Workshop “O Educador Social no Acolhimento Residencial de Crianças e Jovens – Práticas Colaborativas” 21 de maio

Abril 29, 2016 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Diapositivo1

inscrições:

https://docs.google.com/forms/d/1L7sEgv7qDyL_pNAA_ILa1WzGoNe6qrX1AFQE39yaxpY/viewform?edit_requested=true

Dra. Melanie Tavares, do IAC, esteve em Audição Pública na Assembleia da República

Abril 29, 2016 às 2:00 pm | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Melanie

A Dra. Melanie Tavares, Coordenadora dos Sectores da Actividade Lúdica e da Humanização dos Serviços de Atendimento à Criança do Instituto de Apoio à Criança, participou na  Audição Pública sobre necessidades educativas especiais, deficiência e escolaridade obrigatória, na Assembleia da República em 26 de abril de 2016.

Veja o vídeo no link abaixo a partir de 02:27.00 min.

http://www.canal.parlamento.pt/?cid=956&title=audicao-publica-necessidades-educativas-especiais-deficiencia-e-esc

Falar claro sobre consumo de bebidas alcoólicas

Abril 29, 2016 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

texto do site Educare de 18 de abril de 2016.

Projeto lança manual para que pais, filhos e educadores conversem sobre hábitos que podem ser perigosos. Iniciativa quer chegar a 900 mil jovens e adolescentes.

Sara R. Oliveira

O livro chama-se “Falar Claro: Conversas sobre o Álcool entre Pais e Filhos”, os conteúdos foram elaborados pelo médico psiquiatra e pedopsiquiatra da infância e adolescência António Lorena Trigueiros, validados e certificados pela Direção-Geral de Educação e Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências, no âmbito do Fórum Nacional de Álcool e Saúde. Este manual debruça-se sobre um assunto delicado. A ideia é que pais, filhos, professores, educadores, e comunidade, falem abertamente sobre o consumo responsável de álcool e sobre os perigos que os excessos podem provocar a vários níveis.

O Projeto Falar Claro quer chegar a 900 mil jovens e adolescentes. A iniciativa parte da APCV – Associação Portuguesa dos Produtores de Cerveja e deu origem a um protocolo de cooperação assinado com várias entidades, com a Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP), a Associação Nacional de Professores (ANP) e o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Este projeto encaixa nos objetivos do Fórum Nacional Álcool e Saúde, já que procura contribuir para a redução do consumo nocivo em jovens sem idade legal para o consumo e alertar para um hábito de risco nos jovens maiores de idade.

“O comportamento abusivo dos jovens perante as bebidas alcoólicas, em geral, é um assunto que preocupa a APCV, pois esse consumo irresponsável não só é prejudicial para o indivíduo como também para a sociedade no seu conjunto. É com grande orgulho que APCV, em conjunto com os nossos parceiros – ANP, CONFAP e IPDJ – implementa um projeto válido e capaz de obter resultados reais no combate ao uso nocivo de bebidas alcoólicas por jovens”, refere o presidente da APCV, Rui Lopes Ferreira.

Dentro das suas competências e campo de intervenção, as entidades envolvidas estão a desenvolver ações de formação e sensibilização para que o manual chegue ao seu universo de contactos. A CONFAP, por exemplo, quer que o manual chegue ao maior número de pais e jovens, através da distribuição massiva do manual junto das suas associadas, e vai promover ações de sensibilização. O objetivo é chegar a mais de um milhão de pais e encarregados de educação.

A CONFAP aplaude a publicação do manual de apoio que permite aos pais trabalharem a problemática do álcool em conjunto com os seus filhos. “É preciso falar claro e enfrentar sem tabus nem constrangimentos a existência deste problema na nossa juventude, pois só assim poderemos contribuir para uma melhor informação dos nossos jovens que lhes permita ter uma qualidade de vida mais saudável”, refere Jorge Ascenção, presidente da CONFAP.

A ANP também já arregaçou as mangas e certificou uma ação de formação destinada a professores do 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e do Secundário com o objetivo de fornecer aos docentes informações e ferramentas para a integração do projeto nas suas atividades curriculares. A ação de formação está em curso e já foi concretizada em quatro agrupamentos de escolas, no Norte e Sul do país. Para Paula Carqueja, presidente da ANP, o tema é relevante, “ajuda e provoca conversas, linhas de diálogo, numa triangulação perfeita: pais, alunos/as e professores, onde todos se movimentam de acordo com o seu papel”.

O IPDJ, por seu turno, planeia abranger, já este ano, cerca de 7 mil jovens através da inclusão desta temática, numa metodologia de educação não formal, em mais de 500 projetos de campos de férias do Programa Férias em Movimento e de programas de Ocupação de Tempos Livres (OTL) de curta duração. Augusto Baganha, presidente do IPDJ, adianta que o instituto público “fará a divulgação do manual deste programa junto dos monitores dos programas de ocupação de tempos livres e campos de férias, com o propósito de os motivar a trabalharem com os jovens os temas relacionados com o consumo responsável de álcool e os perigos que decorrem do consumo excessivo”.

 

XXVII Encontro Nacional da APPIA | Histórias de Vida, Percursos de Sobrevivência: dos Riscos aos Projetos

Abril 29, 2016 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

encontromais informações:

https://www.facebook.com/events/495414763978320/

http://appia.com.pt/


Entries e comentários feeds.