Dicas para valorizar o professor do seu filho

Fevereiro 26, 2015 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

dicas

 

Sabe quantas horas devem os adolescentes dormir?

Fevereiro 26, 2015 às 2:27 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia do Sol de 11 de fevereiro de 2015.

sol

Um quarto dos adolescentes dorme menos de sete horas por noite e apenas 20% dormem mais de nove horas, revela um estudo sobre os padrões de sono desta população, que alerta para os riscos destes comportamentos.

Realizado pela Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono (APCMS), o estudo procurou identificar as características do sono nos adolescentes, tendo inquirido 354 jovens de várias escolas do país em 2013.

Segundo o estudo, a maior parte dos adolescentes (cerca de 67%) dorme entre sete e nove horas, o que, segundo os especialistas, “é insuficiente”, uma vez que o ideal seria dez horas, e comporta “riscos reais” para os jovens, como mau desempenho escolar e adoção de comportamentos desviantes.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da associação e coordenador do estudo, Miguel Meira e Cruz, disse que estes dados “não são surpresa”, mas “vêm cimentar a preocupação que existe sobre a restrição e privação do sono” nos adolescentes.

“Os adolescentes não têm grandes regras para ir para a cama, fisiologicamente também estão mais propensos para se deitarem mais tarde, disse Miguel Meira e Cruz.

Por outro lado, têm muito mais focos de atenção, como as saídas à noite, estudar durante a noite, as discotecas, os telemóveis, as redes sociais.

Segundo o especialista, os adolescentes privados de sono têm maior probabilidade de terem acidentes, um pior rendimento e comportamento escolar e problemas de saúde, porque o sistema imunitário fica mais débil.

Também “têm mais comportamentos de risco, consomem mais substâncias nocivas, bebem mais álcool e têm comportamentos desviantes”, sublinhou.

Helena Loureiro, co-autora do trabalho, apontou diversas explicações para os resultados do estudo, divulgados a propósito do Dia Mundial do Sono (13 de Março).

“Entre outros motivos importantes, prevalecem hábitos desajustados, consumo calórico excessivo e implementação deficitária de regras elementares de higiene do sono”, disse Helena Loureiro.

Perante estes resultados, Miguel Meira e Cruz defendeu que têm de ser mantidos esforços para mudar comportamentos e educar a população jovem e, sobretudo, as famílias para que “o sono, algo fundamental à vida, essencial para o desenvolvimento, saúde e bem-estar, tenha um papel central na vida dos jovens”.

O estudo também analisou o cronotipo destes adolescentes (vespertinos, intermediários ou matutinos) e a sua interacção com a duração do sono e sonolência.

“Constatámos que existia uma correlação inversa entre sonolência e cronotipo, ou seja, parece que os vespertinos são mais afectados pela sonolência e suas potenciais consequências”, explicou Miguel Meira Cruz.

Por outro lado, a relação linear directa entre o cronotipo e a duração de sono permite concluir que os matutinos têm maior tempo de sono, provavelmente porque se deitam mais cedo e são mais regrados.

Para o coordenador do estudo, seria vantajoso “definir e adequar horários em função do relógio biológico dos estudantes, o que não é feito”.

Miguel Meira Cruz adiantou que estes problemas levam muitos jovens às consultas do sono. “Muitas vezes chegam-nos à consulta com dificuldades em manterem-se acordados durante as aulas, com sonolência”.

Segundo o especialista, estas situações são relativamente fáceis de tratar, na maioria das vezes não envolve fármacos, mas “requerem uma disciplina do adolescente, mas também da família”, para mudar hábitos e comportamentos.

Lusa/SOL

 

 

 

The Commercial Sexual Exploitation of Children Online report – novo relatório Europol

Fevereiro 26, 2015 às 2:00 pm | Publicado em Relatório | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

europol2

descarregar o relatório no link:

https://www.europol.europa.eu/content/live-streaming-child-sexual-abuse-established-harsh-reality

https://www.europol.europa.eu/content/commercial-sexual-exploitation-children-online

Novas plataformas utilizadas para divulgar pornografia infantil dificultam investigação, alerta Europol

Fevereiro 26, 2015 às 1:30 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia do http://diariodigital.sapo.pt/  de 24 de fevereiro de 2015.

europol

Os criminosos que divulgam pornografia infantil em direto na Internet utilizam cada vez mais novas plataformas tecnológicas, como o serviço de comunicação Skype ou a moeda virtual bitcom, o que dificulta as investigações policiais, alertou hoje a Europol.

“Os criminosos que exploram sexualmente crianças na Internet estão a usar cada vez mais os desenvolvimentos tecnológicos e a obter benefícios financeiros”, afirmou o Serviço Europeu de Polícia (Europol), num relatório sobre esta matéria.

A divulgação de pornografia infantil através de plataformas de transmissão em direto na Internet (‘livestream’) ou de plataformas de comunicação texto e vídeo, como é o caso do serviço Skype, é muito mais difícil de detetar, em comparação com a difusão através de um ‘site’, explicou o organismo, no mesmo documento.

O relatório foi desenvolvido pelo departamento de cibercriminalidade da Europol, com a colaboração da Eurojust (Unidade Europeia de Cooperação Judiciária), de organizações não-governamentais (ONG) e de multinacionais da área dos cartões de crédito ou da Internet, como Google e Microsoft.

“A pesquisa revela que a transmissão em direto dos abusos em troca de pagamento não é mais uma tendência emergente, é uma realidade estabelecida”, sublinhou o relatório.

O documento denunciou que crianças sem-abrigo ou crianças da própria família dos criminosos estão a ser abusadas em direto em frente a câmaras e que essas imagens são transmitidas através da Internet.

“Isto acontece na União Europeia e em países emergentes”, indicou o relatório.

A polícia filipina desmantelou recentemente uma rede criminosa que transmitia em direto os abusos sexuais de crianças com idades entre os seis e os 15 anos, segundo a Europol.

As 15 vítimas menores foram libertadas e 29 pessoas foram detidas, incluindo os membros do grupo criminoso e as pessoas que pagaram para assistir aos abusos sexuais.

Mais de 700 presumíveis compradores de conteúdos de pornografia infantil nas Filipinas foram identificados, precisou a Europol.

Em 2014, os investigadores identificaram, pela primeira vez, um ‘site’ que vendia pornografia infantil exclusivamente através de bitcoins.

O uso desta moeda virtual lançada em 2009 torna a deteção dos criminosos mais difícil, uma vez que é utilizada através de um sistema de pagamento anónimo. Anteriormente, o modo mais utilizado eram os cartões de crédito, o que facilitava o controlo das transações.

Diário Digital com Lusa

 

 

Cyberbullying e Privacidade : Guia para Professores

Fevereiro 26, 2015 às 12:00 pm | Publicado em Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

cyberb

descarregar o guia no link:

http://www.gazteaukera.euskadi.eus/contenidos/noticia/emaize_materiala_15/eu_def/adjuntos/Ciberbullying_Privacidad_Guia_para_profesores.pdf

European Superkids Online” es un proyecto integrado en el Programa Daphne III, financiado por la Co­misión Europea, que tiene como principal objetivo el fortalecimiento de los menores contra la violencia on­line, a través de módulos e-learning. Los países y organizaciones que conjuntamente han colaborado en este proyecto son Italia (Save the Children Italy), Polonia (Nobody´s Children Foundation), Dinamarca (Save the Children Denmark) y España (PROTEGELES).

Actualmente, existe una gran preocupación a nivel internacional por el incremento de la violencia online entre los menores. La amplia difusión de las nuevas tecnologías ha permitido la aparición y expansión de fe­nómenos como el ciberbullying, o acoso escolar a través de las nuevas tecnologías, en el que se entremezclan otras situaciones como las usurpaciones de identidad, las amenazas, calumnias, injurias y otras.

Además de este problema, se suceden otro tipo de situaciones conflictivas en la Red que también requieren especial atención y tratamiento. Problemas como el grooming (acoso sexual a través de las nuevas tecnolo­gías), el sexting (envío de imágenes con contenido sexual o exhibicionista) y, en general, todo aquello rela­cionado con los peligros derivados de la falta de privacidad en Internet, ponen de manifiesto la necesidad de intervenir para evitarlos, o afrontarlos con éxito una vez que se ha producido.

Dentro de este Proyecto, cada país ha personalizado los temas a tratar en función de las necesidades detecta­das entre los menores. En España, PROTÉGELES ha llevado a cabo una serie de encuestas y entrevistas con los menores que han puesto de manifiesto la necesidad de trabajar con ellos, además del Ciberbullying, la importancia de cuidar su privacidad cuando están en la Red.

Los módulos e-learning están específicamente diseñados y adaptados para los menores de 10 a 13 años. Los padres, profesores y educadores pueden hacer uso de estos módulos para trabajar con dicho colectivo.

El entorno escolar es un lugar idóneo para enriquecer la experiencia de los estudiantes en el mundo digital, así como para formarles en el uso seguro y responsable de las TIC. En muchas ocasiones, profesores y educa­dores ha manifestado la necesidad de materiales y recursos específicos para poder trabajar sobre estos temas en el aula. Esta guía pretende ser un recurso en el que encontrar la información y material necesario para formar a los menores, y reflexionar con ellos sobre en estas cuestiones en su entorno escolar y/o familiar.

Este material, por tanto, se pone también a disposición de los padres y madres implicados activamente en la formación digital de sus hijos. En esta guía hallarán información y recursos necesarios para poder trabajar desde casa este tipo de fenómenos.

Con esta idea surge el proyecto “European Superkids Online” dentro de la Unión Europea, con el objetivo de poner a disposición de los colectivos implicados un recurso, con información teórica y actividades prácti­cas (vídeos, estudio de casos, test…) para formar y prevenir conductas de riesgo en el abordaje del ciberbu­llying, y en el desarrollo de la protección de la privacidad online.

 

Canções em família Oficina musical PARA FAMÍLIAS com crianças a partir dos 6 anos na Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro

Fevereiro 26, 2015 às 9:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

orlando

Canções em família pelo serviço de Fonoteca

Oficina musical PARA FAMÍLIAS com crianças a partir dos 6 anos

aos sábados

28 fev às 16H00

9 e 23 mai às 16H00

pelo serviço de Fonoteca na Biblioteca Orlando Ribeiro

“Quando a minha avó se sentava ao piano, coisas estranhas começavam a acontecer”. Com o objetivo de proporcionar um contacto ativo com a música e recuperar a tradição de tocar e cantar em família, nesta oficina todos – dos avós aos netos – são convidados a trabalhar a voz, aprender um conjunto de canções, experimentar um acompanhamento instrumental e gravar o resultado em conjunto (c. 70 m. de duração).

N.º máximo: 24 participantes.

Entrada gratuita, mediante inscrição prévia.  Tel. 217 549 030  bib.oribeiro@cm-lisboa.pt

Biblioteca Orlando Ribeiro

Antigo Solar da Nora

Estrada de Telheiras, 146

1600-772 Lisboa

Curso de Iniciação Dislexia: da sinalização à intervenção

Fevereiro 26, 2015 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

curso

mais informações no link:

http://www.itad.pt/formacao/dislexia/

 


Entries e comentários feeds.