Movimento 1 Euro – Apoie o IAC / SOS-Criança

Janeiro 10, 2019 às 2:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

Tal como é do conhecimento de todos nós que uma das formas mais eficazes de prevenir e de intervir os maus tratos nas crianças e jovens, é sensibilizar esta mesma população para os seus direitos. Neste sentido, através de ações de sensibilização nas escolas, é possível contactar com as crianças e alertar para o que deve e não deve ser encarado como “normal”, no que toca à sua integridade física, emocional e moral.

Deste modo, o IAC, através do SOS-Criança, candidatou-se ao “Movimento 1 Euro”, da Associação Movimento 1 Euro. Com o apoio financeiro do “Movimento 1 Euro”, esperamos obter ajuda para a produção do material de divulgação da Linha SOS-Criança nas escolas, de modo a complementar e a enriquecer as nossas ações de sensibilização, distribuindo-o pelos alunos, por forma a cativá-los e a sensibilizá-los para estarem mais atentos aos sinais indicadores de que algo possa estar a perturbar o seu bem-estar e o bem-estar dos que lhes estão próximos. Assim, é possível intervir, cada vez mais cedo, nas problemáticas e evitar que apenas haja atuação quando as situações indesejáveis já se encontrem em estado avançado.

Neste sentido, vimos pedir a cooperação de todos para que possam votar na causa que é de todos nós.

https://movimento1euro.com/causas/causas-activas/448-iac-instituto-apoio-%C3%A0-crian%C3%A7a

Para poder votar, deverá preencher o formulário online através deste link, onde se encontram as instruções para tal:

http://movimento1euro.com/inscreva-se-aqui

 

Um pacote de leite gigante para alertar para o drama das crianças separadas das famílias

Dezembro 24, 2018 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

DR

Notícia do Público de 6 de dezembro de 2018.

A instalação foi montada em Venice Beach, na Califórnia, para alertar para a separação de 14 mil crianças dos pais na fronteira dos Estados Unidos. O projecto da agência 72andSunny também lançou uma petição para tentar reverter a situação.

Rui Pedro Paiva

Um pacote de leite gigante. Dentro dele, vários outros pacotes de leite — mais pequenos — com palavras escritas: “Freedom”, “family”, “future”. Representam aquilo que as 14 mil crianças detidas na fronteira dos Estados Unidos estão a perder. Perdem liberdade, perdem família e perdem futuro.

O objectivo da instalação 14,000 and Counting (em português, 14 mil e a contar), da agência 72andSunny, é alertar para a situação na fronteira dos Estados Unidos, onde crianças são separadas da família e reencaminhadas para tendas e armazéns, enquanto os pais são detidos para julgamento. Os criadores da obra citam o The San Francisco Chronicle para destacar que em Novembro o número de crianças sob custódia governamental chegou a 14 mil. Apesar de a situação não ser inédita no país, aumentou de proporções após a política de imigração da administração de Donald Trump.

“Cada embalagem é uma representação visual de uma criança imigrante mantida em centros de detenção em todo o país”, referiu Meagan Phillips, da residência 72u, a propósito da obra montada na Windward Plaza, Califórnia. A instalação 14,000 and Counting foi inaugurada a 28 de Novembro e irá permanecer em Venice Beach até sábado, 8 de Dezembro.

No site do projecto, é possível assinar uma petição que apela ao congresso americano que reverta a actual legislação. Também é possível contribuir financeiramente para organizações que procuram combater políticas anti-imigração e associações que prestam auxílio a estas crianças (como a União Americana pelas Liberdades Civis ou a Families Belong Together).

A residência criativa 72U do estúdio 72andSunny tem como missão potenciar a “mudança social positiva através da criatividade radical” através da exploração da “arte, tecnologia e cultura”.

 

 

 

 

Bastam 23 euros para salvar a vida de uma criança com fome

Dezembro 13, 2018 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

Notícia da TSF de 11 de novembro de 2018.

No dia em que se assinalam 72 anos da sua fundação, a UNICEF lança esta terça-feira uma campanha de angariação de fundos para combater a subnutrição de crianças.

Em declarações à TSF, diretora executiva da Unicef Portugal, Beatriz Imperatori, deixa “um apelo muito forte” pela luta contra a fome, em especial na África subsariana.

Um tratamento completo para tratar uma criança subnutrida durante três semanas não representa um custo muito elevado para quem quer ajudar – cerca de 23 euros – “mas pode ser um novo início para uma criança”.

Foi o que aconteceu a Marcelino e a Unicef quer que a história deste bebé seja a história de mais crianças em risco de vida.

Ao perceber que o filho estava gravemente doente a mãe de Marcelino levou-o ao centro de saúde local. Depois de ser tratado com alimentos terapêuticos fornecidos pela Unicef o bebé regressou a casa com a mãe, levou ainda 14 doses desse alimento para dar continuidade ao tratamento.

Quase 151 milhões de crianças menores de cinco anos registaram atrasos no desenvolvimento físico e cognitivo devido à subnutrição, enquanto mais de 50 milhões de crianças tinham um peso demasiado baixo para a sua idade, segundo os últimos dados do relatório “The State of Food Security and Nutrition in the World”, referentes ao ano passado.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância foi criado em 1946 para dar resposta às necessidades das crianças europeias após a guerra. Hoje, a Unicef está presente em mais de 190 países em todo o mundo.

 

 

Campanha “Brinquedos que tocam o coração” com o apoio do IAC

Dezembro 5, 2018 às 4:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Mais informações na notícia:
“Brinquedos que tocam o coração” leva milhares de crianças a brincar este Natal

 

 

Brinquedos que tocam o coração: “Queremos promover o direito da criança a brincar” Melanie Tavares do IAC na TVI

Dezembro 5, 2018 às 2:34 pm | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Melanie Tavares, Coordenadora do Departamento de Atividades Lúdicas do Instituto de Apoio à Criança, explicou no Diário da Manhã como os portugueses podem ajudar nesta campanha.

TVI Diário da Manhã de 5 de dezembro de 2018.

Visualizar o vídeo no link:

https://tvi24.iol.pt/videos/sociedade/brinquedos-que-tocam-o-coracao-queremos-promover-o-direito-da-crianca-a-brincar/5c07972f0cf20b592eba84c0

 

 

Troque os seus Pontos Solidários na MEO a Favor do Instituto de Apoio à Criança

Novembro 30, 2018 às 5:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

O Instituto de Apoio à Criança faz parte de um grupo de 7 Instituições Privadas de Solidariedade Social integradas nos donativos. Os clientes da MEO podem trocar pontos a favor do IAC e assim, ajudam-nos a ajudar as crianças e a promover os Direitos das Crianças.

Pode aceder Aqui à página da MEO com os donativos a favor do IAC

Movimento 1 Euro – Apoie o IAC / SOS-Criança

Abril 4, 2018 às 1:30 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

O Instituto de Apoio à Criança é uma instituição particular de superior interesse social, sem fins lucrativos, cujo primordial objetivo é contribuir para o adequado desenvolvimento integral da criança.

O SOS-Criança, uma das valências do Instituto reconhecido pelo público em geral, é um serviço de primeira necessidade que surge em 1988 como pioneiro em Portugal que, de forma anónima e confidencial, garante à criança o direito à palavra e à proteção em situações de perigo, tendo por base a defesa e promoção dos Direitos da Criança

Através da Linha SOS-Criança, é possível abraçar as mais diversas problemáticas relacionadas com as crianças e jovens a nível nacional. É uma linha gratuita (116111 – dias úteis das 9h às 19h) através da qual as crianças podem expressar as suas ansiedades, dúvidas e receios, obtendo uma resposta de suporte e de contenção. A Linha SOS-Criança também pretende, acima de tudo, prevenir todas as situações de violência física, sexual, psicológica ou de privação que vitima muitas crianças e jovens. Assim, esta é uma linha que está, igualmente, ao dispor da comunidade, permitindo que qualquer cidadão possa denunciar casos que coloquem em causa a integridade e bem-estar físicos e psicológicos da criança e jovem, o que vem constituir uma solução para os problemas, intervindo, de forma precoce, nas situações que podem prejudicar o seu bom desenvolvimento.

