Jovens que passam muito tempo à frente de ecrãs. O que fazer? Debate com Rosário Carmona e Costa, 22 de fevereiro na Escola Básica Luís de Sttau Monteiro, Loures

Fevereiro 17, 2018 às 8:45 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

22 FEVEREIRO | 18:30 » 20:00 Escola Básica Luís de Sttau Monteiro, Loures

Jovens que passam muito tempo à frente de ecrãs. O que fazer? Orador: Rosário Carmona e Costa, psicóloga clínica e psicoterapeuta de crianças e adolescentes. Autora do livro iAgora? Liberte os seus filhos da dependência dos ecrãs.

mais informações:

https://www.facebook.com/events/151649338883690/

Instituto de Apoio à Criança critica anúncio da Moche por “linguagem agressiva”

Fevereiro 17, 2018 às 5:11 pm | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

Notícia do http://www.dnoticias.pt/ de 16 de fevereiro de 2018.

Agência LUSA

O Instituto de Apoio à Criança criticou hoje um anúncio televisivo da ‘Moche’ devido à utilização de “imagens de uma criança associadas a linguagem agressiva”, solicitando à Direcção-Geral do Consumidor a abertura de um processo.

“Tais imagens acompanhadas da expressão ‘Destrói os teus amigos sem gastar Net’, são susceptíveis de prejudicar o desenvolvimento saudável da criança, na medida em que veiculam mensagens que atentam contra o princípio fundamental da inviolabilidade da vida humana e os sentimentos positivos associados à amizade”, refere o instituto em comunicado.

Segundo o documento, o Instituto de Apoio à Criança solicitou à Direcção-Geral do Consumidor que providenciasse no sentido de dar início a um processo contra-ordenacional contra a empresa.

“O IAC requereu um processo de contra-ordenarão, dado que considera estarem a ser violados, em elevado grau, os direitos que pretendemos defender numa sociedade democrática, em que o respeito pelos direitos humanos e pela dignidade humana são pilares fundamentais do Estado de Direito”, acrescenta.

O instituto defende que o anúncio “atenta contra a dignidade humana e ao apelar à destruição dos amigos, acaba por incitar à violência em vez de combatê-la”, referindo que esse facto viola o Código da Publicidade.

 


Entries e comentários feeds.