Todos os anos, há mais 3 mil novos casos de asma em crianças em Portugal, devido à poluição

Abril 24, 2019 às 12:00 pm | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

Notícia do Observador de 11 de abril de 2019.

O estudo da Universidade de George Washington revelou que a maioria dos casos estão associados à poluição rodoviária e inalação de dióxido de azoto.

Em Portugal surgem todos os anos mais de 3 mil casos de asma nas crianças, devido à poluição, noticia o Jornal i na sua edição em papel. A conclusão parte de um estudo feito pela Universidade de George Washington nos Estados Unidos, publicado na revista científica The Lancet Planetary Health. Os investigadores responsáveis pelo estudo foram os primeiros a medir as consequências do impacto da poluição do ar na doença entre os mais novos.

O estudo, realizado em 194 países, revelou que 92% dos novos casos de asma pediátrica surgem em crianças que vivem nas áreas que já cumprem os limites da emissão de dióxido de azoto. Por este motivo, os investigadores apelam à revisão do limite para a emissão deste gás, definido pela Organização Mundial de Saúde. Para os cientistas, prevenir a doença passa por evitar as zonas de maior tráfego, mas a problemática ultrapassa escolhas individuais.

Em todo o mundo, surgem 4 mil novos casos em jovens até aos 18 anos, sendo que 13% estão associados à inalação de dióxido de azoto. As zonas do mundo onde a doença está mais presente são cidades onde são detetados os maiores níveis de poluição, tais como oito cidades na China, para além de Moscovo e Seul, onde a percentagem chega aos 40% . Em Portugal, há 3 mil e 200 novos casos todos os anos. O número está associado à poluição rodoviária. Mas os investigadores, com quem o Jornal i falou, dizem que Portugal não é dos casos mais preocupantes.

 

TrackBack URI


Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: