ONU marca Dia Internacional da Menina dizendo que elas são “força imparável”

Outubro 15, 2019 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

Unicef/ UN0212108/Mohammadi
As meninas continuam enfrentando mais obstáculos para ir à escola

Notícia da ONU news de 11 de outubro de 2019.

Agência ONU Mulheres diz que muitos compromissos para dar autonomia às meninas ainda não foram cumpridos; 12 milhões delas casam-se antes de completar 18 anos e 130 milhões de alunas estão fora da escola; já Unicef diz que investir em meninas é investir num futuro melhor para todos.

Esta sexta-feira, 11 de outubro, as Nações Unidas marcam o Dia Internacional da Menina sob o tema: “Força da menina: natural e imparável”, numa tradução livre.

A ONU Mulheres lembra que em 2020, o mundo celebrará os 25 anos da primeira Conferência Mundial sobre Mulheres, que reuniu mais de 30 mil representantes de 200 países, em Pequim, na China.

Fora da escola

Foi neste encontro, que nasceu a aprovação da Declaração e Plataforma de Ação de Pequim.

Mesmo assim, os desafios persistem e muitos compromissos assumidos ainda não foram cumpridos.

Todos os anos, 12 milhões de meninas casam-se antes de completar 18 anos de idade. Cerca de 130 milhões ainda estão fora da escola e quase 15 milhões de adolescentes entre 15 e 19 anos são forçadas a uma experiência sexual.

Movimento

Em nota, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, diz que o movimento, que começou em Pequim, não parou de crescer. Segundo a agência, “o que começou como um movimento mundial lutando por direitos à saúde sexual e reprodutiva, participação política e igualdade salarial, expandiu-se.”

Hoje, as lutas são contra o casamento infantil, violência de gênero, mudança climática, questões de autoestima e educação. Também pedem mais investimentos financeiros e um desenvolvimento inclusivo.

O Unicef destaca alguns progressos nessas décadas. Segundo a agência, “as meninas estão rompendo fronteiras impostas por estereótipos, incluindo crianças com deficiência e outras que vivem em comunidades marginalizadas.

O Unicef afirma que “como empreendedoras, inovadoras e criadoras de movimentos globais, as meninas estão liderando e promovendo um mundo relevante para elas e para as gerações futuras.”

Apoio

Apesar do progresso dos últimos 25 anos, “as meninas em todo o mundo, especialmente aquelas que vivem em áreas rurais ou emergência humanitárias e com deficiência, ainda precisam de ajuda.”

A comunidade internacional deve criar mais oportunidades para que as suas vozes sejam ouvidas e para que elas possam participar na tomada de decisões. Também deve-se dedicar mais recursos para esta população, “porque investir em meninas é investir num futuro melhor para todos.”

Aniversário

O Unicef afirma que, quase 25 depois da sua aprovação, a Plataforma de Ação de Pequim “continua sendo uma base poderosa para avaliar o progresso na igualdade de gênero.”

O documento exige um mundo onde todas as meninas e mulheres possam viver sem violência, frequentar a escola, escolher quando e com quem se querem casar e ganhar um salário igual por um trabalho igual.

A Declaração de Pequim foi o primeiro documento internacional a mencionar, especificamente, os direitos das meninas. Esse reconhecimento continua na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que dedica o objetivo 5 à conquista da igualdade de gênero e à autonomia de todas as mulheres.

A Plataforma de Ação de Pequim tem nove metas relativas às meninas:

 

  1. Eliminar todas as formas de discriminação;
  2. Eliminar atitudes e práticas culturais negativas;
  3. Promover e proteger direitos e aumentar a conscientização sobre necessidades e potencial;
  4. Eliminar a discriminação na educação e desenvolvimento de capacidades;
  5. Eliminar a discriminação nas áreas de saúde e nutrição;
  6. Eliminar a exploração econômica do trabalho infantil e proteger as meninas no trabalho;
  7. Erradicar a violência;
  8. Promover a conscientização e participação na vida social, econômica e política;
  9. Fortalecer o papel da família na melhoria da condição das meninas.

mais informações nos links:

https://www.unicef.org/gender-equality/international-day-girl-2019

https://www.unwomen.org/en/news/stories/2019/10/statement-ed-phumzile-international-day-of-the-girl

Dia Internacional da Rapariga 2017

Outubro 11, 2017 às 3:00 pm | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

mais informações no link:

http://www.un.org/en/events/girlchild/index.shtml

Dia Internacional da Rapariga – 11 de Outubro

Outubro 11, 2016 às 11:03 am | Publicado em Divulgação, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

mais informações e recursos nos links:

https://www.unicef.pt/18/site_pr_unicef_dia_internacional_da_rapariga__2016_10_07.pdf

Girls count!

Ser Rapariga no Mundo – fotografias da Agência Reuters assinalam o dia 11 de outubro Dia Internacional da Rapariga

Outubro 11, 2015 às 7:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,
Students receive a group punishment during a military-style close-order drill class at the Qide Education Center in Beijing, China on February 19, 2014. The Qide Education Center is a military-style boot camp which offers treatment for internet addiction. As growing numbers of young people in China immerse themselves in the cyber world, spending hours playing games online, worried parents are increasingly turning to boot camps to crush addiction. Military-style boot camps, designed to wean young people off their addiction to the internet, number as many as 250 in China alone. (REUTERS/Kim Kyung-Hoon)

Students receive a group punishment during a military-style close-order drill class at the Qide Education Center in Beijing, China on February 19, 2014. The Qide Education Center is a military-style boot camp which offers treatment for internet addiction. As growing numbers of young people in China immerse themselves in the cyber world, spending hours playing games online, worried parents are increasingly turning to boot camps to crush addiction. Military-style boot camps, designed to wean young people off their addiction to the internet, number as many as 250 in China alone. (REUTERS/Kim Kyung-Hoon)

 

Hussein Younis Ali, 14 walks with his bride Nada Ali Hussein, 17, during the wedding party at his home in Tikrit, 150 km (93 miles) north of Baghdad, Iraq on October 8, 2013. Boys and girls are married at an early age in Iraq's rural areas by local clerics who ignore Iraq's law that forbids under-aged marriages under the age of 16. (REUTERS/Bakr al-Azzawi)

Hussein Younis Ali, 14 walks with his bride Nada Ali Hussein, 17, during the wedding party at his home in Tikrit, 150 km (93 miles) north of Baghdad, Iraq on October 8, 2013. Boys and girls are married at an early age in Iraq’s rural areas by local clerics who ignore Iraq’s law that forbids under-aged marriages under the age of 16. (REUTERS/Bakr al-Azzawi)

mais fotografias no link:

http://news.yahoo.com/photos/being-a-girl-international-day-of-the-girl-child-1444162634-slideshow/being-a-girl-international-day-of-the-girl-child-photo-1444162621163.html

http://pictures.reuters.com/Package/2C0FQEQH2RVY

Dia Internacional da Rapariga – 11 de Outubro

Outubro 11, 2014 às 9:00 am | Publicado em Divulgação, Site ou blogue recomendado | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

day

informações sobre Dia Internacional da Rapariga:

http://www.unric.org/pt/actualidade/31636-nao-basta-saber-e-estar-preocupado-as-meninas-tem-de-ser-empoderadas-para-acabarmos-de-vez-com-a-violência

http://www.unicef.org/gender/gender_66021.HTML

http://www.unicef.org/gender/gender_70474.HTML

http://www.unwomen.org/en/news/in-focus/girl-child


Entries e comentários feeds.