Descobertos desenhos de “O Principezinho” guardados numa casa na Suíça

Setembro 16, 2019 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia do Sapo24 de 16 de agosto de 2019. Imagem retirada daqui

Desenhos de “O Principezinho”, criados pelo escritor francês Antoine de Saint-Exupéry para o seu livro, foram descobertos numa casa antiga no norte da Suíça, guardados por um magnata do imobiliário, entre milhares de obras de arte.

Adquiridos há mais de 30 anos num leilão, os desenhos estavam guardados numa pasta de cartão “em bom estado”, revelou à agência France Presse Elisabeth Grossmann, conservadora da Fundação para a Arte, Cultura e História de Winterthour, no cantão de Zurique.

Dentro da pasta encontravam-se três desenhos ligados ao livro – o bêbado no seu planeta, a jiboia que digere o elefante, acompanhada de anotações manuscritas, e o Principezinho e a raposa – e ainda um poema ilustrado com um pequeno desenho, mais uma carta de amor dirigida a Consuelo Suncín, mulher de Saint-Exupéry.

Os desenhos, cuja descoberta foi revelada pelo jornal diário Landbote, de Winterthur, não estão datados e foram realizados em tinta da China e aguarela.

O colecionador suíço Bruno Stefanini, que morreu em dezembro de 2018, com 94 anos, tinha comprado os desenhos em 1986, num leilão em Bevaix, no oeste da Suíça.

Proprietário de uma das maiores coleções de arte da Suíça, criou, em 1980, uma fundação em Winterthur para gerir o seu património.

“O Principezinho” foi escrito em Nova Iorque, nos Estados Unidos, por Antoine de Saint-Exupéry durante a Segunda Guerra Mundial, e ilustrado com as suas próprias aguarelas, tendo sido publicado em 1943 naquele país, e em 1946, em França, depois do desaparecimento do escritor e aviador, em 31 de julho de 1944, ao largo de Marselha, durante uma missão aérea para os Aliados.

O escritor viveu dois anos na Suíça, de 1915 a 1917, num internato religioso, em Friburgo.

As ilustrações originais do livro estão conservadas na Morgan Library, em Nova Iorque.

AG // MAG

Lusa/Fim

Mais informações na notícia:

Trois nouveaux dessins du Petit Prince découverts en Suisse

O Principezinho” nos jardins do Museu Nacional de História Natural e da Ciência

Agosto 23, 2016 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

prince

informações nos links:

http://www.byfurcacao.pt/o-principezinho.HTML

http://www.museus.ulisboa.pt/pt-pt/node/1150

Site assinala 70 anos d’O Principezinho

Abril 10, 2013 às 11:00 am | Publicado em A criança na comunicação social, Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

logo_70ans

Notícia do Diário de Notícias de 6 de Abril de 2013.

por Renata Curado, editado por Patrícia Viegas

Publicado pela primeira vez a 6 de de abril de 1943, o livro de Antoine Saint-Exupéry comemora hoje 70 anos de existência.

Ao contrário do que se possa pensar, ‘O Principezinho’ não foi lançado pela primeira vez em França mas sim nos Estados Unidos, onde Saint-Exupéry se encontrava exilado durante a Segunda Guerra Mundial. O livro foi mais tarde editado em França, em 1946, pela editora Gallimard, a título póstumo, dado o desaparecimento do autor em 1944.

A história, sobre um aviador que tem uma avaria em pleno deserto do Sahara, é uma viagem por vários planetas, onde ‘O Principezinho’ vai encontrando uma série de personagens com quem vai conversando e aprendendo, através de diálogos metafóricos e filosóficos.

Entre as várias edições especiais lançadas, existe uma acompanhada por um caderno de desenhos originais do autor, assim como o próprio livro conta com as ilustrações de Saint-Exupéry. Para celebrar o aniversário foi criado especialmente um site (http://www.lepetitprince.com/70ans/), onde é possível saber mais sobre a obra, adquirir ‘merchandising’ ou ainda jogar.

Disponível actualmente em 257 línguas, ‘O Principezinho’ é a obra de literatura francesa mais lida do mundo (em conjunto com ‘O Estrangeiro’, de Camus), e tornou-se num livro emblemático, popularizando a frase “O essencial é invísivel aos olhos”.

O Principezinho na Quinta da Regaleira

Julho 12, 2011 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

A história do pequeno príncipe e do aviador continua a atrair criadores de todo o mundo, mercê da valiosa mensagem humanista enunciada por Antoine de Saint-Exupéry, autor da obra sempre actual O Principezinho. Mais de meio século depois de ter sido publicada pela primeira vez, em 1943, a obra de Exupéry tem sido objecto de inúmeras adaptações criativas, passando pelo cinema, desenhos animados e pelo teatro.

«O Principezinho na Quinta da Regaleira» vai com certeza revisitar a complexidade do autor, sem que isso interfira com a simplicidade e fluência das imagens que invoca. Ao ser apresentada na singularidade do espaço da Quinta da Regaleira, povoada de planetas e por um avião, numa cenografia da escultora Paula Hespanha e do arquitecto Manuel Pedro Ferreira Chaves, a peça pretende realçar a relação entre as personagens e evocar o valor da amizade, o conceito chave e pedagógico do autor e que será, também, o do espectador.

Apresentada pelo grupo de teatro profissional Byfurcação e pela Fundação Cultursintra, «O Principezinho na Quinta da Regaleira» vai, nos próximos meses, envolver toda a família numa inesquecível experiência de teatro ao ar livre.

Objectivo

A Byfurcação (grupo de teatro profissional sediado em Algueirão Mem Martins) e a Fundação Cultursintra – Quinta da Regaleira, apresentam, de Maio a Outubro de 2011, o espectáculo «O Principezinho na Quinta da Regaleira», a partir do texto de Antoine de Saint-Exupéry.

O Principezinho, texto seminal que tem merecido, ao longo de quase sete décadas, a atenção de leitores de todo o mundo, tem conhecido diversas adaptações criativas. Desde o cinema, aos desenhos animados, passando pelo teatro, a história do pequeno príncipe e do aviador continua e continuará a atrair criadores de todo o mundo, mercê da valiosa mensagem humanista enunciada por Exupéry. “Só se vê bem com os olhos do coração; o essencial é invisível aos olhos».

A versão cénica de «O Principezinho na Quinta da Regaleira» pretende, justamente, traduzir e evidenciar as linhas de força do texto original, dando ênfase à relação entre personagens, expressa nos diálogos. O valor da amizade (o modo como cada um deve saber honrar as suas amizades) é, sem dúvida, o conceito chave que enforma o ideário pedagógico de Exupéry e será, também, o do espectáculo.

 Mais informações Aqui

 

Little Prince Deluxe Pop-Up Book by Antoine de Saint-Exupery

Dezembro 24, 2010 às 1:00 pm | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,


Entries e comentários feeds.