Cyberbullying: ameaças fazem-se cada vez mais pela Internet

Novembro 20, 2014 às 8:00 pm | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , ,

Notícia da TVI 24 de 19 de novembro de 2014.

A tese de doutoramento citada na notícia pode ser consultada no link:

Bullying nas escolas: prevenção e intervenção

«É uma nova forma de violência que amplia as consequências do bullying tradicional», como revela uma investigação da Universidade de Aveiro

Por: Redação / CF

Um trabalho de investigação da universidade de Aveiro (UA), divulgado esta quarta-feira, conclui que crescem as ameaças através da Internet entre colegas de escola, para evitarem sanções disciplinares, num fenómeno em expansão, o chamado cyberbullying. «Este é um problema que diz respeito a toda a sociedade e não apenas às escolas», aponta José Ilídio Sá, autor da tese de doutoramento «Bullying nas Escolas: Prevenção e Intervenção», realizada no Departamento de Educação da UA, que durante um ano letivo estudou o comportamento de alunos de uma escola secundária de Espinho. «O ‘cyberbullying’ traduz inquestionavelmente uma forma mais complexa de ‘bullying’. Em muitos casos, surge como a continuação do ‘bullying’ presencial, mas noutras situações desponta como o «espaço predileto do agressor», explica o investigador. O anonimato ou a falsa identidade do ofensor, a enorme quantidade de observadores presentes, a velocidade “viral” de propagação das ofensas, agressões e humilhações, são fatores que levam os agressores a fazer essa escolha. Para a executar, dispõem hoje de variados meios ao seu dispor, como smartphones com câmara fotográficas e de vídeo, tablets, numerosos postos com computadores disponíveis e facilidade de acesso à Internet. «É uma nova forma de violência que amplia as consequências do ‘bullying’ tradicional. A difusão de ameaças, difamações e violência psicológica através da Internet é um meio cada vez mais utilizado pelos jovens para ofender terceiros», retrata. Segundo dados da investigação realizada numa escola secundária com o 3.º ciclo do Ensino Básico, que envolveu o estudo de duas turmas ‒ uma do 7.º e outra do 10.º ano, 31% dos alunos admitiu conhecer um colega que já foi “gozado ou ameaçado na Internet” e 13% dos estudantes do 10º ano já foram ameaçados, pelo menos numa ocasião, no ciberespaço, sendo essa percentagem mais significativa (19%) no caso dos jovens dos Cursos Profissionais. Outro «dado preocupante», apontado pelo estudo de José Ilídio Sá, diz respeito ao número significativo de jovens que admite desconhecer a identidade do seu agressor e que revelou não ter reportado a agressão de que foi alvo. A pesquisa permitiu apurar, na ótica dos agredidos, que perto de 45% dos jovens vítimas de agressão admitiu não ter reportado o sucedido a uma terceira pessoa tendo, por isso, «sofrido em silêncio de modo presumivelmente continuado e prolongado». Os que optaram pela denúncia fizeram-no a um colega (42,6%) ou a um familiar (29,7% dos casos, sendo que 23,8% aos respetivos pais e 5,9% aos irmãos). «Note-se que apenas uma percentagem muito residual de jovens (13%) mencionou ter participado essa agressão a um adulto da escola», diz. No caso concreto do ‘bullying’ eletrónico, «a fronteira entre o espaço escolar e o exterior torna-se quase impossível de delimitar» e por isso, «a responsabilização do agressor, quer seja na vertente disciplinar ou na criminal, torna-se assim muito difícil de comprovar». As famílias podem ter uma intervenção decisiva neste tipo de casos, «uma vez que um número significativo de situações de ciberagressão tem como palco o espaço do domicílio», para a vítima ou para o agressor. «O papel das famílias assume particular relevância, designadamente no que diz respeito à vigilância e à monitorização dos padrões de uso e de consumo da Internet por parte dos jovens, e à definição de regras por parte dos pais», afirma. Aconselham-se por isso os pais a estarem atentos e a definirem os tempos de utilização e dos conteúdos e a localização dos equipamentos, procurando inverter a «cultura do quarto» característica nessas faixas etárias, como apresenta a Lusa em síntese.

Programa para a Família na Fundação Lapa Do Lobo

Novembro 20, 2014 às 6:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

lapa

Entrada gratuita sujeita a inscrição prévia

Fundação Lapa Do Lobo

tel. 232 671 084

geral@fundacaolapadolobo.pt

Rua de Santa Catarina n.º 30

3525-625 Lapa do Lobo, Portugal

http://www.fundacaolapadolobo.PT

https://www.facebook.com/fundacao.lobo

Ação de sensibilização no Agrupamento de Escolas Quinta de Marrocos com Luísa Lobão Moniz do IAC

Novembro 20, 2014 às 3:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

encontro

Vencedores da 3ª Edição do Prémio de Jornalismo: Os Direitos da Criança em Notícia

Novembro 20, 2014 às 2:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

premio

Prémio de Jornalismo “O Direito das Crianças em Noticia”

 

Categoria Imprensa, dois primeiros lugares e uma Menção Honrosa atribuídos a:

 

Primeiro Lugar

Sofia da Palma Rodrigues, pela reportagem “Sim vou deixar-te morrer.”, publicada no dia 23 de fevereiro de 2014 no Jornal Público – Revista 2

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/publico-distinguido-com-premio-de-jornalismo-os-direitos-da-crianca-em-noticia-1675965

Carla Marina Mendes e Maria Isabel Stilwell pela reportagem “Não amam nem deixam amar”, publicada em Maio de 2014 na Revista Máxima

http://www.maxima.xl.pt/especiais/21640-n%C3%A3o-amam-nem-deixam-amar.html

 

Menção Honrosa

Bruna  Filipa Frederico Soares, pela reportagem “Onde estão os meus terapeutas?”, publicada no dia 29.11.2013 no Diário do Alentejo

http://da.ambaal.pt/noticias/?id=4173

 

Categoria Televisão, dois primeiros lugares atribuídos a:

Sandra Machado Soares, pela reportagem Mães Discriminadas”, exibida no dia 11.04.2014, no programa Sexta às 9 da RTP1

http://www.rtp.pt/play/p1047/e150450/sexta-as-9-ii

Susana Paula Piteira Ferreira, André Jorge Pelicano – Imagem; Ricardo Santana – Edição de Imagem e Patrícia Reis, pela reportagem “Um dia vou ficar português”, exibida no dia 23.06.2013, no programa Grande Reportagem da SIC

 

Categoria Rádio, um primeiro lugar atribuido a:

Noémia Malva Novais pela peça “Nascer outra vez”, que passou no dia 3.10.2013, na TSF, Rádio Notícias

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=4234892

 

Os Direitos das Crianças – Vídeo

Novembro 20, 2014 às 1:00 pm | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

 

II Jornadas de Reflexão sobre Investigação e Intervenção com Crianças e Jovens no sentido de assinalar a Comemoração dos 25 Anos da Convenção dos Direitos da Criança

Novembro 20, 2014 às 11:32 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

10390900_716410891782871_7770047411842432439_n

http://www.iscsp.utl.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=1729:ii-jornadas-de-reflexao-sobre-investigacao-e-intervencao-com-criancas-e-jovens&catid=158:eventos&Itemid=371

Situação Mundial da Infância 2015 – novo relatório da Unicef

Novembro 20, 2014 às 11:02 am | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

unicef

descarregar em português Situação Mundial da Infância 2015: Resumo Executivo

Ver o relatório interativo em inglês:

The State of the World’s Children 2015: reimagine the future

Comunicado Unicef Portugal

A inovação pode ser catalisador de mudanças para as crianças mais desfavorecidas

 

 

Participação de Dulce Rocha no Programa Sociedade Civil na RTP 2 sobre o 25º Aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança

Novembro 20, 2014 às 11:00 am | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

phpThumb.php

A Drª Dulce Rocha, Vice-Presidente do Instituto de Apoio à Criança, irá participar no Programa Sociedade Civil na RTP 2 no dia 20 de Novembro de 2014 pelas 14.00 horas.

 

 O Mundo é Hoje Um Lugar Melhor Para as Crianças

“Em 20 de Novembro de 1989, as Nações Unidas adotaram por unanimidade a Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC), documento que enuncia um amplo conjunto de direitos fundamentais – os direitos civis e políticos, e também os direitos económicos, sociais e culturais – de todas as crianças, bem como as respetivas disposições para que sejam aplicados”. Assim, a Convenção sobre os Direitos da Criança completa 25 anos. Por isso, não podemos conformar-nos com as desigualdades e com o empobrecimento. O respeito pelos direitos e a dignidade das crianças são valores essenciais numa sociedade verdadeiramente democrática, mas com estes gravíssimos problemas demográficos, no nosso País, são questões de sobrevivência. A convenção é uma espécie de tratado internacional cujas normas foram muito inovadoras pois tratam a criança como um ser humano igual em dignidade e direitos. Lembra que a criança tem o direito à sua integridade pessoal, o direito a ser respeitada, que tem o direito à preservação e reconhecimento das suas relações afetivas profundas, inclusivamente que tem direito à palavra. Nos dias de hoje, vários são os desafios que se impõem como a superação da pobreza, a inclusão social e a redução do fosso de desigualdade que caraterizam o nosso continente. O que é a convenção sobre os direitos da criança? Porque razão era necessário um documento que descrevesse os direitos da criança? A convenção substitui as leis de um país? Quem controla a aplicação das disposições da convenção? A convenção atribui ao governo uma parte da responsabilidade que cabe aos pais? Será que as crianças são demasiado infantis para compreenderem os direitos? A convenção interfere na forma como os pais educam os filhos?

 

16 curiosidades sobre a Convenção sobre os Direitos da Criança

Novembro 20, 2014 às 10:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

cdn

ler no link em baixo as curiosidades sobre a Convenção sobre os Direitos da Criança:

http://plataformadeinfancia.org/que-hacemos/la-convencion-de-los-derechos-de-la-infancia/curiosidades-de-la-convencion-sobre-los-derechos-del-nino/

 

Sessão de lançamento do livro Crianças em Risco e Perigo – Vol. 4 – 21 de Novembro

Novembro 20, 2014 às 9:00 am | Publicado em Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

sessao

2

 

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.