5 truques para facilitar a chegada do seu bebé

Junho 9, 2016 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

pai-e-bebe

 

“A vida não começa com o nascimento do bebé, apenas continua” e, por conseguinte, o bebé dentro do útero materno já desenvolveu costumes e hábitos próprios. Quando chegado o momento em que se deparam com uma nova realidade, muitos desses hábitos continuarão a fazer parte do dia-a-dia do seu bebé, tornando a sua vida no exterior muito mais confortável.

Com estes 5 truques conseguiremos que os bebés se sintam mais familiarizados e à vontade com o seu envolvimento, encarando esta mudança com tranquilidade:

  1. Alguns especialistas recomendam que não utilize luvas para as mãos do seu bebé. A explicação é simples: durante a gestação o bebé esteve em contínuo contacto com elas, ajudando-o a situar-se e na auto-exploração. Após o nascimento os bebés continuam a reproduzir este comportamento e, com luvas, sentir-se-ão estranhos ao ter algo nas suas mãos que os impede de sentir o que existe no mundo que os rodeia.
  2. Uma das posições preferidas de alguns bebés é colocar-se encostado à parte superior da sua cama, com a cabeça em contacto com a mesma. Tal acontece pois os bebés, no final da gestação, adquirem uma posição cefálica e pressionam constantemente, com a sua cabeça, a pélvis da mamã. Deste modo, após o nascimento, procuram a parte superior do berço de modo a sentirem-se mais seguros.
  3. O olfato é um dos sentidos que se desenvolve no decorrer da gestação. É graças a este sentido que o bebé, acabado de nascer, consegue encontrar o peito da mãe, guiando-se pelo olfato. Assim, o período da amamentação é um momento que tranquiliza o bebé, permitindo-lhe cheirar a mamã e fazendo-o sentir que não está sozinho.
  4. Pensemos que o bebé, enquanto está dentro a barriga da mãe, viaja sempre acompanhado. Deste modo é normal que após o nascimento, quando se encontrem sozinhos no berço, com cheiros, sons e luzes diferentes dos que conhece, se assustem e chorem. Um som familiar pode ajudar o bebé a acalmar-se: uma música que tenha colocado para ele ouvir durante a gestação ou um batimento do coração, som este que é bastante familiar por ser parecido ao que ouvia dentro da barriga da mamã.
  5. É certo que, no interior do ventre materno, o bebé é capaz de abrir os olhos e inclusive de poder distinguir algumas mudanças de luminosidade, quando esta é mais intensa. Contudo, durante a maior parte da sua vida intrauterina, encontra-se totalmente na escuridão. No momento do seu nascimento a luz intensa incomoda e assusta o bebé. Deste modo, um ambiente com uma luz ténue e suave tranquilizará e irá relaxar o seu bebé.

Certamente que com estes conselhos o seu bebé sentir-se-á mais cómodo e familiarizado com o seu envolvimento. Contudo, sempre que o seu bebé chorar, não hesite em pegá-lo ao colo e colocá-lo junto ao peito, falando com ele num tom meigo e suave, pois este muitas vezes precisa de se sentir protegido, não gostando de estar sozinho.

 

Up To Kids, em 4 de maio de 2016

Tutela de crianças privadas de cuidados parentais – um manual para reforçar os sistemas de tutela para satisfazer as necessidades específicas de crianças vítimas de tráfico”

Julho 9, 2014 às 8:00 pm | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

children

descarregar o livro aqui

We’ve just released a handbook http://bit.ly/1nXrcJY to strengthen national guardianship systems for children in Europe, as part of the EU’s anti-trafficking strategy which recognises the vital role guardians play in protecting children from harm. “No child should feel alone and abandoned by the State they live in,” says FRA Director Morten Kjaerum http://bit.ly/TvMowX “Guardians exist to protect children in the absence of parents. However, their role and work varies from across the EU. This handbook provides the much needed guidance that should help strengthen guardianship systems across the EU to better protect all children who are at risk.”


Entries e comentários feeds.