A melhor forma de prevenir o avanço dos maus tratos nas crianças e jovens, é sensibilizar esta população para os seus direitos. Neste sentido, através de ações de sensibilização nas escolas, é possível ir à raiz do problema, contatar com as crianças, perceber as suas necessidades e fragilidades, bem como alertar para o que deve e não deve ser encarado como “normal”, no que toca à sua integridade.

Com o apoio financeiro do “Movimento 1 Euro”, esperamos obter ajuda para a produção do material de divulgação da Linha SOS-Criança nas escolas, de modo a complementar e a enriquecer as nossas ações de sensibilização, distribuindo-o pelos alunos, por forma a cativá-los e a sensibilizá-los para estarem mais atentos aos sinais indicadores de que algo possa estar a perturbar o seu bem-estar e o bem-estar dos que lhes estão próximos. Assim, é possível intervir, cada vez mais cedo, nas problemáticas e evitar que apenas haja atuação quando as situações indesejáveis já se encontrem em estado avançado.

Para poder votar, deverá preencher o formulário online através deste link, onde se encontram as instruções para tal:

http://movimento1euro.com/inscreva-se-aqui

Mais informações:

http://movimento1euro.com/causas/causas-activas

Facebook Movimento 1 Euro

https://www.facebook.com/movimento1euro

 

UMinho adapta brinquedos para crianças com paralisia cerebral

Dezembro 8, 2017 às 2:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

Notícia da https://www.rtp.pt/ de 6 de dezembro de 2017.

Um grupo de estudantes da Universidade do Minho está a adaptar brinquedos doados às necessidades de crianças com paralisia cerebral, um “gesto de solidariedade e gratidão” que se repete há 11 anos, embora haja cada vez menos doações.

Hoje, a Sociedade Martins Sarmento, em Guimarães, transformou-se numa oficina do Pai Natal em que os duendes são alunos de Engenharia Eletrónica e Computadores da Universidade do Minho que, com a magia aprendida no curso, e um “simples adaptador”, estão a tornar brinquedos eletrónicos “normais” em brinquedos funcionais para crianças com necessidades especiais “mas sem custarem 200 euros”.

Há guitarras cor-de-rosa, cãezinhos de peluche, um urso contador de histórias, carrinhos, uma retroescavadora, e uma boneca que diz `I Love You` quando lhe carregam na barriga. Um gesto básico para uns, mas impossível para algumas crianças.

“As crianças [com paralisia cerebral] não têm a sensibilidade para carregar nestes botões, muitas não conseguem mexer as mãos. Nós, por menos de um euro, conseguimos acionar um interruptor que pode ser acionado com o pé, com o pescoço, ou com o braço e que faz o brinquedo funcionar”, explicou à Lusa o Pai Natal improvisado, coordenador da iniciativa e professor da academia minhota, Fernando Ribeiro.

“A adaptação fica barata, os brinquedos adaptados custam 200 euros porque tem que ser certificado, tem que ser isto, tem que ser aquilo”, apontou.

Os primeiros brinquedos foram adaptados em 2006: “Nos primeiros anos tínhamos empresas que nos ofereciam os brinquedos, agora fazemos uma campanha de recolha de brinquedos usados. Costumávamos adaptar entre 60 a 70 brinquedos, mas agora são menos porque tem havido poucas doações”, explicou, lamentando a falta de matéria-prima, Fernando Ribeiro.

Naquela oficina, os duendes trabalham de graça e por prazer. “Aplicamos o que damos no curso e ajudar estas crianças que não têm possibilidades para ter brinquedos é um fator de solidariedade e gratidão”, justificou Inês Garcia, finalista do curso de Eletrónica e Computadores, enquanto está às voltas com um cãozinho enroscado que teima em não respirar quando lhe carregam no interruptor.

