Entrevista de vida a Mário Cordeiro, um dos pediatras mais conhecidos do país

Junho 26, 2016 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

entrevista-mario-cordeiro01_1280x720_acf_cropped

 

Hoje em dia é fácil opinar sobre parentalidade e parece que é preciso tirar um curso para se ser pai. Opina-se demasiado?
Às vezes exagera-se. É bom que se fale, não tenho nada contra. Não gosto de visões redutoras e acho bem que se fale das coisas, mas tem de haver limites. Às vezes sobrecarrega-se o sentimento de culpa dos pais, a responsabilização, a ideia de ser o pai ou a mãe perfeita. Depois, há manuais de instrução uns atrás dos outros, tal como nas dietas. “Deixe de comer açúcar em sete dias”, “Perca peso em seis dias”… Agora também os há para a parentalidade. “Ponha o seu filho a dormir em seis dias”… Encontrei muitos livros com esta fórmula na Feira do Livro. Não era sequer “X dicas para o seu filho dormir melhor”. Não, era “em seis dias”. Essas coisas são tão complexas, pode haver “n“ motivos para uma criança dormir mal, pelo que isso pode dar um complexo de culpa brutal aos pais. Primeiro porque geralmente [esses livros] têm regras tão rígidas que nenhum ser humano consegue aguentar aquilo e, depois, se ao fim dos ditos dias a crianças continuar aos berros à noite, os pais vão sentir-se ainda mais incapazes.

 

Esta é uma citação da entrevista a Mário Cordeiro, realizada por Ana Cristina Marques, em 12 de junho de 2016, para o Observador. Leia na íntegra AQUI.

TrackBack URI


Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: