Autismo sobe 30% em dois anos nos EUA

Abril 15, 2014 às 8:00 pm | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

Notícia da TSF de 28 de março de 2014.

Os estudos mencionados na notícia podem ser consultados:

Data & Statistics Autism Spectrum Disorder (ASD)

Cerca de uma em cada 68 crianças norte-americanas tem autismo, um aumento de 30% em apenas dois anos, revelaram as autoridades de saúde dos EUA, mas a “culpa” pode ser do diagnóstico.

Apesar dos números, especialistas acreditam que o aumento pode simplesmente refletir que os pais e os médicos estão a conseguir reconhecer e diagnosticar melhor a doença.

«Não é tão surpreendente porque, como as pessoas estão mais conscientes, a prevalência tem aumentado nos transtornos psiquiátricos», disse o Dr. Thomas Frazier, diretor do Cleveland Clinic Children’s Center for Autism.

O mais recente relatório do U.S. Centers for Disease Control and Prevention, que analisa dados de 2010, estima que 14,7 % em cada 1.000 crianças com 8 anos, em 11 comunidades norte-americanas, tem autismo.

Estes números comparam com a estimativa anterior de 1 em 88 crianças, ou 11,3% em 1.000 crianças de 8 anos, em 2008, e 1 em cada 150 crianças em 2000.

Autismo engloba um largo espectro de transtornos, que vão desde uma incapacidade profunda de comunicar mas também a sintomas relativamente leves em pessoas com elevada capacidade intelectual.

Julie Steenhuysen (Reuters)

 

120 mil crianças sofrem com falta de comida

Abril 15, 2014 às 3:30 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia do Diário de Notícias de 14 de abril de 2014.

clicar na imagem

dn1

 

Bebés choram à noite para…evitar noites românticas dos pais

Abril 15, 2014 às 2:00 pm | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , ,

Notícia do i de 14 de abril de 2014.

O estudo citado na notícia é o seguinte:

Troubled sleep Night waking, breastfeeding and parent–offspring conflict

Rodrigo Cabrita

Rodrigo Cabrita

Por Jornal i

A fadiga materna pode ser vista como uma parte integrante da estratégia de um bebé para estender o intervalo inter- nascimento

Os bebés são programados para monopolizar a atenção da mãe de forma a cansá-la, evitando assim que tenha uma noite romântica. A conclusão é de um estudo da Universidade de Harvard. Este comportamento é mais habitual  nos recém-nascidos que tentam evitar nascimentos de irmãos muito próximos.

Citados pelo “The Daily Mail”, os investigadores dizem que mais do que um efeito colateral indesejado há uma razão biológica para este comportamento. O estudo afirma que a amamentação durante a noite também estende a infertilidade pós-parto da mãe, conhecida como menorreia.

Assim, o acordar à noite para mamar é uma “adaptação dos bebés para estender a menorreia da mãe, atrasando, assim, o nascimento de um irmão mais novo e melhorar a sobrevivência infantil”.

A fadiga materna pode ser vista como uma parte integrante da estratégia de um bebé para estender o intervalo inter- nascimento.

 

Seminário Maus Tratos à Criança na Família

Abril 15, 2014 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

seminarioalmada

inscrições até 24 de abril no link

https://www.facebook.com/CPCJ.de.Almada

8º Congresso Associação Lavoisier

Abril 15, 2014 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

melodia

inscrições

http://congresso.associacaolavoisier.org/#home

mais informações

 https://www.facebook.com/associacaolavoisier


Entries e comentários feeds.