Nova comunidade “Os Nossos Dias” para pais, filhos e candidatos à adopção

Setembro 10, 2019 às 10:41 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

Os Nossos Dias é uma comunidade de pais, filhos e candidatos à adopção, apadrinhamento e acolhimento de crianças, profissionais ligados à área e comunidade em geral.
Os seus objectivos são a partilha e a participação colectiva quanto aos assuntos da adopção.

O que é Os Nossos Dias e o que pode encontrar neste espaço:

  • É uma comunidade que pretende edificar um lugar de encontro entre pais e filhos através da adoção, candidatos à adoção, profissionais e investigadores da área e a população em geral
  • Temos como objetivo desenvolver ajudas para os diferentes agentes na adoção de crianças, desde pormenores simples a questões mais complexas, por exemplo:
  • A compreensão dos procedimentos para se tornar candidato à adoção
  • O acompanhamento da reflexão sobre este processo
  • A partilha de dicas e questões práticas para os dias do período de transição e pré-adoção
  • Promover a existência de redes de apoio pós-adoção
  •  A reunião entre os diferentes agentes na adoção em Grupos de Foco, havendo momentos dedicados à reunião conjunta e espaços reservados apenas à reunião de pais e/ ou de filhos
  • A promoção de lugares de escuta e círculos de entreajuda para pais e para filhos
  • A divulgação de projetos e materiais relacionados com a adoção – textos de opinião, artigos científicos, notícias de imprensa, livros, filmes, ligações da internet, entre outros
  • Ajudar na ponte entre profissionais da adoção e candidatos e famílias, assim como a integração dos profissionais que fazem investigação na área
  • Sinalização de entidades e profissionais sensibilizados para as temáticas da adoção, nomeadamente da saúde e da educação
  • O esclarecimento e apoio de familiares e amigos de pessoas que adotaram (ou se propõem adotar)
  • O esclarecimento da comunidade em geral para estes assuntos

Os Nossos Dias não é uma entidade organizada formalmente e não tem quaisquer meios financeiros envolvidos. Os apoios propostos resultarão apenas de trabalho voluntário dos seus membros – não-profissionais, o que quer dizer que, em determinados momentos, poderemos ver a nossa ação limitada pelo número de voluntários disponíveis.
Assim, embora com um plano firme nas intenções, é um lugar em construção.

Saiba mais na sua página de Facebook.

Brevemente terão o Blog comunidadeosnossosdias.blogspot.com.

Comunidades de prática e bibliotecas escolares – Publicação Digital

Outubro 31, 2012 às 6:00 am | Publicado em Divulgação, Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Descarregar a publicação Aqui

As bibliotecas escolares (BE) são estruturas nucleares na escola, ao serviço da comunidade educativa, enquanto espaços de leitura, pesquisa, aprendizagem e construção de conhecimento. A gestão e a dinamização da biblioteca escolar exigem, por um lado, o conhecimento e o empenho das equipas que as gerem e, por outro, o desenvolvimento de estratégias de partilha com outros núcleos pedagógicos. Os professores bibliotecários (PB) e as equipas devem desenvolver a sua ação em articulação com outros parceiros, de modo a implementar práticas de trabalho colaborativo – com os orgãos de gestão, os professores, os alunos, os encarregados de educação, outras equipas e outras instituições – em comunidades de partilha e reflexão.

Neste âmbito, a criação de comunidades de prática (CoP), ou a participação dos PB e dos elementos da equipa da biblioteca em comunidades já existentes, pode ser um meio de aprofundar e renovar o conhecimento e a aprendizagem. As CoP são estruturas que se organizam em torno de um interesse comum, de uma área ou domínio do conhecimento, ou de um campo de atuação. A identidade de uma comunidade de prática é construída pelos elementos que a integram, tendo em conta os seus interesses e necessidades e, sobretudo, o domínio ou área de atuação que elegem para reflexão. Deste modo, constitui-se como um modo de promover quer a aprendizagem dos elementos que nela participam, quer o desenvolvimento da organização, ou seja, da biblioteca escolar, de forma sustentada e integrada na rede mais ampla de relações em que esta se enquadra.

Este documento pretende dar a conhecer os princípios teóricos associados às CoP e mostrar de que modo é que este conceito de comunidade pode ser perspetivado no contexto da organização e gestão das bibliotecas escolares, favorecendo a melhoria dos serviços e a apropriação da BE pela comunidade educativa.


Entries e comentários feeds.