Os quatro excessos da educação moderna que perturbam as crianças

Junho 14, 2017 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Texto do site http://www.revistapazes.com/ de 24 de maio de 2017.

Por Jennifer Delgado Suárez, psicóloga

Quando nossos avós eram pequenos, eles tinham apenas um casaco de frio para o inverno. Apenas um! Naquela época de vacas magras, já era luxo ter um. Exatamente por isso a criançada cuidava dele como se fosse um tesouro precioso. Naquela época bastava a consciência de se ter o mínimo indispensável. E, acima de tudo, as crianças tinham consciência do valor e da importância de suas coisas.

Muita água correu por baixo da ponte, acabamos nos transformando em pessoas mais sofisticadas. Agora prezamos pelas várias opções e queremos que nossos filhos tenham tudo aquilo que desejarem, ou, caso seja possível, muito mais. Não percebemos que esse mimo excessivo ajuda a criar um ambiente propício para transtornos psicológicos.

De fato, foi demonstrado que o excesso de estresse durante a infância aumenta a probabilidade de que as crianças venham a desenvolver problemas psicológicos. Assim, uma criança sistemática pode ser empurrada para ativar um comportamento obsessivo. Uma criança sonhadora, sempre com a cabeça nas nuvens, pode perder a sua capacidade de concentração.

Neste sentido, Kim Payne, professor e conselheiro norte-americano, conduziu uma experiência interessante em que simplificou a vida de crianças diagnosticadas com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. Depois de apenas quatro meses, 68% destes pequeninos passaram a ser considerados clinicamente funcionais. Eles também mostraram um aumento de 37% em suas habilidades acadêmicas e cognitivas, um efeito que não poderia coincidir com a medicação prescrita para esta desordem, o Ritalin.

Estes resultados são, em parte, extremamente reveladores e, mais que isto, também são um pouco assustadores, porque nos fazem pensar se realmente estamos criando para nossos filhos um ambiente saudável, mental e emocionalmente.

O que estamos fazendo de errado e como podemos corrigir isto?

Quando o “muito” se transforma em “demais”?

No início de sua carreira, este professor trabalhou como voluntário em campos de refugiados, onde teve que lidar com crianças que sofrem de estresse pós-traumático. Payne constatou que essas crianças se mostravam nervosas, hiperativas e tremendamente ansiosas, como se pressentissem que algo de ruim fosse acontecer de uma hora para a outra. Elas também eram amedrontadas em excesso, temendo qualquer novidade, o desconhecido, como se tivessem perdido a curiosidade inata das crianças.

Anos mais tarde, Payne constatou que muitas das crianças que precisavam de sua ajuda mostravam os mesmos comportamentos que os pequenos que vinham de países em guerra. No entanto, o estranho é que estas crianças viviam na Inglaterra, abraçados por um ambiente completamente seguro. Qual a razão que os levava a exibir os sintomas típicos de estresse das crianças pós-traumáticas?

O professor pensa que as crianças em nossa sociedade, apesar de estarem seguras do ponto de vista físico, mentalmente vivem em um ambiente semelhante ao produzido em áreas de conflito armado, como se suas vidas estivessem sempre em perigo. A exposição à muitos estímulos provoca um estresse acumulado que obriga as crianças a desenvolverem estratégias que as façam se sentir mais seguras.

Na verdade, as crianças de hoje estão expostas a um fluxo constante de informações que não são capazes de processar. Elas são forçadas ao crescimento rápido, já que os adultos depositam muitas expectativas sobre elas, forçando-as a assumir papéis que realmente não condizem com a realidade infantil. Assim, o cérebro imaturo das crianças é incapaz de acompanhar o ritmo imposto pela nova educação, por conseguinte, um grande estresse ocorre, com as óbvias consequências negativas.

Os quatro pilares do excesso.

Como pais, nós normalmente queremos dar o melhor para os nossos filhos. E pensamos que, se o pouco é bom, o mais só pode ser melhor. Portanto, vamos implementar um modelo de paternidade superprotetora, nós forçamos os filhos a participar de uma infinidade de atividades que, em teoria, ajudam a preparar os pequenos para a vida.

Como se isso não fosse suficiente, nós enchemos seus quartos com livros, dispositivos e brinquedos. Na verdade, estima-se que as crianças ocidentais possuem, em média, 150 brinquedos. É demais, e quando é excessivo, as crianças ficam sobrecarregadas. Como resultado, elas brincam superficialmente, facilmente perdendo o interesse imediatista nos brinquedos e no ambiente, elas não são estimuladas a desenvolver a imaginação.

Payne ressalta que estes são os quatro pilares do excesso que forma a educação atual das crianças:

1 – Excesso de coisas.

2 – Excesso de opções.

3 – Excesso de informações.

4 – Excesso de rapidez.

Quando as crianças estão sobrecarregadas, elas não têm tempo para explorar, refletir e liberar tensões diárias. Muitas opções acabam corroendo sua liberdade e roubam a chance de se cansar, o que é elemento essencial no estímulo à criatividade e ao aprendizado pela descoberta.

Gradualmente, a sociedade foi corroendo as qualidades que tornam o período da infância algo mágico, tanto que alguns psicólogos se referem a esse fenômeno como a “guerra contra a infância”. Basta pensar que, nas últimas duas décadas, as crianças perderam uma média de 12 horas por semana de tempo livre. Mesmo as escolas e jardins de infância assumiram uma orientação mais acadêmica.

No entanto, um estudo realizado na Universidade do Texas revelou que quando as crianças brincam com esportes bem estruturados, elas se tornam adultos menos criativos, em comparação com jovens que tiveram mais tempo livre para criar suas próprias brincadeiras. Na verdade, os psicólogos têm notado que a maneira moderna de jogar gera ansiedade e depressão. Obviamente, não é apenas o jogo mais ou menos estruturado, mas também a falta de tempo.

Simplificar a infância.

A melhor maneira de proteger a infância das crianças é dizer “não” para as diretrizes que a sociedade pretende impor. É preciso deixar que as crianças sejam crianças, apenas isso. A melhor maneira de proteger o equilíbrio mental e emocional é educar as crianças na simplicidade. Para isso, é necessário:

– Não encher elas de atividades extracurriculares, que, em longo prazo, não vão ajudá-las em nada. – Deixe-lhes tempo livre para brincar, de preferência com outras crianças, ou com jogos que estimulem a criatividade, jogos não estruturados.

– Passar um tempo de qualidade com eles é o melhor presente que os pais podem dar.

– Criar um espaço tranquilo em suas vidas onde eles podem se refugiar do caos e aliviar o estresse diário.

– Garantir tempo suficiente de sono e descanso.

– Reduzir a quantidade de informações, certificando-se de que esta seja sempre compreensível e adequada à sua idade, o que envolve um uso mais racional da tecnologia.

– Simplifique o ambiente, apostando em menos brinquedos e certificando-se de que estes realmente estimulem a fantasia da criança.

– Reduzir as expectativas sobre o desempenho, deixe que elas sejam simplesmente crianças. Lembre-se que as crianças têm uma vida inteira pela frente até se tornarem adultos, entretanto, então, permita que elas vivam plenamente a infância.

Texto publicado em espanhol no site Rincón de la Psicología, traduzido e adaptado pela Revista Pazes.

 

 

 

Sedentarismo infantil = Ausência do Brincar (alfabetização motora) – Palestra de Carlos Neto no Teatro Miguel Franco em Leiria (8 de junho)

Junho 6, 2017 às 4:47 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

mais informações:

http://www.cm-leiria.pt/frontoffice/pages/617?news_id=2762

Dia Mundial do Brincar 2017 nos Jardins do Palácio de Belém! 28 de maio

Maio 27, 2017 às 12:02 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

mais informações:

https://www.facebook.com/diamundialdobrincar/

http://www.iacrianca.pt/index.php/setores-iac-al/noticias-atividade-ludica/item/879-dia-mundial-do-brincar-2017-nos-jardins-do-palacio-de-belem

Guia do Brincar Inclusivo : Projeto Incluir Brincando

Maio 24, 2017 às 6:00 am | Publicado em Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

Ao planejar atividades, brincadeiras e materiais pedagógicos, é preciso fazer a si mesmo uma pergunta-chave: o que vou oferecer permite que TODOS E TODAS BRINQUEM JUNTOS, independentemente das características de cada um?

Neste guia, você vai conhecer os princípios do brincar inclusivo e algumas sugestões que poderão colaborar para a garantia desse direito a toda e qualquer criança.

descarregar o guia no link:

http://files.unicef.org/brazil/pt/br_sesame_guia.pdf

Os jardins do Palácio de Belém vão ter insufláveis

Maio 23, 2017 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia do site https://nit.pt/ de 15 de maio de 2017.

Para celebrar o Dia Mundial do Brincar, o quintal do Presidente da República vai encher-se de jogos, insufláveis e muitas diversões. E é gratuito.

texto Andreia Guerreiro

Os adultos passam mais tempo no trabalho do que com os mais pequenos e para os miúdos a escola é quase como uma segunda casa. Mas uma coisa é certa: ao domingo é dia de estar com a família. Para celebrar o Dia Mundial do Brincar, os Jardins do Palácio de Belém, em Lisboa, têm uma proposta diferente.

Esqueça aquelas horas a mais na cama de manhã, o almoço em casa em família ou a ida ao cinema — pelo menos no domingo de 28 de maio. Porquê? Porque entre as 10 e as 17 horas, só há espaço para brincadeiras ao ar livre.

Os Jardins do Palácio de Belém vão encher-se de música, circo, jogos tradicionais como o jogo das cadeias, pinturas faciais e insufláveis para receber os miúdos e as famílias. A entrada é gratuita e não é necessária inscrição. Basta aparecer com toda a família, levar um lanche e roupa confortável.

O objetivo da iniciativa passa por chamar a atenção para a importância de brincar, sendo que não deve ter limite de idade, hora ou local.

Atualmente, o Dia Mundial do Brincar é celebrado em 25 países: Estados Unidos, Argentina, México, Uruguai, França, Suíça, Coreia, Japão, Canadá, Reino Unido, Espanha, Bélgica, Chipre, Camarões, Equador, Turquia, Brasil, Itália, Holanda, Perú, Bolívia, Croácia, Roménia, África do Sul e Portugal.

 

 

 

Dia Mundial do Brincar 2017 nos Jardins do Palácio de Belém! 28 de maio

Maio 19, 2017 às 12:30 pm | Publicado em Actividade Lúdica, Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

No dia 28 de Maio, os Jardins do Palácio de Belém estarão abertos das 10h às 17h com atividades especialmente dedicadas a crianças e famílias, tais como: pinturas faciais, insufláveis, shiatsu, jogos de tabuleiro, jogos tradicionais, circuitos de atividade física, atividades artísticas, entre outras.

Este evento, organizado pelo IAC, será de entrada livre para toda a família.

Divulguem e venham BRINCAR connosco.

 

mais informações no link:

http://www.iacrianca.pt/index.php/setores-iac-al/noticias-atividade-ludica/item/879-dia-mundial-do-brincar-2017-nos-jardins-do-palacio-de-belem

Dia Mundial do Brincar 2017 – 28 de maio nos Jardins do Palácio de Belém

Maio 18, 2017 às 1:00 pm | Publicado em Actividade Lúdica, Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

O Dia Mundial do Brincar é uma iniciativa do IAC. Este ano estaremos a celebrar o direito de #brincar nos Jardins do Palácio de Belém. Contamos convosco. Não falte e divulgue.

Colóquio Brincar e os modos de ser Criança – 26 e 27 de maio em Coimbra – Organização do IAC – Fórum Construir Juntos

Maio 18, 2017 às 12:43 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

O Instituto de Apoio à Criança (IAC) tem por objetivo principal contribuir para o desenvolvimento integral da Criança, na Defesa e Promoção dos seus Direitos, sendo a criança encarada na sua globalidade como sujeito de direitos na família, na escola, na saúde, na segurança social e justiça.

É convicção do IAC que a promoção do “Direito de Brincar” consagrado no artigo 31º da Convenção sobre os Direitos da Criança, conduz a um crescimento equilibrado e feliz, já que através do Brincar a Criança atribui significados, comunica, compreende os outros, aprende a respeitar regras, inventa, constrói vezes sem fim, numa reconstrução permanente.