Ao lado, uma boneca de trapos repousa. O que faz essa boneca, é a pergunta a que Inês responde: “Quando se lhe carrega na barriga diz `I love you`. O que vou fazer é colocar-lhe um adaptador que pode ser acionado com o pé ou o pescoço em vez de se necessário carregar-lhe na barriga”, explicou.

E o amor de uma simples boneca fica mais acessível. E o daquelas crianças também.

“No início, não éramos nós que entregávamos os brinquedos, depois pediram-nos para sermos nós porque as crianças perguntavam quem era o Pai Natal. Agora vamos nós, entregamos o brinquedo, ficamos lá a brincar e a experiência é única, não para eles, mas para nós”, disse o professor.

Finalmente, e perante o olhar de alívio de Inês, o cãozinho respirou.

Além da componente solidária, Fernando Ribeiro atribuiu à campanha de adaptação de brinquedos alguma pedagogia: “Os alunos apercebem-se que o mundo real não é aquele a que estão habituados”, salientou.

A recolha de brinquedos ainda não acabou, decorre até 15 de dezembro, tendo como pontos de entrega os Complexos Desportivos Universitários de Gualtar (Braga) e Azurém (Guimarães) e a Sociedade Martins Sarmento (situada no centro de Guimarães).

“Oferece e faz uma criança feliz”, chama-se a campanha.

mais informações:

Press Release: Campanha Nacional de Recolha de Material Escolar

Agosto 24, 2017 às 2:33 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

Press Release

 

Campanha Nacional de Recolha de Material Escolar

 

2 e 3 Setembro 2017

Lojas Continente

 

O Instituto de Apoio à Criança em parceria com a Karingana wa Karingana e a Cáritas Portuguesa, com a colaboração da Missão Continente e o apoio fundamental de vários patrocinadores vão realizar a 4ª edição da Campanha Nacional de Recolha de Material Escolar destinada a crianças de famílias com dificuldades.

O material escolar angariado será distribuído por todo o país por voluntários organizados pela Cáritas Portuguesa.

A Campanha Nacional de Recolha de Material Escolar tem como objetivo a promoção dos Direitos da Criança, colocando o enfoque no – Direito à Educação –fundamental para promover a igualdade de oportunidades, a compreensão, a tolerância e o respeito e a amizade entre todos.

Numa perspetiva de desenvolver uma cultura universal dos Direitos Humanos e em particular a Defesa e a Promoção do Direitos da Criança, Manuela Eanes, Presidente Honorária do Instituto de Apoio à Criança, mais uma vez foi convidada para Embaixadora da Campanha, procurando sensibilizar cada um de nós para a necessidade de efetivar este direito fundamental – o Direito à Educação, na certeza de que irá contribuir para que mais crianças sintam mais alegria, mais bem-estar e mais dignidade, no início deste ano escolar – a educação é o motor de desenvolvimento das sociedades –  educar é um ato de amor.

A Campanha Nacional de Recolha de Material Escolar terá lugar nas Lojas Continente, nos próximos dias 2 e 3 de Setembro.

Manuela Eanes, Embaixadora da Campanha, e os representantes da Cáritas Portuguesa e da Karingana wa Karingana estarão presentes na loja Continente, no Centro do Colombo, no próximo dia 03 de Setembro, a partir das 16 horas.

Contando com a vossa colaboração, pedimos o vosso apoio para a divulgação da Campanha.

 

 Lisboa, 23 de Agosto de 2017

 

 

Troque os seus Pontos Solidários na MEO a Favor do Instituto de Apoio à Criança

Abril 14, 2017 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

O Instituto de Apoio à Criança faz parte de um grupo de 12 Instituições Privadas de Solidariedade Social integradas nos donativos. Os clientes da MEO podem trocar pontos a favor do IAC e assim, ajudam-nos a ajudar as crianças e a promover os Direitos das Crianças.

Pode aceder Aqui à página da MEO com os donativos a favor do IAC

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.