, escrevem os investigadores, citados pela agência France Presse. “Ou seja, estes casos não existiriam se ninguém habitasse na ‘zona-tampão’ ou se aqueles poluentes não existissem”, adiantam os investigadores dirigidos por Laura Perez, do Instituto de Saúde Pública suíço.

Um terço da população total daquelas cidades habita a 75 metros de uma estrada com muito tráfego e mais de metade num raio de 150 metros. A percentagem de casos de asma associados à poluição é mais elevada em Barcelona (23%) e em Valência (19%) e menos em Granada e em Estocolmo (7%).


Entries e comentários feeds.