Seminário sobre “Direitos Humanos / Direitos das Crianças | Migrações / Tráfico de Menores” da CNASTI, conta com a presença da Dra. Dulce Rocha, Presidente do IAC

Junho 1, 2017 às 11:37 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

A CNASTI (Confederação Nacional de Acção Sobre Trabalho Infantil) é uma organização sem fins lucrativos de utilidade publica que tem como principal objetivo a luta contra todo o tipo de exploração da criança.

Porque a realidade acerca das Migrações e das crianças que chegam a Europa são uma clara violação dos Direitos Humanos e não podem deixar ninguém indiferente, a CNASTI realiza em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa e a CNPDCJ, no próximo dia 7 de Junho um Seminário sobre “Direitos Humanos / Direitos das Crianças | Migrações / Tráfico de Menores”, no Auditório do SINDEL, sito na Rua Aquiles Monte Verde, nº 2 A – Arroios (em frente à Esquadra de Arroios) – Lisboa.

As inscrições são livres e gratuitas mas devem ser feitas no site da CNASTI – www.cnasti.pt – até ao dia 6 de Junho de 2017.

A Dra. Dulce Rocha, Presidente do IAC, fará uma intervenção sobre Tráfico de Crianças/Exploração Infantil.

 

 

“Menores vivem grande sofrimento” entrevista de Dulce Rocha do IAC ao DN

Maio 22, 2017 às 4:23 pm | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Entrevista da Drª Dulce Rocha, presidente do IAC (Instituto de Apoio à Criança) ao Diário de Notícias de 18 de maio de 2017.

clicar na imagem

Colóquio “Como dar voz às crianças na violência doméstica” com Dulce Rocha do IAC – 13 de maio no Palácio Flor da Murta em Paço de Arcos

Abril 20, 2017 às 10:57 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Colóquio com a Drª Dulce Rocha, presidente do IAC (Instituto de Apoio à Criança), no Palácio Flor da Murta, no dia 13 de maio de 2017 às 17h.,  seguido de momento musical ao piano por Teresa Palma Pereira.
Mais informações:
https://www.flordamurta.pt/pt/coloquio-como-dar-voz-as-criancas-na-violencia-domestica/

https://www.flordamurta.pt/pt/inicio/

 

Encontro “Dia Internacional da Mulher: a igualdade de direitos” – In Memoriam de Isabel Magalhães Collaço – com a participação de Dulce Rocha do IAC

Março 7, 2017 às 4:47 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Participação da Drª Dulce Rocha, Presidente do Instituto de Apoio à Criança, no Encontro “Dia Internacional da Mulher: a igualdade de direitos” – In Memoriam de Isabel Magalhães Collaço com a comunicação “Direitos adquiridos ou direitos em perigo? As mudanças e os desafios”.

Na data comemorativa do Dia Internacional da Mulher, o Instituto de Direito Brasileiro da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, em conjunto com o NELB – Núcleo de Estudantes Luso-Brasileiros, organiza o Encontro in Memoriam de Isabel Magalhães Collaço “Dia Internacional da Mulher: igualdade de direitos”, a realizar na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Inscrições

Programa

 

Pós-Graduação Violência Doméstica – início em 26 de Janeiro de 2017 no ISPA

Dezembro 8, 2016 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

ispa

 

Apresentação do Curso

Nos últimos anos assistimos a um exponenciar da visibilidade social da violência doméstica acompanhada por uma cada vez maior necessidade de prevenção, avaliação e intervenção.

Na sociedade portuguesa as modificações de legislação e de representação social devem ser acompanhadas de formação adequada para a prevenção, avaliação e intervenção nas diferentes situações de violência doméstica.

Perante o incremento do conhecimento das situações, das diferentes formas de violência doméstica e das diferentes necessidades que são colocadas aos diversos grupos profissionais envolvidos, é fundamental que os profissionais que trabalham ou queiram vir a trabalhar nesta área tenham uma formação com elevada qualificação técnica e científica, numa abordagem multidisciplinar.

Esta Pós-Graduação pretende suprir as necessidades de formação enunciadas e, desta forma, ter um contributo activo para a imperiosa necessidade de reduzir as situações de violência doméstica.

Os objectivos, conteúdos e corpo docente tornam esta Pós-Graduação única em Portugal.

Horário do Curso

O Curso tem início em 26 de Janeiro de 2017 e funciona em horário pós laboral, às 5 ªs feiras, das 18h30 às 22h30

A Drª Dulce Rocha, Vice-Presidente do Instituto de Apoio à Criança, fará parte do corpo docente da Pós-Graduação.

mais informações:

http://fa.ispa.pt/cursos/violencia-domestica

 

Apresentação do livro “Violência Parental e Intervenção do Estado” pela Vice-presidente do IAC Dulce Rocha, 10 de novembro, 18 horas no Porto

Novembro 10, 2016 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação, Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

capturar

mais informações:

http://www.direito.porto.ucp.pt/pt/central-eventos/apresentacao-livro-violencia-parental-e-intervencao-estado

Webinar Faz o que Eu Faço & Faz o que Eu Te Digo – Um convite para a leitura e para a exploração prática da temática da identidade de género e da segurança na Internet. 25 de outubro 18h30 – BR, 21H30 – PT

Outubro 25, 2016 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

sem-nome

 

Esta webinar tem como ponto de partida uma história deste livro, “Virtual… Só na tua cabeça!” para a construção de uma narrativa digital sobre questões de segurança e privacidade na Internet e outras…

Neste âmbito, será apresentado um cenário de aprendizagem com recurso às TIC, bem como alguns exemplos de exploração da referida história.

faz_o_que_eu_fao__faz_o_que_eu_te_digo_capa_final

O livro da autoria da Dulce Mourato, membro do grupo Geisext da Universidade de Lisboa e da organização destas webinares, dirige-se a todos e a todas (educadores, docentes, formadores, crianças e “jovens de todas as idades”) com a explicação de como se pode usar este manual de boas práticas, em atividades de aprendizagem e de lazer e na participação de uma comunidade virtual, em temas tão díspares como: a maravilhosa aventura do nascimento; a identidade de género, a sexualidade e o respeito pelo outro; uma possível explicação da morte com ajuda da natureza; a utilização das tecnologias com segurança e bom senso; a acessibilidade e o respeito pela diferença e, finalmente, a participação pública e a forma de lidar com seniores com problemas de memória.

O livro tem o prefácio da Dra. Dulce Rocha – Presidente Executiva do Instituto de Apoio à Criança e é uma fonte de inspiração para atividades práticas com ligações ao mundo virtual de uma comunidade online.

Faça a sua inscrição aqui

mais informações:

http://www.webeducacaosexual.com/projeto-2016/webinar-25-de-outubro/

Participação de Dulce Rocha do IAC no “Jornal das 8” da TVI dia 8 e 9 de outubro

Outubro 7, 2016 às 1:00 pm | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

Participação da Drª Dulce Rocha, Vice-Presidente do Instituto de Apoio à Criança, no “Jornal das 8” da TVI dia 8 e 9 de outubro. A Drª Dulce Rocha será entrevistada por Ana leal sobre a retirada de crianças a pais /mães solteiras portuguesas a viver em Inglaterra.

8

I Congresso Caminhos e Desafios em Jovens de Risco – 7 Novembro na Fundação Calouste Gulbenkian

Setembro 16, 2016 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

14332925_868034846674346_7535800786332568748_n

mais informações:

http://famser-ipss.pt/site

https://www.facebook.com/gps.congresso/

A Drª Dulce Rocha, Vice-Presidente do Instituto de Apoio à Criança, irá participar no painel “Crianças e Jovens em Perigo – Estradas Convergentes”

Dra. Dulce Rocha, vice-presidente do IAC, esteve presente na Rádio Renascença para falar da segurança dos jovens e o tratamento das situações de risco

Julho 11, 2016 às 11:01 am | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

A Dra. Dulce Rocha, vice-presidente do IAC esteve presente no dia 9 de julho de 2016 no programa “Em nome da lei”, da Rádio Renascença, para falar da segurança dos jovens e o tratamento das situações de risco. Pode ver o vídeo AQUI.

Capturar

 

Há centros de acolhimento que rejeitam crianças problemáticas

Os dados oficiais dizem que a violência doméstica é o principal facto de risco para jovens em Portugal, mas calcula-se que haja sub-representação de abusos sexuais.

Há centros de acolhimento que tentam fazer selecção de crianças e jovens em risco para evitar as situações mais problemáticas.

A admissão é feita pela secretaria de Estado da Inclusão, Ana Sofia Antunes, no debate do programa da Renascença, Em Nome da Lei.

“Existem por vezes algumas lacunas ao nível da gestão das vagas e algumas resistências por parte de quem acolhe em aceitar determinados tipos de perfis. Muitas vezes tenho uma casa de acolhimento que tem uma ou duas vagas, tem um grupo de crianças ou de jovens que já estabilizou e sabe que quem se está a colocar em um menino em processo de espera para uma medida tutelar e que por isso é uma criança complicada, e por isso diz-se que não.”

Esta realidade não disfarça o facto de haver poucas vagas, admite Ana Sofia Antunes.

“Não estou a dizer que as vagas são muitas, reconheço que não abundam, mas existem sempre algumas vagas para situações de emergência”.

Os dados oficiais colocam a violência doméstica como principal factor de risco para crianças e jovens em Portugal. A negligência vem em segundo ligar e, mais abaixo, em oitavo, o abuso sexual.

Mas Dulce Rocha, vice-presidente do Instituto de Apoio à Criança, não tem dúvidas de que muitos destes casos não aparecem nas estatísticas.

“Claro que sabemos que o número de abusos sexuais está sub-representado. É um crime muito difícil de diagnosticar, normalmente as crianças não denunciam, nós vemos na comunicação social, por vezes, depoimentos de pessoas de 50 e 60 anos a dizer que foram abusadas na infância e que nunca denunciaram, ou quando tentaram denunciar não lhes acreditaram. Por isso há aqui uma sub-representação, tenho consciência disso. É um fenómeno extenso, e sabemos que é extenso”.

A segurança dos jovens e o tratamento das situações de risco foi o tema do debate deste sábado no programa Em Nome da Lei, que passou em antena a seguir ao jornal do meio-dia, na Renascença.

 

Rádio Renancença em 9 de julho de 2016

 

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.