Break the Silence – Vídeo da NGO Bryd Tavsheden sobre crianças vítimas de violência

Fevereiro 8, 2016 às 8:00 pm | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

 

Palmadas afetam saúde mental das crianças. Mas não só

Fevereiro 8, 2016 às 1:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

Notícia do site http://www.noticiasaominuto.com de 27 de janeiro de 2016.

pixabay

Por Daniela Costa Teixeira

As palmadas dadas às crianças são a primeira forma de abuso que os mais novos sofrem, dizem os especialistas.

Há quem defenda que umas palmadas ‘nunca fizeram mal a ninguém’ e são, mesmo, uma ‘forma de educar e de impor respeito’. Mas não serão essas mesmas palmadas uma forma de abuso contra as crianças?

A questão foi colocada pelo professor psiquiátrico Ronald Pies, que defende que a chamada ‘punição corporal’ não só é um abuso contra as crianças, como pode mesmo afetar a saúde mental das mesmas.

“Eu e a minha esposa não temos filhos e, por isso, não posso julgar os casais que têm filhos com difíceis problemas comportamentais. Mas, como psiquiatra, não posso ignorar a evidência de que os castigos corporais, incluindo a palmada – que é geralmente definida como a palmada de mão aberta e que não causa danos – tem um impacto grave na saúde mental das crianças”, disse Ronald Pies, citado pelo Daily Mail, que traz o assunto à ribalta depois de o senador do Texas (Estados Unidos) Ted Cruz ter revelado que bate à sua filha de cinco anos quando esta diz mentiras.

Um caso controverso nos Estados Unidos

Dar uma palmada, ou não dar uma palmada, eis a questão.

Nos Estados Unidos, os castigos corporais são comummente alvo de estudo, crítica e opinião. Michelle Knox, professor de psiquiatria na Universidade de Toledo, passou a pente fino todos os dados acerca das agressões (graves ou não) de pais contra filhos e detetou uma atitude “irónica” entre os norte-americanos.

Nos Estados Unidos, diz o docente, “é contra a lei bater em prisioneiros, criminosos e outros adultos”, mas “ironicamente” é o único país onde “ainda é legal bater nos membros mais vulneráveis da sociedade – aqueles que deveriam proteger – as crianças”.

Para o psiquiatra, as palmadas não só não são uma solução, como “bater é, frequentemente, o primeiro passo num ciclo de abuso infantil”, ideia defendida, também, em 2011, pela Associação Nacional de Profissionais de Enfermagem Pediátrica dos Estados Unidos.

De acordo com o organismo, citado pelo Daily Mail, “o castigo corporal é um importante fator d risco para as crianças que desenvolvem um padrão de comportamento impulsivo e anti-social”. Mas não só, as crianças que “frequentemente” são alvo de castigos corporais “são mais propensas a envolverem-se em comportamentos violentos na vida adulta”.

As palmadas em Portugal e no mundo

Em Portugal o castigo físico é ilegal desde 2007 e punido pelo Código Penal – que condena o castigo em ambiente de violência doméstica, maus-tratos ou ofensa à integridade física. A proibição deste tipo de agressão está presente nos crimes de Violência doméstica (artigo 152º) e de ‘Maus-tratos (artigo 152º-A).

No ano passado, o Papa Francisco disse que uma palmada não faz mal às crianças, “desde que não afete a sua dignidade”. A declaração não foi bem aceite e levou o Vaticano a emitir alguns esclarecimentos sobre o assunto.

Também no ano passado, o Conselho da Europa condenou a França por não proibir, de “forma suficientemente clara, coerciva e precisa os castigos corporais” a crianças. De acordo com o Público, 80% dos franceses, que receberam palmadas – ou até mesmo tareias – dos seus pais em pequenos, são contra a proibição de bater nos filhos.

Em 2014, o Brasil aprovou a Lei da Palmada, uma legislação que não só proíbe o castigo corporal como encaminha os pais a tratamento psicológico.

Nesse mesmo ano, a Time listou os 43 países em que o castigo corporal é ilegal. Veja aqui os países que já na altura puniam tal comportamento.

Em 2011, Cristiana Silveira Ribeiro, Wilson Malta e Teresa Magalhães, da Universidade de Coimbra, desenvolveram um estudo de revisão acerca do tema. Pode consultá-lo aqui.

 

 

 

 

Concurso “A Criar com Scratch!” Concurso Nacional de Programação

Fevereiro 8, 2016 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

criar

mais informações:

http://projectos.ese.ips.pt/acriarcomscratch/

“Naveg@s em Segurança?” – oficinas gratuitas nos 18 distritos

Fevereiro 8, 2016 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

navegas

texto do http://www.seguranet.pt de 21 de janeiro de 2016.

O Instituto Português do Desporto e Juventude, através do Centro Internet Segura, irá promover novamente a iniciativa nacional “Naveg@s em Segurança?”, proporcionando às Escolas, Associações Juvenis e Desportivas, Autarquias, Instituições e outras entidades a possibilidade de participar e solicitar a realização de sessões de sensibilização com o objetivo de promover a navegação segura no mundo digital. As sessões poderão ter lugar entre 21 de janeiro e 15 de junho de 2016, preferencialmente nas Lojas Ponto JA das capitais de distrito, a pedido das referidas entidades.

Estas sessões, nos quais serão abordados temas relacionados com a segurança no computador pessoal, navegação inteligente/crítica, comunicação online, lazer, redes sociais, vírus e malware, são dirigidos a crianças e jovens, seniores e também a educadores e comunidade em geral.

A participação nas sessões é totalmente gratuita estando aberta a todos os interessados.

As inscrições na iniciativa  podem ser feitas em qualquer altura dentro deste período até dois dias antes do final do mesmo diretamente numa Loja Ponto JA ou através do endereço de correio eletrónico geral@ipdj.pt.

Mais informações em https://juventude.gov.pt/Eventos/Cidadania/Paginas/Navegas-em-Seguranca-Sessoes-de-sensibilizacao.aspx


Entries e comentários feeds.