São as mães que mais castigam as crianças da Geração 21

Dezembro 25, 2012 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

Notícia do Público de 19 de Dezembro de 2012.

são as mães que mais castigam as crianças da Geração 21

 

Estudo sugere que os iogurtes magros durante a gravidez aumentam o risco de asma e rinite alérgica nos bebés

Setembro 26, 2011 às 6:00 am | Publicado em Estudos sobre a Criança, Uncategorized | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Notícia do i de 19 de Setembro de 2011.

Os resultados de um estudo da European Respiratory Society – que vai ser apresentado num congresso em Amesterdão que decorre de 24 a 28 deste mês – mostram haver uma relação entre o consumo de iogurtes magros pelas grávidas e a incidência de casos de asma e de rinite alérgica nos seus filhos.

O problema, dizem especialistas, pode residir na falta de ácidos gordos protectores existentes no iogurte. O estudo observou as dietas de 70 mil mulheres dinamarquesas e dos filhos até aos sete anos e descobriu que as grávidas que ingeriam iogurtes magros de fruta tinham 1,6 vezes mais probabilidades de os seus filhos terem asma até aos sete anos, em comparação com as mulheres que não comiam iogurtes magros. A análise dos resultados também mostra que os casos de rinite alérgica entre as crianças aumenta na mesma proporção. No entanto, beber leite durante a gravidez não provoca os mesmos efeitos, antes pelo contrário, os dados mostram que o leite protege os bebés de virem a desenvolver asma.

“É uma descoberta intrigante. A ausência de ácidos gordos nos iogurtes magros podem ser a chave dos resultados”, explicou à BBC Ekaterina Maslova, da Harvard School of Public Health, principal autora do estudo levado a cabo no Statens Serum Institut em Copenhaga. “Os resultados sugerem que os ácidos gordos têm um papel importante ou que as pessoas que comem este tipo de iogurte têm um estilo de vida ou padrões de dieta similares. Não podemos chegar a nenhuma conclusão nesta fase. Primeiro temos de reproduzir estes resultados noutros estudos”, acrescentou. A. R.

Fumo passivo mata 165 mil crianças por ano

Dezembro 2, 2010 às 1:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Notícia do Expresso de 26 de Novembro de 2010. Estudo “Worldwide burden of disease from exposure to second-hand smoke: a retrospective analysis of data from 192 countries”

As crianças são as primeiras vítimas do tabagismo passivo que provoca mais de 600 mil mortes por ano em todo o mundo, revela um estudo divulgado hoje pela revista britânica “The Lancet”.

O tabagismo passivo provoca mais de 600 mil mortes por ano em todo o mundo, sendo que 165 mil dessas vítimas são crianças, revela um estudo divulgado hoje pela revista britânica “The Lancet”.

As crianças são as primeiras vítimas do tabagismo passivo, uma vez que não podem privar-se da principal fonte de exposição, os seus pais que fumam em casa, sublinham os autores da investigação.

Se a estas 600 mil mortes se somarem as cerca de 5,1 milhões de mortes atribuídas todos os anos ao tabagismo ativo, o número de vítimas mortais devido ao tabaco dispara para os 5,7 milhões, por ano.

Este é o primeiro estudo que avalia o impacto global do tabagismo passivo. Os seus autores, que pertencem ao Instituto Karolinska (Estocolmo, Suécia) e à Organização Mundial de Saúde, utilizaram dados de 2004, os mais recentes disponíveis, de 192 países.

Quarenta por cento das crianças, 35 por cento das mulheres e 33 por cento dos homens não fumadores estiveram expostos ao fumo passivamente, o que se traduz em 379 mil mortes coronárias, 165 mil devido a infeções das veias respiratórias, 36.900 por asma e 21.400 mortes por cancro do pulmão.

 

« Página anterior


Entries e comentários feeds.