Deixar a escola ainda no 1.° Ciclo é “gravíssimo”

Setembro 14, 2018 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

Artigo de Alexandra Figueira para o Jornal de Notícias, em 2 de setembro de 2018.


Tabagismo: o vício que continua a iniciar-se na adolescência

Setembro 14, 2018 às 12:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

iStock

Artigo de Alexandra Pedro para o DNLife, em 24 de agosto de 2018.

 

Um novo estudo europeu indica que existe um aumento do número de fumadores que começa antes dos 16 anos.

Um relatório da Direção-Geral de Saúde (DGS), realizado em 2017, indicara que mais de 11 800 pessoas morreram em Portugal por doenças atribuíveis ao tabaco, sendo que 9263 eram homens e 2581 eram mulheres. O mesmo estudo, com dados dos IV Inquérito Nacional ao Consumo de Substâncias Psicoativas (2016/2017), mostrava que a idade média para o início do consumo se situava nos 16 anos.

Agora, um estudo europeu publicado esta semana revela que a tendência do começo em idade jovem está longe de ser erradicada. A pesquisa indica que, nas últimas décadas, a iniciação ao tabagismo na adolescência ainda é bastante frequente. Um dos números crescentes é o das raparigas que começam a fumar antes dos 16 anos.

«A iniciação ao tabagismo ainda é inaceitavelmente alta entre os adolescentes europeus, e as taxas crescentes entre aqueles com 15 anos ou menos merecem atenção», alerta uma das conclusões da investigação, publicada no site Plos One.

Outra sublinha que reduzir a iniciação em adolescentes é fundamental, «uma vez que os jovens são particularmente vulneráveis à dependência da nicotina e aos efeitos adversos do tabaco».

Alessandro Marcon, um dos principais autores do estudo, diz ao El País que este trabalho quis estudar «os últimos 40 anos da história do tabaco» (entre 1970 e 2009), dividindo a Europa em quatro áreas: sul (Itália, Espanha e Portugal), leste (Estónia, Polónia e a Macedónia), oeste (Bélgica, França, Alemanha, Holanda e Suíça) e norte (Reino Unido, Dinamarca, Finlândia, Suécia, Noruega e Islândia).

O objetivo das pessoas que desenvolveram a pesquisa passou, essencialmente, por avaliar as idades em que se inicia o consumo de tabaco, de forma a «desenvolver melhores estratégias de prevenção».

No estudo pode ver-se que, ao longo das décadas em análise, existem menos pessoas a iniciar o vício, embora as que começam o façam mais cedo. Depois de 1990 verifica-se um aumento acentuado da iniciação do tabagismo no início da adolescência (11-15 anos).

 

 

Grandes diferenças de consumo na Europa

Portugal, Itália e Espanha (o grupo do sul) apresentaram resultados bastante díspares em relação ao resto da Europa: não só aumentaram a tendência de iniciação entre os 11 e os 15 anos, em ambos os sexos, como também estagnaram em relação aos que começam o consumo de tabaco a partir dessa idade (16 aos 20 anos).

No gráfico apresentado (ver em baixo), conclui-se que esta é uma realidade bem diferente da dos países do norte da Europa, que conseguiram reduzir os seus índices de iniciação tanto no sexo masculino como no feminino.

 

Deixar de fumar: um passo crescente em Portugal

De acordo com a Direção-Geral de Saúde, em 2016 registou-se «um aumento da acessibilidade às consultas de cessão tabágica», resultando em cerca de 31 800 consultas de apoio intensivo em centros de saúde e unidades hospitalares do Serviço Nacional de Saúde. A comparticipação de medicamentos para ajudar a deixar de fumar também aumentou no ano anterior.

E sim, é necessário muito esforço e autodisciplina a quem está a pensar deixar de fumar, pelo que a Direção-Geral de Saúde reuniu algumas rotinas que podem facilitar a tarefa.

Veja quais são na fotogaleria.

Workshop – A Segurança começa em Casa – 21 setembro em Santarém

Setembro 14, 2018 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

mais informações:

https://www.facebook.com/events/226689231368949/?notif_t=event_calendar_create&notif_id=1534507441678090

 


Entries e comentários feeds.