Iniciativa quer botão que apague o passado online dos jovens

Agosto 18, 2015 às 12:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Notícia do site http://kids.pplware.sapo.pt de 3 de agosto de 2015.

pplware

Criado por Marisa Pinto

Atualmente quase todos os jovens têm alguma conta na Internet e, os menos consciente e talvez menos informados, muitas vezes utilizam a Internet para os desabafos mais pessoais, conflitos, exposição de conteúdo mais íntimo, etc.

Assim, uma iniciativa na Grã-Bretanha, pretende que se crie um botão que apague, definitivamente, o passado dos jovens na Internet.

Já imaginaram que bastava clicar num botão para que tudo o que acabaram de publicar na Internet, fosse apagado definitivamente?

Pois é essa a intenção de uma iniciativa da Grã-Bertanha, designada iRights, que defende que os jovens devem ter a possibilidade de apagar facilmente conteúdos que publicaram na Internet e que, com o tempo, ficaram desadequados e que até lhes possam causar vergonha e mal-estar.

Esta iniciativa é apoiada pelo Ministério de Segurança do país para que os jovens tenham poder sobre o que publicam e o que têm no mundo virtual.

Beeban Kidron, líder do projeto, afirma que os adolescentes muitas vezes publicam sem pensar e, por passarem por muitas mudanças sociais e de desenvolvimento, não seria justo serem julgados/criticados por coisas que fizeram ou escreveram quando tinham apenas 14 ou 15 anos.

Kidron é da opinião que o que fazemos na infância/adolescência, não deveria ser marcado permanentemente na Internet pois, nestas idades, a experimentação de situações é mais que normal, pois só assim se aprende e se desenvolve, mas a Internet nunca esquece nem corrige o que lá colocamos.

Assim, o botão para eliminar o passado online pretende dar o poder, aos menores de 18 anos, de determinarem que conteúdos seus querem ver expostos na Internet.

Apesar de as redes sociais, entre outros locais, permitirem que se apaguem conteúdos, estes não ficam definitivamente eliminados na Internet e até há quem guarde as publicações, fotos, etc, muitas vezes para o fim de cyberbullying.

Mas a iniciativa, como seria de esperar, não agrada a todos e alguns especialistas afirmam que será improvável que este botão possa vir a ser criado, implementado e regulado.

Por sua vez, Kidron mostra-se mais otimista e afirma que a tecnologia já existe para a criação do botão… basta agora apenas criá-lo.

Apesar de tudo, ainda têm um longo caminho pela frente, no sentido de conquistar mais adeptos para esta ideia e conseguir o apoio de empresas e instituições para parcerias, como forma de se protegerem os jovens do mundo online.

Nestas parcerias já contam vários nomes fortes como é o caso de bancos internacionais, organizações de comunicação e a comunidade Mozilla.

Nós por cá vamos esperar por mais desenvolvimentos e novidades sobre esta iniciativa.

Concordam com a criação de um botão que elimine o passado digital dos jovens?

 

 

 

TrackBack URI


Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: