UNESCO alerta para 58 milhões de crianças até aos 11 anos sem escolaridade

Junho 29, 2014 às 3:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Notícia do observador de 26 de junho de 2014.

O documento da Unesco citado na notícia é o seguinte.

Progress in getting all children to school stalls but some countries show the way forward

mais informações na notícia da Unesco:

UNESCO: No progress in reducing global number of children out of school

henrique botequilha lusa

 

 

A UNESCO alertou hoje para a existência de 58 milhões de crianças entre os seis e os onze anos sem escolaridade, o que torna impossível alcançar a meta de uma educação primária universal até 2015.

O número deve-se em grande parte ao elevado crescimento demográfico na África Subsaariana, onde existem atualmente 30 milhões de crianças sem escolaridade, indica um relatório da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) divulgado hoje em Paris. Segundo a UNESCO, se se mantiver a atual tendência, cerca de 43 por cento dos menores sem escolaridade em todo o mundo — 15 milhões de raparigas e 10 milhões de rapazes — numa pisarão uma sala de aulas.

O documento refere, por outro lado, que 17 países reduziram em 86 por cento o número de crianças sem escolaridade em pouco mais de uma década, como o Burundi, Marrocos, Nepal, Nicarágua e Vietname. “É possível conseguir mudanças positivas” com medidas como a abolição de propinas, a adequação do currículo, o apoio financeiro às famílias necessitadas, assinala o estudo.

A diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, considera no documento que os novos dados, a que se junta a diminuição em 10 por centro da ajuda à educação revelada no início deste mês, confirmam a impossibilidade de se conseguir que exista educação primária universal até 2015. Nesse sentido, defende ser preciso fazer “soar o alarme e reunir a vontade política necessária” para garantir o respeito pelo “direito à educação para todas as crianças do mundo”, adianta.

Ciberbullying: prevenir y actuar. Hacia una ética de las relaciones en las Redes Sociales. Guía de recursos didácticos para Centros Educativos

Junho 29, 2014 às 1:00 pm | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

ciber

descarregar o guia aqui

La Guía Ciberbullying: prevenir y actuar, pretende abordar este trabajo como un reto en positivo, desarrollando un amplio número de acciones a desarrollar por los centros educativos, pautas para la sensibilización, prevención e intervención, recursos e iniciativas novedosas de gran interés, así como referencias jurídicas de especial relevancia para la adecuada lectura e interpretación de responsabilidades y posibilidades de acción en los centros educativos.

Como novedad singular, la Guía incorpora un proyecto innovador denominado Proyecto de Alumnos Ayudantes en TIC, que está liderado por el autor de la obra, José Antonio Luengo; en numerosos centros educativos de la zona sur de la Comunidad de Madrid. Este programa se configura en torno a la idea de la formación y capacitación de alumnado ayudante en TIC (alumnos de 15 y 16 años), para la implementación de programas de sensibilización, información y formación dirigido a grupos de alumnos de 10 y 11 años (resumen sacado de Infocop ONLINE).

 


Entries e comentários feeds.