Lançamento do jogo “À Descoberta da Sexualidade” 10 dezembro em Lisboa

Dezembro 9, 2016 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

15380668_10211583376490579_2918477510188579162_n

mais informações:

http://www.apf.pt/

Educação sexual no pré-escolar e aborto no 5.º ano

Dezembro 6, 2016 às 12:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Notícia do Jornal de Notícias de 4 de dezembro de 2016.

clicar na imagem

 

672065371

mais informações sobre o Referencial de Educação para a Saúde no link:

http://www.dge.mec.pt/noticias/educacao-saude/referencial-de-educacao-para-saude-prorrogacao-de-periodo-de-consulta

Sexóloga tira dúvidas a adolescentes através do WhatsApp

Outubro 13, 2016 às 12:00 pm | Publicado em Site ou blogue recomendado | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

Texto do http://visao.sapo.pt/ de 27 de setembro de 2016.

dr

Jovens podem tirar dúvidas relacionadas com a sexualidade através do WhatsApp. Projeto tem o patrocínio de uma marca de preservativos e a colaboração da sexóloga Vânia Beliz.

Se é pelo WhatsApp que os miúdos andam, então vamos falar com eles por aí. Foi isso que pensaram a sexóloga Vânia Beliz e a marca de preservativos Control. E assim nasceu o projeto ControlTalk, destinado a esclarecer de forma gratuita e anónima às dúvidas dos adolescentes relacionadas com a sexualidade.

A receita é simples: um número de telefone (934 059 910) e uma sexóloga com muita experiência a falar com jovens disponível para lhes responder de forma clara e direta.

“O nosso objetivo é responder às perguntas dos miúdos, de forma rápida, eficaz, segura e anónima”, adianta Vânia Beliz, a mentora do projeto. “Os miúdos tendem a sentir alguma dificuldade em aceder ao médico ou á enfermeira e também não falam com os pais sobre questões relacionadas com a sexualidade. Acabam por se aconselhar com os pares”, conta a especialista.

Já há cartazes a anunciar o serviço espalhados pelas escolas do país e agora espera-se que os adolescentes gravem o número e usem sempre que forem assaltados pelas angústias das primeiras experiências sexuais, das modificações do corpo e da turbulência que as hormonas trazem.

Vânia Beliz já tem uma ideia acerca das principais perguntas que irá receber, uma vez que tem uma vasta experiência de sessões em escolas. “Espero das raparigas questões sobre contraceção, gravidez e também sobre o aspeto físico. Dos rapazes, mais sobre a performance sexual – uma primeira vez que não corra bem pode deixar marcas para o resto da vida – ou ainda sobre o uso do preservativo”, nota.

A especialista também prevê que fazer encaminhamento dos jovens para o centro de saúde, nomeadamente para a consulta de planeamento familiar, que é gratuita e muitos nem sabem que existe.

Não está descartada a hipótese de a linha ser usada também pelos pais, com dúvidas relativamente ao momento e à forma de falar destes temas com os filhos. “A sexualidade não é só a relação sexual. São os afetos, a forma como nos relacionamos com os outros. Não pensamos resolver todos os problemas, mas pelo menos encaminhar e desmistificar.”

As perguntas podem ser enviadas durante todo o dia, mas as respostas serão dadas entre as 18:00 e as 20:00.

Vânia Beliz Sexologia

https://www.facebook.com/V%C3%A2nia-Beliz-Sexologia-516302375086802/

 

 

 

 

Apresentação do livro “A viagem de Peludim” 17 Setembro na Biblioteca Municipal Lídia Jorge (Albufeira)

Setembro 8, 2016 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

14079588_1016635651767450_7554546822179553704_n

Seminário “Sexualidade e afetos na Infância e adolescência” – 8 setembro na Azambuja

Agosto 30, 2016 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

13606434_991248140972868_7858218270628019561_n

Inscrições até 5 de setembro

mais informações:

http://www.cm-azambuja.pt/informacoes/noticias/item/2127-seminario-em-azambuja-debate-sexualidade-e-afetos-na-infancia-e-adolescencia

Workshop para Pais “Prevenção da Violência Sexual e de Género na Infância” 15 de outubro na Parede

Agosto 22, 2016 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

14039962_1005593259538356_4929364618358714420_n

mais informações no link:

https://www.facebook.com/aviagemdepeludim/

www.peludim.com/

UNESCO defende educação sexual e de gênero nas escolas para prevenir violência contra mulheres

Junho 21, 2016 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

Texto das https://nacoesunidas.org/ de 7 de junho de 2016.

Para a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil, aprofundar o debate sobre sexualidade e gênero contribui para uma educação mais inclusiva, equitativa e de qualidade, não restando dúvida sobre a necessidade de a legislação brasileira e os planos de educação incorporarem perspectivas de educação em sexualidade e gênero.

Segundo a organização, declarações foram divulgadas diante de fatos recentes ocorridos no país no que se refere à violência sexual.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil reafirmou nesta terça-feira (7) seu compromisso com a garantia dos direitos das mulheres e da população LGBT, posicionando-se de forma contrária a toda forma de discriminação e violação dos diretos humanos em qualquer circunstância e, em especial, em espaços educativos.

“As desigualdades de gênero, muitas vezes evidenciadas pela violência sexual de meninas, expõem a necessidade de salvaguardar marcos legais e políticos nacionais, assim como tratados internacionais, no que se refere à educação em sexualidade e de gênero no sistema de ensino do país”, disse a agência das Nações Unidas em comunicado.

Segundo a organização, as declarações foram divulgadas diante de “recentes fatos ocorridos no país no que se refere à violência sexual”.

Para a UNESCO no Brasil, aprofundar o debate sobre sexualidade e gênero contribui para uma educação mais inclusiva, equitativa e de qualidade, não restando dúvida sobre a necessidade de a legislação brasileira e os planos de educação incorporarem perspectivas de educação em sexualidade e gênero.

“Isso se torna ainda mais importante uma vez que a educação é compreendida como processo de formar cidadãos que respeitem às várias dimensões humanas e sociais sem preconceitos e discriminações”, disse a agência da ONU.

Um dos compromissos dos países-membros das Nações Unidas é garantir o cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, adotada pelo Brasil e todos os outros Estados-membros da ONU em 2015. Entre os 17 objetivos globais da agenda, está a garantia de ambientes de aprendizagem seguros e não violentos, inclusivos e eficazes, e a promoção da educação para a igualdade de gênero e os direitos humanos.

Resultado de amplo debate internacional, o Marco de Ação Educação 2030 joga luz sobre a importância da perspectiva de gênero na educação.

“Esta agenda dedica especial atenção à discriminação baseada em gênero, bem como a grupos vulneráveis, e para assegurar que ninguém seja deixado para trás. Nenhum objetivo de educação deve ser considerado cumprido a menos que seja alcançado por todos”, afirmou trecho do documento da reunião, realizada em novembro do ano passado, paralelamente à 38ª Conferência Geral da UNESCO, com a presença de ministros e especialistas.

A UNESCO ressaltou em todos os seus documentos oficiais que estratégias de educação em sexualidade e o ensino de gênero nas escolas é fundamental para que homens e mulheres, meninos e meninas tenham os mesmos direitos, para prevenir e erradicar toda e qualquer forma de violência, em especial a violência de gênero.

A agência da ONU já possui diversos materiais que podem ajudar os educadores do país a incluírem questões de gêneros nos debates de suas aulas e seus espaços educativos (clique aqui para saber mais).

“A eliminação das desigualdades de gênero é determinante para a construção de uma sociedade inclusiva e equitativa”, disse a UNESCO. “Todos os estudantes têm o direito de viver e aprender em um ambiente livre de discriminação e violência. Com educação e diálogo é possível prevenir a violência de gênero”.

A UNESCO no Brasil lançou também uma campanha nas redes sociais sobre o tema (veja aqui).

 

 

I Congresso Presse “Educação Sexual na Região Norte”

Abril 27, 2016 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

12963660_243917692627901_8060363221338488495_n

Inscrição gratuita e obrigatória para participar no Congresso e/ou nos Workshops.

mais informações:

http://www.presse.com.pt/

Palestra Educação Sexual – 8 de abril no ISMAT

Abril 2, 2016 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

12939316_10153748396559219_1894011607_n

http://www.ismat.pt/pt/

“Então é assim” – Educação Sexual para Crianças, em vídeo

Março 16, 2016 às 6:00 am | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

« Página anteriorPágina seguinte »


Entries e comentários feeds.