Fabrica das Artes do CCB – Projecto Educativo – Programação Setembro 2014 Julho 2015

Agosto 13, 2014 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

ccb

descarregar a programação aqui

Trisha Prabhu, la niña de 13 años que tiene una solución simple para el cyberbullying

Agosto 13, 2014 às 1:00 pm | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

artigo do site http://www.abc.es de 12 de agosto de 2014.

abc

Es una de las finalistas del concurso mundial Google Science Fair 2014

Trisha Prabhu es una niña de 13 años que vive en Naperville, Illinois (Estados Unidos) y que gracias a una sencilla idea, pero muy estudiada, ha logrado ser una de las finalistas de Google Science Fair 2014 que ha llamado la atención.

Trisha propone una solución sencilla para reducir los casos de cyberbullying. Lo ha llamado «Rethink» (repensar) y se basa en hacer pensar un par de veces más a los adolescentes que pretenden publicar un mensaje hiriente en una plataforma.

Trischa, que se confiesa enamorada de la ciencia desde los seis años después que leyese un libro sobre el calentamiento global, dice que uno de sus sueños es crear un coche que cuya energía proceda del viento o el agua. Pero no es lo único que le gusta.

Estoy fascinada por las ciencias del comportamiento, específicamente la psicología, la psicobiología y la ciencia cognitiva. El año pasado, como parte de la feria de la ciencia de nuestro Distrito, trabajé en el diseño de producto de un software para prevenir la distracción al volante, después de que mi tía muriera en un accidente de tráfico», explica en la página de presentación de la Google Science.

«Este año, me convertí en una apasionada en prevenir el acoso cibernético que está afectando negativamente a muchos adolescentes. Usando mis habilidades de ciencia y tecnología, estoy decidida a encontrar una solución eficaz a largo plazo que ayude a prevenir el acoso cibernético», se ha explicado la chica.

Pensarlo varias veces

Para prevenir el acoso cibernético ha propuesto Rethink sobre una hipótesis que ha planteado. «Mi hipótesis es que si los adolescentes (edades 12-18) tuvieran un mecanismo de alerta que les sugiera volver a pensar sobre su decisión de enviar un mensaje hiriente en la redes sociales, el número de mensajes que los adolescentes estarían dispuestos a publicar sería menor», ha explicado.

«Decidí que iba a ir un paso más allá y diseñar creativamente un prototipo de producto (Rethink) que funcionaría para cualquier forma de redes sociales en todos los navegadores y aplicaciones. El mecanismo Rethink no se usaría sólo para la prevención del cyberbullying, sino que también podría tener un efecto positivo a largo plazo sobre la toma de decisiones de adolescentes, ayudándoles no sólo en redes sociales sino en el mundo real», explica la chica.

Trisha expone que el sistema sería anónimo y que propondría una serie de preguntas al adolescente cuando se detecte que intenta enviar un mensaje hiriente. Con Rethink saltaría una primera alerta que pregunta: ¿Quieres publicar este mensaje en la red social? y con las opciones de Sí y No. Si hace clic en Sí, saltará una nueva alerta: «Este mensaje podría herir a otros. ¿Te gustaría hacer una pausa, mirarlo y repensar antes de publicarlo?».

Trisha sabe programar desde los 11 años pero para este proyecto se ha puesto al día con otros softwares de programación. Los ganadores de la competición se anunciarán el 23 de septiembre.

 

‘Bikini bridge’: a nova (e perturbadora) moda corporal do verão

Agosto 13, 2014 às 12:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

texto da http://activa.sapo.pt de 29 de julho de 2014.

2014-07-29-bikinibridge

 

Depois do polémico ‘thigh gap’, chega o ‘bikini bridge’. Descubra como surgiu este termo e porque faz parte de uma tendência preocupante.

Anuska Portela

‘Bikini bridge’, que em português significa ‘ponte do biquíni’, é o novo ‘hashtag’ que, por estes dias, corre a Internet e que se refere a uma tendência recente de emagrecimento e imagem corporal. Nas últimas semanas, fotografias com a legenda #BikiniBridge multiplicam-se nas diversas redes sociais.

Mas o que é isso da ‘ponte de biquíni’? Trata-se da folga ou espaço que se forma entre o tecido das cuecas do biquíni e a púbis, quando esta parte do corpo feminino é tão magra que o tecido só toca nos ossos da cintura pélvica. É especialmente visível quando a mulher está deitada de costas. Um conceito que vem, mais uma vez, glorificar a magreza entre os jovens e adolescentes, em idades em que são mais influênciáveis. Se acrescentarmos a este facto o de pertencerem a uma geração mais dependente das redes sociais, e se considerarmos a capacidade de divulgação das imagens, o tema torna-se ainda mais preocupante.

