Alerta da PJ para crimes de extorsão cometidos através da Internet

Março 11, 2015 às 2:21 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

texto do site da Polícia Judiciária de 6 de março de 2015.

Direção Nacional da Polícia Judiciária, 06 de março de 2015

Alerta para crimes de extorsão cometidos através da Internet

A Polícia Judiciária, na sequência de um número muito elevado de queixas apresentadas, alerta a comunidade para os cuidados acrescidos que devem ter nas conversações através de sistemas informáticos com a utilização de imagem. Nos últimos tempos, em crescendo, têm sido desenvolvidas investigações que parecem indiciar estar em curso uma massiva forma de extorsão cometida pela Internet, junto de utilizadores das redes sociais.

Pessoas aparentemente sedeadas no estrangeiro, sob a capa de uma jovem atraente, estabelecem amizade virtual com indivíduos nas suas contas sociais, como o Facebook.

Habilidosamente, após terem recolhido os elementos que identificam a vítima na rede social e os seus “amigos”, a suposta jovem consegue que entrem em contacto direto através de um canal de conversação com vídeo, como o Skype, conduzindo o diálogo de maneira a conseguir imagens que causam grande constrangimento social.

A partir do momento em que estão na posse das referidas imagens, imediatamente informam desse facto, dando-as a ver, assim como da circunstância de serem conhecedores da sua identidade social e do seu círculo de amigos, exigindo, então, a transferência de valores elevados para beneficiários residentes fora de Portugal, sob a ameaça de, não o fazendo, divulgarem publicamente essas imagens.

As exigências de transferência de dinheiro vão sendo mantidas, mesmo nas situações em que as vitimas cederam à chantagem, acabando por serem divulgadas as imagens nas redes sociais, sob o pretexto de que a pessoa ali visível é um pedófilo que, daquela forma, assediou crianças.

Tais factos são altamente lesivos da honra das vítimas e, além do prejuízo patrimonial, causam naturais constrangimentos nas suas relações sociais.

 

 

TrackBack URI


Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: