Atividade escolar realizada pelos alunos da Escola EB 1 da Bandeirinha no âmbito da Iniciativa de Celebração do Dia 25 de Maio (Dia Internacional das Crianças Desaparecidas) “A Àrvore da Esperança”

Junho 1, 2014 às 4:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

1

Atividade realizada pelos alunos do 1º ciclo da Escola EB 1 da Bandeirinha (Agrupamento de Escolas Rodrigues de Freitas) no âmbito da Iniciativa de Celebração do Dia 25 de Maio (Dia Internacional das Crianças Desaparecidas) “A Àrvore da Esperança”.

Em Portugal assinalou-se pela primeira vez em 25 de maio de 2004 o dia Internacional da Criança Desaparecida, por iniciativa do IAC (Instituto de Apoio à Criança).

Esta data vem sendo assinalada em diversos países europeus.

A Federação Europeia das Crianças Desaparecidas e Exploradas Sexualmente (MCE) criada em 2001 e que o IAC integra desde a sua fundação, todos os anos assinala o dia 25 de maio, recomendando iniciativas às ONG nacionais.

Este ano, indo ao encontro da iniciativa de alguns parceiros, vimos propor às escolas de 1º ciclo que decorem uma árvore, evocando as crianças desaparecidas e o dia 25 de maio. A árvore deverá ter um cartaz ou algo que identifique o número europeu gratuito para as crianças desaparecidas, o 116 000 e será decorada ao gosto da escola, com fitas, laços, símbolos que apelem à esperança e à lembrança.

no âmbito da Iniciativa de Celebração do Dia 25 de Maio (Dia Internacional das Crianças Desaparecidas) “A Àrvore da Esperança”.

Em Portugal assinalou-se pela primeira vez em 25 de maio de 2004 o dia Internacional da Criança Desaparecida, por iniciativa do IAC (Instituto de Apoio à Criança).

Esta data vem sendo assinalada em diversos países europeus.

A Federação Europeia das Crianças Desaparecidas e Exploradas Sexualmente (MCE) criada em 2001 e que o IAC integra desde a sua fundação, todos os anos assinala o dia 25 de maio, recomendando iniciativas às ONG nacionais.

Este ano, indo ao encontro da iniciativa de alguns parceiros, vimos propor às escolas de 1º ciclo que decorem uma árvore, evocando as crianças desaparecidas e o dia 25 de maio. A árvore deverá ter um cartaz ou algo que identifique o número europeu gratuito para as crianças desaparecidas, o 116 000 e será decorada ao gosto da escola, com fitas, laços, símbolos que apelem à esperança e à lembrança.

2

3

IV Jornadas Transfronteiriças – o Nosso Baú Partilhado

Junho 1, 2014 às 3:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

programa

Vimos por este meio convidá-lo a participar nas Jornadas Transfronteiriças 2014- o Nosso Baú Partilhado, organizadas pela EAPN Portugal em parceria com a Escola Superior de Educação de Viseu, a realizar no próximo dia 4 de junho na Escola Superior de Tecnologia de Viseu, sita na Av. Cor. José Maria Vale de Andrade s/n, Campus Politécnico Santa Maria, 3504-510 Viseu. A temática será a intervenção com crianças e jovens e contará com a presença de parceiros portugueses e espanhóis. As Jornadas servirão para apresentar as conclusões dos trabalhos realizados nos últimos 3 anos nos distritos de Bragança, Guarda, Vila Real, Viseu e Castilla y Léon (Espanha), contando com oradores presentes em cada um desses anos, sendo igualmente apresentadas as publicações que resultaram desse trabalho. A entrada é livre mas as inscrições obrigatórias, sendo que podem ser feitas através do mail viseu@eapn.pt

ou dos números 91 4 77 77 92 / 232 468 472. + info: José Machado Núcleo Distrital de Viseu da EAPN Portugal EAPN / Portugal- Rede Europeia Anti Pobreza viseu@eapn.pt

Rua Dr. Cesar Anjo, Lote 2 R/C F 3510-009 VISEU Telefone:232468472 Fax:232468474 www.eapn.pt

programa

Dilma Rousseff promulga lei que torna crime ‘ hediondo’ a exploração sexual de crianças

Junho 1, 2014 às 1:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia da Visão de 22 de maio de 2014.

ver o PL 7220/2014

A Presidente brasileira, Dilma Rousseff, aprovou a lei que aplica a categoria legal de ‘crime hediondo’ à exploração sexual de crianças e de adolescentes, endurecendo as penas e estipulando que os condenados não terão direito a liberdade condicional ou indulto.

“A partir de hoje [quarta-feira] o Brasil conta com um forte instrumento legal na luta contra a exploração sexual de crianças e adolescentes”, afirmou a Presidente brasileira, através da sua conta na rede social Twitter, realçando que, além de impor penas mais duras, a nova lei “reforça a nossa batalha contra um crime que fere os nossos filhos e envergonha o país”.

O favorecimento à prostituição ou outra forma de exploração sexual de crianças, adolescentes ou pessoas vulneráveis também passa a ser crime sem direito a fiança e o preso deverá cumprir mais tempo de pena em regime fechado do que o habitual à luz da nova lei, aprovada há duas semanas pela câmara dos deputados.

O Brasil já classificava como crimes hediondos o homicídio qualificado ou o homicídio praticado por grupo de extermínio (milícias e outras organizações).

Também são hediondos os crimes de latrocínio (roubo seguido de morte), extorsão qualificada seguida de morte, extorsão com recurso a sequestro e violação.

 


Entries e comentários feeds.