Este novo ‘trend’ corporal sucede ao polémico ‘thigh gap’, termo que identificava coxas magras que nunca se tocam, mesmo quando as pernas estão juntas, um efeito apenas visível em mulheres muito magras.

Todas estas modas loucas fazem parte de uma tendência inquietante: o ‘thinspiration’. As adeptas deste tipo de motivação de emagrecimento publicam imagens de mulheres muito magras no Instagram, Tumblr ou Pinterest, que funcionam depois como exemplos a seguir. A crescente difusão deste fenómeno de estereótipos estéticos extremos não deve ser encarado de ânimo leve. Contudo, alguns sites já têm tomado medidas de prevenção e aconselhamento. Se, por exemplo, introduzir a palavra “thinspiration” no motor de busca do Pinterest o conteúdo referente é apresentando, mas na parte da superior da página surge também a seguinte mensagem: “Os transtornos alimentares não são escolhas de estilo de vida, são transtornos mentais que se não forem tratados podem causar sérios problemas de saúde ou podem até mesmo ser fatais“, providenciando ainda o número de telefone de uma linha de apoio e o link para um site informativo.

O mais preocupante no caso do ‘bikini bridge’, deve-se às circunstâncias da sua origem. O termo teve a sua génese numa experiência que tomou proporções inesperadas. O ‘bikini bridge’ foi lançado no final de 2013 pelo 4Chan, um fórum popular na Internet que já tinha incentivado anteriormente as pessoas a mergulharem os seus ‘iPhones’ em água ou deitarem os seus ‘XboxOne’ no lixo! O objetivo do fórum é o de demonstrar como as pessoas e os meios de comunicação podem ser facilmente manipulados e influenciados. Apesar da revelação, em janeiro de 2014, de que a tendência da ‘ponte de biquíni’ se tratava afinal de uma fraude, a ‘hashtag’ “BikiniBridge” continua a viver e a proliferar nas várias redes sociais e, tendo em conta a atual estação de calor, tem-se tornado cada vez mais relevante entre as fanáticas da imagem corporal.

 

 

Crise fez aumentar abuso sexual de menores

Agosto 13, 2014 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

Notícia do Público de 5 de agosto de 2014.

Pedro Sales Dias

Proposta de lei prevê a criação de uma unidade de monitorização. Deputados da Assembleia da Madeira culpam as “duras medidas anti-sociais em curso” pela subida de casos.

Uma estratégia nacional para a protecção das crianças contra a exploração sexual e os abusos sexuais. É o que está em cima da mesa dos deputados da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias da Assembleia da República (AR) para combater a subida do número de denúncias de abusos reportados no Relatório Anual de Segurança Interna (RASI).

Na proposta de lei, a Assembleia Legislativa da Madeira, que teve a iniciativa, diz que é “urgente criar novos mecanismos de acção e prevenção que protejam efectivamente as vítimas mais vulneráveis, evitando a revitimização muitas vezes promovida pelas políticas económicas e sociais existentes”.

A crise é a grande culpada pelo aumento, apontam os deputados, que consideram que “as duras medidas anti-sociais que estão em curso, a nível nacional, agravam a exploração e aumentam a pobreza, diminuindo os salários e as pensões, destruindo serviços públicos essenciais e empurrando para a pobreza milhares de pessoas”.

O documento elenca ainda os números do fenómeno. “Há cada vez mais casos de abusos sexuais a menores a serem participados. De acordo com o RASI, os casos de abusos sexuais subiram de 1074 para 1227 entre 2012 e 2013, tal como os abusos sexuais de adolescentes, que passaram de 172 para 161. Igual tendência tem sido verificada nos crimes de coacção sexual que subiram de 56 para 93 e de violação de 459 para 473, em igual período”, alerta a proposta. “Trata-se de números manifestamente preocupantes e que não devem ficar sem uma necessária intervenção”, refere ainda.

Entre os objectivos da proposta destacam-se a organização de “campanhas específicas de educação para a protecção e os direitos da criança” e o desenvolvimento de “programas de sensibilização das populações, através dos meios de comunicação social, sobre o fenómeno da exploração sexual e sobre os abusos sexuais de crianças”.

A proposta defende ainda a criação de uma unidade de monitorização que deverá acompanhar o desenvolvimento da estratégia e das “medidas especificas a implementar”. Neste órgão deverão estar incluídos elementos do Parlamento, Procuradoria-Geral da República, provedor de Justiça, Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco, Segurança Social, Ordem dos Advogados, União das Misericórdias e União das Instituições Particulares de Solidariedade Social. 

 

 


Entries e comentários feeds.