15 ideias para ocupar os miúdos nas férias grandes

Julho 8, 2016 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

Texto do Observador de 4 de julho de 2016.

getty images istockphoto

Raquel Salgueira Póvoas

Praia, exploração da natureza, experiências científicas, oficinas ou ioga. Se procura ideias para ocupar os longos dias de verão dos mais novos, boas notícias: há atividades de norte a sul do país.

São mais de dois meses. Dois meses de férias em que a energia dos mais novos não se esgota, ao contrário das ideias para os manter ocupados (sem dar cabo da paciência dos avós). Não sabe como entreter os miúdos enquanto continua a trabalhar? Diversas instituições preparam atividades para que não tenha de se preocupar com isso. Há opções para diferentes gostos, de norte a sul do país.

Norte

Em Serralves, verão é tempo de explorar as artes plásticas, as ciências experimentais, o movimento e a expressão, através de um programa preparado para receber, de forma gratuita, crianças dos quatro aos 12 anos de idade. O Museu de Arte Contemporânea, o parque e a quinta são o cenário ideal para passar tempo de qualidade em atividades de grupo, que “valorizam a curiosidade e a criatividade, a experimentação e a vivência em grupo”. As atividades passam por construir um livro de bolso, cozinhar com o sol, saber de onde vêm os monstros, fotografar e partilhar fotografias, entre outras. O programa permite que se escolham períodos de atividade de manhãs e tardes, ou durante todo o dia. Toda a informação sobre o processo de inscrição pode ser consultada aqui.

Também no Porto, a escola Yoga Sámkhya sabe como estimular a concentração de crianças entre os cinco e os 11 anos, ajudando-as a trabalhar o foco e o equilíbrio, mas também a relaxar. Por isso pensou em atividades como “Saber parar”, “O espelho da madrasta da Branca de Neve”, “Harmonia e movimento”, “Sequência de Yoga”, entre outras que incluem também passeios a locais emblemáticos da Invicta. Para participar, o custo por semana é de 60€ mais 3€ pela refeição. De segunda a sexta-feira, as atividades começam às 8h45 e terminam às 18h00.

“Um pónei, mil sorrisos” é a promessa da escola Pony Club, no Porto. Como o nome indica, aqui há póneis e cavalos ao serviço de experiências educativas. Aponte a lista de material a levar para poder usufruir do campo de férias: calças, sapatilhas ou botas, chapéu e protetor solar. O capacete de equitação, obrigatório para montar, é disponibilizado pela escola. As atividades começam às 9h00 e terminam às 17h30, mas é possível prolongar o horário, caso haja necessidade. As vagas são limitadas a 30 crianças e para participar é necessário enviar a inscrição para o e-mail info@ponyclubdoporto.org. Já o valor a pagar fica nos 130€ por participante, existindo alguns casos sujeitos a descontos.

Experiências com eletricidade, bolas de sabão, música, gelados, robots. É impossível ficar aborrecido com as atividades que a Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro preparou para este verão. De 4 a 8 de julho e de 5 a 9 de setembro, é aqui que é possível ser cientista por um dia. As inscrições são diárias, têm um custo de 15€ e as atividades decorrem das 9h00 às 17h45.

Vela, surf, sup, surfsky. Nas Férias Desportivas Douro Academy, um mar de atividades espera pelos pequenos amantes dos desportos náuticos. O material é disponibilizado pela escola e prevê-se que as condições meteorológicas estejam favoráveis nas quatro semanas preparadas para receber os pequenos surfistas e velejadores. As inscrições fazem-se através do e-mail info@douroacademy.com e o preço de participação é de 95€.

Dança, caminhadas, piscina, atividades radicais, tudo nas Férias Desportivas de Oliveira de Azeméis. Durante cinco semanas, ninguém pára os participantes deste campo de férias que todos os anos é notícia na imprensa local, pelo número de crianças envolvidas e pelo sucesso das atividades que entusiasmam pequenos e graúdos. As inscrições são limitas e devem ser feitas através da página de Facebook Férias Desportivas. Por lá encontra também toda a informação necessária.

Centro

Passar férias na aldeia é sinónimo de mexer na terra, observar paisagens, brincar com madeira, tecidos e experimentar cerâmica. Em Coimbra, no Portugal dos Pequeninos, o programa “Laboratório de Experimentação para Pequenitos – X4Kids” das Aldeias de Xisto, vai proporcionar isso mesmo.De 29 de junho a 27 de agosto, crianças até aos 12 anos podem fazer aqui workshops de gastronomia, artesanato e ciência, entre outros. “A ideia é permitir que os pequenos tenham um maior contacto com os sentidos, principalmente o tato e a visão, que libertem os seus movimentos e desenvolvam a perceção e a psicomotricidade. Em última instância, que sejam felizes a brincar, testando os materiais e o meio envolvente e tomando consciência das suas próprias capacidades”, explica a equipa organizadora do projeto.

Também em Coimbra, desta vez no British Council, há a possibilidade de aprender as primeiras palavras em inglês ou de melhorar a escrita e a comunicação dos jovens que já têm alguns conhecimentos. Os preços começam nos 155€ por semana e variam mediante a escolha do curso.

Um acampamento na praia fluvial de Valhelhas, jogos aquáticos na praia fluvial da Aldeia Viçosa, um peddy paper no centro histórico, uma visita a uma cestaria tradicional. Se quem tem entre seis e 16 anos e vive na Guarda ainda não conhece os cantos e recantos “à casa”, esta é uma ótima oportunidade para conseguir explorar a cidade e as redondezas. A iniciativa Férias Ativas parte da Câmara Municipal, que proporciona umas férias lúdicas e pedagógicas pelo valor de 25€ por semana. As inscrições são formalizadas através desta ficha de inscrição.

Saltar sem parar. Alguma criança resiste a este desafio? A Bounce, que tem mais de 100 trampolins para fazer acrobacias, sabe que não. Aqui, o objetivo para este verão é “combater a inércia das férias e impedir que as crianças fiquem presas à televisão lá de casa”. Jogar dodgeball, saltar para airbags gigantes e fazer free-jumping. Tudo isto é permitido. Uma semana fica por 320€ e as inscrições são feitas aqui.

Sul

No Museu de Artes Decorativas Portuguesas da Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva, em Lisboa, há liras, tambores e guizos à espera de crianças curiosas e com vontade de fazer soar belas melodias. Há mais atividades preparadas para crianças dos 5 aos 12 anos, todas elas pensadas para interagir com materiais do museu. Por dia, o valor das atividades é de 16€, com descontos a conhecer aqui.

Passar as férias debaixo de água é o desafio lançado pelo Oceanário de Lisboa. “Em dez dias de ‘mergulhos’ temáticos, os mais pequenos divertem-se, aprendem e descobrem os diferentes ecossistemas e oceanos do planeta Terra”, explica a organização. Do programa fazem parte visitas aos bastidores do Oceanário, observação de animais, passeios de barco, piqueniques e outras atividades que prometem surpreender quem tenha entre quatro e 12 anos. Os preços variam, por isso aponte: 40€ é o valor diário mas há pacotes de quatro dias (150€) e de cinco (180€).

Na Fundação Calouste Gulbenkian já está tudo a postos para receber os participantes das férias de verão 2016. “Para crianças dos cinco aos 15 anos pensámos em oficinas sempre a partir das várias exposições do Museu Gulbenkian… e até do jardim”, diz a organização. Quem fizer parte do grupo de crianças a passar aqui as férias vai poder conhecer diferentes peças de coleção, obras e artistas, criar cartografias e novos territórios, observar, medir e registar, entre outras coisas. Os preços podem ser consultados aqui.

Aprender sobre agricultura biológica vai ser possível na Escola de Horticultura de Barcarena. De segunda a sexta-feira há diversas atividades para explorar o campos, entre elas recolha e embalagem de sementes, construção de abrigos para joaninhas, rega das variedades plantadas e plantação de ervas aromáticas na horta. As atividades são para crianças dos seis aos 12 anos e têm o custo de 165€ por semana, valor que já inclui refeições, seguro e materiais.

Em Beja, o parque Zmar preparou slide, tiro com arco, torneios desportivos, passeios ambientais, festas com animação noturna, corridas de karts, e atividades na piscina, para que “os pais possam estar descansados porque sabem que as suas crianças aproveitam as férias para continuarem a ‘crescer’, em harmonia com o meio ambiente e com muitas atividades de lazer em contacto com a natureza”. Para fazer parte deste campo de férias os participantes têm de ter entre oito e 16 anos. O preço é de 260€.

 

 

Remumber – A aplicação móvel que ensina o seu filho a lembrar-se do seu número de telefone

Julho 8, 2016 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

13615207_1068807133213410_6696284547249100800_n

REMUMBER

A aplicação que ensina o seu filho a lembrar-se do seu número de telefone.

O PROBLEMA

Cada vez mais crianças têm smartphones. Portanto, esta geração já não sabe de cor números de telefone.

Mas, e se eles perderem o telefone ou a bateria descarregar? E se houver uma situação em que o seu filho precise de entrar em contato consigo, mas não souber o seu número de telefone?

A APLICAÇÃO

Remumber altera o código de desbloqueio de um dispositivo móvel ou tablet para um número de telefone.

Assim, cada vez que o seu filho desbloqueia o aparelho, ele (ou ela) pratica a marcação do seu número de telefone até o saber de cor.

mais informações:

http://remumber.com/pt

Faltar às refeições pode levar a uma queixa na CPCJ

Julho 8, 2016 às 12:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia do Jornal de Notícias de 21 de junho de 2016.

clicar na imagem

jn_000

Abuso sexual de menores é “chaga social” nos Açores

Julho 8, 2016 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia do Diário Insular de 21 de junho de 2016.

clicar na imagem

açores

 

 


Entries e comentários feeds.