Ilustradores portugueses André da Loba e Marta Monteiro distinguidos nos EUA

Novembro 28, 2013 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

Notícia do P3 do Público de 18 de Novembro de 2013.

André da Loba Marta Monteiro

Society of Illustrators distingue André da Loba e Marta Monteiro com a medalha de ouro. Trabalho dos ilustradores em exposição em Janeiro, em Newport

Texto de Lusa

Os ilustradores portugueses André da Loba e Marta Monteiro foram distinguidos com a medalha de ouro pela norte-americana Society of Illustrators, e vão integrar a exposição anual, que é inaugurada em Janeiro em Newport, Estados Unidos.

A associação, fundada em 1901 para distinguir “e promover a arte da ilustração”, revelou hoje a lista dos ilustradores premiados este ano, em sete categorias distintas, e que farão parte de uma exposição anual, a inaugurar em Janeiro.

André da Loba, que já tinha sido premiado em anos anteriores, venceu agora a medalha de ouro na categoria “Moving image” pelo filme “Tuttodunpezzo“, que antecipa um livro que sairá em 2014 pela editora italiana Topipittori.

Marta Monteiro conquistou a medalha de ouro na categoria “Uncomissioned” — ilustrações não publicadas em livro — com o trabalho inédito “Little People”.

A obra de ambos integrará a exposição “Illustrators 56”, a inaugurar a 7 de Janeiro no Museum of American Illustration, em Newport, e as medalhas de ouro serão entregues a 10 de Janeiro.

Marta Monteiro é licenciada em Artes Plásticas-Escultura pela Faculdade de Belas Artes do Porto e o seu trabalho tem-se repartido entre o ensino, o cinema de animação e a ilustração para a imprensa — tendo colaborado, por exemplo, com o “New York Times”. Este ano publicou o primeiro livro para a infância e juventude com “Sombras”, de uma colecção de obras sem texto da editora Pato Lógico Edições.

André da Loba, a residir nos Estados Unidos, foi considerado em 2010 um dos 200 melhores ilustradores de todo o mundo, e publicou mais de uma dezena de livros para a infância, entre os quais “Querer muito” (com João Paulo Cotrim), “O Arenque Fumado” (de Charles Cros), “Pensamientras” (com Eugénio Roda), “Elefante em loja de porcelanas” (com Adélia Carvalho), e “Bestial”, para aquela colecção da Pato Lógico Edições. Colaborador regular do “New York Times”, André da Loba foi premiado em Maio passado pela revista norte-americana 3×3.

Com “Sombras” e “Bestial”, Marta Monteiro e André da Loba foram seleccionados também para Ilustrarte — Bienal Internacional de Ilustração para a Infância, que é inaugurada em Janeiro, em Lisboa.

 

André Carrilho, João Fazenda e André da Loba entre os melhores ilustradores de 2013

Junho 18, 2013 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Notícia do Público de 15 de Junho de 2013.

Luis Ramos

LUSA

Revista norte-americana 3X3 atribui medalhas de ouro e bronze aos ilustradores portugueses.

Os ilustradores portugueses André Carrilho, André da Loba e João Fazenda foram distinguidos este ano pela revista norte-americana 3×3, considerada a mais importante publicação internacional dedicada à ilustração contemporânea.

A publicação 3×3 premeia anualmente – com um grande prémio, medalhas de ouro, prata e bronze – aqueles que considera ser os melhores ilustradores a nível internacional, tendo já distinguido, em anos anteriores, autores portugueses como Gonçalo Viana, Marta Madureira e André Letria.

Este ano, o caricaturista André Carrilho conquistou cinco distinções, incluindo uma medalha de ouro, nas categorias de cartoon/banda desenhada, animação, editorial e retratos.

André Carrilho, 38 anos, é o mais internacional dos ilustradores e caricaturistas portugueses da actualidade, colaborando como várias publicações estrangeiras, entre as quais a Vanity Fair, New Yorker ou a Los Angeles Magazine. É ainda autor de curtas-metragens de animação.

Além de Carrilho, a 3×3 Magazine atribuiu também uma medalha de ouro a André da Loba, na categoria “Animação”, e uma medalha de bronze a João Fazenda, na categoria “Livros”.

André da Loba, que vive em Nova Iorque, onde estudou ilustração, foi considerado um dos 200 melhores ilustradores de todo o mundo pelo Lurzer’s Archive e é colaborador regular do diário New York Times. Ilustrou várias obras, algumas para a infância, como Elefante em loja de porcelana, de Adélia Carvalho, e Pensamientras, com texto de Eugénio Roda, e constrói ilustrações com volume, como uma extensão do que já faz no papel.

João Fazenda, que se divide entre Londres e Lisboa, soma vários prémios internacionais, trabalha em desenho de imprensa,  ilustração para a infância, banda desenhada e, mais recentemente, cinema de animação.

O trabalho de todos os premiados deste ano será publicado numa edição da revista 3×3, no Inverno.

O grande prémio deste ano foi atribuído a Chris Thornley, do Reino Unido.

 


Entries e comentários feeds.