Como educar uma criança feliz, segundo a ciência

Junho 17, 2016 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

texto da Visão de 1 de junho de 2016.

Mohammed Abbed

Para celebrar o Dia Mundial da Criança, reunimos 11 sugestões recomendadas por cientistas e psicólogos

Márcia G. Rodrigues

Hoje as crianças são o centro das atenções um pouco por todo o mundo, mais precisamente nos 49 países que celebram hoje o Dia Mundial da Criança. Mas como o dia das crianças devia ser todos os dias, reunimos 11 ideias para o ajudar a educar uma criança feliz. Confira:

Deixe-os falhar

Ninguém gosta de ver uma criança falhar, fazemos sempre de tudo quando as vemos com problemas a conseguir algo. Mas estudos provam que falhar ajuda as crianças a tornarem-se mais produtivas e a desenvolver a capacidade de resolver problemas com facilidade.

O Dr. Jim Taylor escreveu na revista online Psychology Today que a palavra “perfeição” não deve existir num ambiente familiar. Substitua esta palavra por “excelência” e eduque os seus filhos a serem excelentes em vez de perfeitos. A excelência tem todos os bons aspectos da perfeição mas sem as expectativas irrealistas e o medo constante de falhar.

Ensine-os a partilhar

Ensine o seu filho que é melhor dar que receber. Um estudo mostra que as crianças que partilham são mais felizes do que as crianças que não partilham. Comece desde cedo a pedir ao seu filho para partilhar as coisas dele consigo e vice-versa, e mostre-se grato quando ele o faz por iniciativa própria.

Deixe-os tomar decisões (incluindo escolher o seu castigo)

Um estudo da Universidade da California mostra os benefícios de deixar as crianças planearem os seus próprios horários e definirem os seus objetivos. Estas crianças têm mais hipóteses de se tornarem disciplinadas e de tomarem decisões mais sensatas no futuro. O mesmo estudo também prova que é melhor para os pais deixarem os seus filhos decidirem o seu próprio castigo. As crianças que o fazem não quebram as regras tantas vezes. Ao longo do crescimento dos seus filhos, dê-lhes a liberdade de tomarem mais decisões. Eles tornar-se-ão mais felizes e mais bem-sucedidos.

Peça-lhes conselhos

Pedir conselhos aos seus filhos faz com que eles saibam que opiniões deles importam para si. “Pedir conselhos a crianças permite-lhes saber que se importa e respeita a perspectiva delas, o que lhes diz que a voz delas importa. Também lhes permite saber que são responsáveis pelas suas opiniões, o que tem um impacto no mundo real, não só nas suas mentes” , diz Rabbi Roger E. Herst, autor do livro A Simple Formula for Raising Happy Children.

Deixe-os brincar

Crie “horas de brincar” não estruturadas. Segundo estudos, poder brincar livremente encoraja as crianças a ter pensamentos imaginativos e conseguir arranjar soluções alternativas para situações difíceis ou complexas.

Faça-os rir

Não tenha medo de dizer aquelas piadas secas, o seu filho irá agradecer-lhe mais tarde. De acordo com um estudo apresentado na Economic and Social Research Council’s Festival of Social Science 2011, quando os pais brincam e contam piadas, ajudam os filhos a pensar criativamente, a fazer amigos e a controlar o stress.

Reduza o tempo que passam a ver televisão

Um estudo feito em mais de 4 mil adolescentes provou que os que passam mais tempo a ver televisão têm mais hipóteses de se tornarem depressivos. Dê o exemplo aos seus filhos, limitando também o tempo que passa em frente ao ecrã.

Promova uma imagem de corpo saudável

De acordo com um estudo realizado pelo Institute of Child Health, um terço das raparigas com 13 anos não estão satisfeitas com o seu peso. A Dove realizou também um estudo onde concluiu que 69% das mães fazem comentários negativos ao seu corpo em frente aos filhos, afetando também a imagem que eles têm sobre o seu próprio corpo. Foque-se nos benefícios do exercício na saúde, e exercite em família. Fale com os seus filhos de como a comunicação social distorce os padrões de beleza, não comente que se sente culpado por comer certos tipos de comida, e não julgue a aparência de outras pessoas.

Crie tradições de família

Segundo uma pesquisa elaborada pelo Dr. Dawn Eaker e pela Dra. Lynda Walter, tradições de família aumentam a ligação entre a mesma e permitem que as crianças sejam sociais. Crie tradições simples como um lanche em família todos os sábados, noite de cinema às sextas-feiras, preparar o jantar em família, ou passeios a pé aos domingos.

Priorize o seu casamento

Um bom ambiente familiar ajuda uma criança a ser mais feliz. “Famílias que se centram apenas nos filhos criam ansiedade, pais exaustos e filhos exigentes. Nós, os pais de hoje, sacrificamos a nossa vida e o nosso casamento pelos nossos filhos demasiado rápido. O maior presente que pode dar aos seus filhos é ter um bom casamento.”, diz o terapeuta familiar David Code.

Seja feliz

Problemas emocionais nos pais estão diretamente ligados a problemas emocionais nas crianças. Seja feliz para poder ser um pai mais eficiente.

Num estudo, perguntaram a várias crianças “Se tivesses um desejo para os teus pais, qual seria?”, e a maioria das crianças respondeu que gostaria de ter pais menos stressados e menos cansados. Os psicólogos Carolyn e Philip Cowan também provaram que pais felizes têm mais hipóteses de terem filhos felizes.

 

 

TrackBack URI


Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: