Dia Mundial do Brincar – 2016 – Organizações

Maio 12, 2016 às 8:11 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

dia

O Dia Mundial do Brincar está de volta e o dia 28 de maio está mesmo à porta! Não temos tempo a perder!

Quem se junta a nós para “Brincar a Sério”?

Mais uma vez convidamos todas as Organizações públicas e privadas a celebrarem esta data porque afinal brincar não é um direito só das crianças.

O desafio que vos colocamos é que no dia 28 de maio (sábado) ou no dia antes, 27 de maio, chamem todos os vossos colaboradores para brincar! Como quiserem, o tempo que quiserem, onde quiserem, com quem quiserem!

Podem parar 5 minutos para jogar ao STOP ou aproveitar a hora de almoço para jogar à bola. Podem ir mais além e dar asas à imaginação. Fazer desse dia um dia temático e todos terem de vir mascarados de acordo com o tema ou convidar os filhos dos colaboradores para vir à vossa organização trazer a magia da brincadeira.

São livres para brincar, até porque não há melhor brincar que o Brincar Livre!

O objetivo é sempre o mesmo: defender e divulgar o artigo 31º artigo da Convenção sobre os Direitos da Criança – o “Direito de Brincar”.

Para acompanharmos todas as brincadeiras das organizações que aceitam este desafio, pedimos que se inscrevam clicando no link abaixo e preencham um pequeno formulário:

http://goo.gl/forms/AZbVA8frXT

Não se esqueçam: é fundamental partilhar connosco fotografias e/ou vídeos que tenham deste dia. Poderão fazê-lo para o email iac-ludica@iacrianca.pt ou diretamente no nosso Facebook. Brincam connosco?

 

Anúncios

IX Conferência sobre Crianças Desaparecidas: dia 31 de maio de 2016 na Assembleia da República

Maio 12, 2016 às 1:57 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

conferencia

mais informações no link:

http://www.iacrianca.pt/images/stories/noticias/programa_conferencia_31maio_2016_impressao.pdf

“Sempre ligados”: cuidados que os jovens devem ter na navegação on-line

Maio 12, 2016 às 1:00 pm | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

Capturar

Este artigo da Visão Júnior sobre a vida dos jovens on-line e como navegarem na internet com segurança, publicado em 1 de Janeiro de 2016, conta com a participação da Professora Cláudia Manata, do Instituto de Apoio à Criança.

Aceda ao link do artigo aqui: Sempre ligados.

 

Hora do Conto para Famílias “Phóóóóóóóóc! Doidas, doidas, doidas, andam as galinhas!” Biblioteca Municipal Dom Dinis, em Odivelas – 14 de maio

Maio 12, 2016 às 10:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

13131279_838525459585112_8613520699740506959_o

Uma história que vai desorientar miúdos e graúdos na Biblioteca Municipal Dom Dinis, em Odivelas.

Sim, temos galinhas à solta na capoeira, mas não são doidas…

Umas são corajosas, outras medrosas, muitas vaidosas e algumas sarapintadas.

E são quantas? Duas? Três? Contas tu ou conto eu?

O melhor é vê-las ao vivo mas, cuidado… Elas raspam sonhos, bicam contos e esgravatam as histórias todas dos livros.

14 de maio, às 10h30 |Crianças dos 5 aos 8 anos, acompanhadas

Inscrição Prévia | Entrada livre

Biblioteca Municipal D. Dinis – T. 219 320 770 | Tlm. 965 910 770

E-mail. bmdd@cm-odivelas.pt

 

 

 

Mais de metade dos bebés nasceram “fora do casamento” em 2015

Maio 12, 2016 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

ng6616554

 

Até 2015 a maioria dos nascimentos ocorria dentro do casamento. Há sete anos que em Portugal há mais mortes que nascimentos

As Estatísticas Vitais do Instituto Nacional de Estatística (INE), hoje divulgadas, referem que, em 2015, a proporção de nascimentos “fora do casamento” aumentou para 50,7% (49,3% em 2014 e 41,3% em 2010).

Segundo o INE, este aumento tem sido “particularmente influenciado pelo aumento da proporção de nascimentos fora do casamento sem coabitação dos pais”.

Os dados apontam que dos 50,7% dos nascimentos ocorridos fora do casamento (de pais não casados), em 16,3% dos casos os pais não viviam juntos (15,8% em 2014 e 9,2% em 2010).

O ano de 2015 também marcou uma interrupção nas baixas consecutivas no número de nascimentos que se verificavam desde 2010.

As estatísticas do INE referem que, no ano passado, nasceram 85.500 nados-vivos de mães residentes em Portugal, um aumento de 3,8% face a 2014 (82.367).

Comparando com 2010, ano em que nasceram 101.381 bebés, registou uma quebra de 18,5% no número de nascimentos.

Entre 2010 e 2015, o mês de setembro é aquele em que se observa o maior número de nascimentos de crianças com vida (exceção em 2011 em que o mês com maior número de nascimentos foi julho).

Por outro lado, o mês com menor número de nascimentos tem sido o mês de fevereiro (exceção também em 2011 em que o mês com menor número de nascimentos foi abril).

No ano passado, nasceram mais meninos do que meninas, 43.685 e 41.815, respetivamente, indicam os dados que têm origem na informação registada nas Conservatórias do Registo Civil até março de 2016.

Relativamente à idade das mães, verificou-se uma diminuição de 1,3 pontos percentuais, entre 2010 e 2015, na proporção de nascimentos cujas mães tinham menos de 20 anos e uma diminuição de 6,4 p.p. nas mães entre os 20 e os 34 anos.

Em contrapartida, verificou-se um aumento de 7,7 p.p. nas mães que tiveram bebé com 35 ou mais anos.

De acordo com o INE, Portugal mantém um saldo natural negativo pelo sétimo ano consecutivo. Em 2015, o saldo natural situou-se em -23 011 (-22 423, em 2014).

 

Diário de Notícias em 28 de abril de 2016


Entries e comentários feeds.