Espetáculo “Olhar de novo” + Seminário/Debate “Bullying – formas e perspetivas de atuação”

Março 14, 2014 às 11:45 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

olhar

Depois das apresentações para o ensino secundário, nos dias 12, 13 e 14, a Baal17 apresenta o espetáculo “Olhar de novo” para o público em geral, seguido do seminário/debate “Bullying – formas e perspetivas de atuação”.

O seminário, dirigido a pais, alunos, professores e todos os interessados em debater a temática, conta com a moderação da jornalista Ana Sousa Dias e a presença dos seguintes oradores:

Luís Fernandes, psicólogo. Autor do livro “Plano bullying – como apagar o bullying das escolas”

Tânia Paias, psicóloga. Diretora do site portalbullying.pt e autora de “Tenho medo de ir à escola”

Manuel Damas, sexólogo. CASA – Centro Avançado de Sexualidades e Afectos

José Antunes Fernandes. Gabinete Coordenador de Segurança Escolar, DGEstE.

Mais informações: 284 549 488 / 961 363 107

“Olhar de Novo” Espetáculo de Teatro Fórum sobre Bullying

Março 6, 2014 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

bully

Estreia dia 12 de Março – “Olhar de Novo”, espetáculo de Teatro Fórum sobre bullying

12, 13 e 14 Março – Cineteatro Municipal de Serpa – dirigido ao ensino secundário

15 Março – espetáculo + conferência “Bullying – formas e perspetivas de atuação” – público em geral

29 Março – Montemor-o-novo

1 Abril – Ourique

“Olhar de novo” será um espetáculo de teatro fórum sobre bullying. Até lá, à estreia, dia 12 de Março, “Olhar de novo” é também ateliês de teatro participativo com os alunos da Escola Secundária de Serpa, observação, aplicação de questionários, conversas com alunos, professores e especialistas. Para lá das apresentações, “Olhar de novo” será um seminário sobre a temática, dia 15 de Março, com a presença de várias entidades e aberto ao público em geral.

Sumariamente o bullying pode definir-se como “todo o comportamento agressivo, intencional de caráter repetitivo, dirigido por um aluno ou por um grupo de alunos contra outro, incapaz de se defender a si mesmo, e que se desenrola em contexto escolar” (Ramirez, 2001. Cit. por Luís Fernandes e Sónia Seixas “Plano Bullying – como apagar o bullying da escola”).

A nova produção teatral da Baal17 pretende trabalhar a temática a partir da realidade e experiência dos alunos da Escola Secundária de Serpa. Conversas, entrevistas, observação, e ateliês de Teatro Participativo, servem de ponto de partida para a recolha de informação que  será depois trabalhada artisticamente no processo de criação de um espetáculo de Teatro Fórum.  O teatro fórum coloca em cena um problema – injustiça, opressão, discriminação – relevante para a audiência sem apresentar uma solução para o conflito. No final da apresentação, a história contada em palco será analisada pelos espetadores, e todos eles serão convidados a intervir no sentido de alterar o seu desfecho. Regressando atrás na história (o teatro, ao contrário da vida, permite destas coisas) cada situação é revista e o público encorajado a propor alternativas ao comportamento do protagonista, tendo em vista a resolução do conflito.

Finda a primeira fase de ateliês na Escola Secundária de Serpa, que teve como objetivo sondar os alunos relativamente ao fenómeno de bullying no contexto escolar – a ocorrência ou não de situações no seu dia-a-dia (vividas ou presenciadas), a sensibilidade e conhecimento relativamente ao que é o bullying e de que diferentes formas este se pode manifestar, estamos neste momento a analisar/editar os materiais recolhidos no sentido de os integrar no processo de criação do espectáculo, bem como a preparar a segunda fase de ateliês que seguirá a mesma linha de trabalho, mas beneficiará do primeiro contacto e das reflexões produzidas por todos.

http://www.baal17.pt/site/

 

Ondas para um futuro – Workshop de Teatro Participativo

Janeiro 7, 2014 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

ball

Por Jouni Piekkari

Dias 10,11 e 12 Janeiro – Serpa

Queres descobrir novas formas de trabalhar com a tua comunidade?

Queres usar o teatro como forma de intervenção comunitária e explorar questões importantes para a tua comunidade?

O Teatro Fórum é uma forma democrática de teatro onde pessoas que não são atores conseguem explorar os seus problemas e encontrar soluções para os mesmos. Isto acontece através de simples jogos dramáticos que levam à construção de apresentações interativas que conduzem à discussão e debate de temas importantes de uma forma descontraída.

O Teatro Fórum capacita as pessoas para agarrarem o futuro com as suas mãos e pode ser aplicado em todos os grupos-alvo, desde crianças a idosos, desempregados, vítimas de violências.

O Process Drama é uma forma de aprendizagem que, através do teatro, permite compreender e refletir sobre diversas temáticas.

A partir de um contexto ficcional sobre determinada situação explora as dinâmicas e conflitos que a definem, criando significativas alegorias sobre as próprias vidas dos participantes enquanto faculta conhecimento sobre a situação.

O Process Drama permite a abordagem de temas difíceis de discussão num ambiente seguro, num espirito de partilha e de aprendizagem coletiva.

Em “Ondas para um futuro” Jouni Piekkari combinará as duas abordagens fornecendo aos participantes ferramentas para aplicar estas metodologias a diferentes grupos. Piekkari tem trabalhado com estas metodologias com vários grupos como imigrantes, exilados políticos, estudantes, idosos, assim como administradores de grandes empresas.

Sobre o formador:

Jouni Piekkari (Finlândia) é especialista em diferentes formas de Applied Drama and Theatre (Teatro Fórum, Process Drama, Teatro para o Desenvolvimento) e trabalho comunitário.

Tem vindo a desenvolver currículo e projetos nestas áreas em várias universidades e ONG’s na Finlândia, Zâmbia, Estónia, Lituânia e Catalunha (Espanha). Atualmente trabalha para o Ministério da Educação Finlandês num projeto de multi-literacia através do Drama, no Projeto da UNICEF Diretos das Crianças através de Métodos Experimentais e desenvolve, num projeto financiado pela UE, jogos de tabuleiro e jogos dramáticos para imigrantes com dificuldades de aprendizagem.

Foi um dos responsáveis pelo projecto europeu “Drama – a way for social inclusion”, de que a Baal17 foi parceira, e tem sido um colaborador ativo no desenvolvimento do programa Teatro Educação e Comunidade da Baal17 desde 2004. Jouni Piekkari é também um antropólogo musical.

Informação prática:

Horário:
Dia 10, das 18h00 às 20h00.
Dia 11 das 10h00 às 13h00 e das 15h00 às 18h00.
Dia 12 das 10h00 às 13h00 e das 15h00 às 17h30.

Valor da inscrição: 75 euros

Não é exigida qualquer experiência em teatro.

Público-alvo: Professores, educadores, e outros trabalhadores das áreas educacionais e sociais, atores e formadores e todos os interessados.

N.º máximo de participantes: 30

Número de horas: 14 horas

Mais informações:

Baal17 – Companhia de Teatro

Cineteatro Municipal de Serpa I Apartado 113 I 7830 Serpa

www.baal17.pt/ https://www.facebook.com/Baal17teatro?ref=hl

baal.17@mail.telepac.pt

 


Entries e comentários feeds.