Neste sentido, o IAC-FCJ divulga o Colóquio Brincar e os modos de ser Criança, a decorrer nos dias 26 e 27 de maio, na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, em Coimbra.
Este evento tem como principal objetivo refletir sobre o BRINCAR como direito das crianças, como expressão do seu modo de ser e estar, e como estratégia cientificamente fundamentada de educação e de integração social. Iremos procurar despertar o interesse de todos os participantes para a importância da atividade lúdica, dando ao mesmo tempo a conhecer investigações e iniciativas já realizadas, na medida em que elas possam ser inspiradoras para novas ações, por ventura da iniciativa dos próprios formandos.

Mais informações e inscrições através do link: https://sites.google.com/site/brincar2017/

Em anexo segue Cartaz de divulgação e o Flyer com o programa.

Cartaz (pdf)

Programa (pdf)

Ser Criança é ser feliz, correr, brincar até cansar!… No “Dia Mundial da Criança” vem brincar no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha – 1 de junho

Maio 12, 2017 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Ser Criança é ser feliz, correr, brincar até cansar!…

No “Dia Mundial da Criança” vem brincar no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.

O Instituto de Apoio à Criança em parceria com o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha vai assinalar este dia com a dinamização de vários jogos tradicionais, contando ainda com a colaboração dos alunos do curso profissional “Animador Sociocultural” do Agrupamento de Escolas Coimbra Oeste e da equipa de voluntários do projeto FAZ+.

Inscreve-te já

T. (351) 239 801 160

semscv@drcc.gov.pt

 

Setúbal vai acolher mega exposição de construções feitas com peças LEGO – 20 a 28 maio

Maio 9, 2017 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

Irá ter lugar em Setúbal uma grande exposição de construções em peças LEGO® e que decorrerá de 20 a 28 de Maio no Cais 3 do Porto de Setúbal.

Será uma exposição com perto de 1600 metros quadrados de construções que vão com certeza animar miúdos e graúdos.

O Setúbal Fan Event – for LEGO® Lovers irá apresentar mega cidades, fantásticos displays, vários milhões de peças distribuídas por diversas dezenas de mesas temáticas, dioramas, esculturas, comboios, monumentos, entre outras novidades. Para os mais pequenos a playzone (piscina de peças) com mais de 130 mil peças, concursos e muitas mais atrações vão preencher o seu imaginário.

A organização pretende que este seja um grande evento, com um envolvimento especial de todos os residentes e turistas, que visitam a cidade. São esperados milhares de visitantes ao certame.

A intenção é potenciar a aprendizagem através da brincadeira. O LEGO®, através da sua versatilidade, permite brincar em família e ao mesmo tempo compreender novos conceitos, como contagens, medidas e até programação.

Complementarmente estão previstos vários espaços de venda de um vasto conjunto de peças e “sets” LEGO, bem como outros artigos relacionados.

No Setúbal Fan Event – for LEGO® Lovers os mais pequenos podem brincar e todos podem simplesmente apreciar a arte dos diversos construtores nacionais e estrangeiros presentes.

O evento é organizado pela ALFALUG em parceria com a Autarquia local/Casa da Baia.

A ALFALUG é uma associação sólida, pautada pelo respeito e troca saudável de conhecimentos entre pessoas de todas as idades que têm em comum a paixão pelo LEGO®.

Os principais objetivos da ALFALUG são a excelência em construções LEGO®, o companheirismo e a aprendizagem. Todos os elementos da ALFALUG faziam ou fazem parte de outras LUG’s (LEGO Users Group) e têm imensa experiência em exposições de grande escala, estando agora, mais do que nunca, empenhados em levar as suas construções ao maior número de pessoas possível. São entusiastas por natureza e elevam o potencial dos brinquedos LEGO® ao mais alto nível.

Ao todo cerca de duas dezenas de construtores têm trabalhado afincadamente nos últimos meses para preparar os seus displays e trazer novidades para o recinto.

Perto de 5 milhões de peças vão encher o Cais 3 do Porto de Setúbal e garantir muita diversão. Vamos todos?

HORÁRIO:

Sábados – das 10h às 23h

Domingo (dia 21) até quinta (dia 25) – das 10h às 22h

Domingo (dia 28) das 10h até às 20h

mais informações:

https://www.facebook.com/events/1802406310086329/

http://www.alfalug.pt

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.