Boys and Girls Speak Out A Qualitative study of children’s gender and sexual cultures (age 10-12)

Dezembro 20, 2013 às 8:00 pm | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

boys

descarregar o relatório aqui

This report by Cardiff University, with support and funding from the NSPCC, looks at how younger children perceive gender, sexual identity and relationships.

Researchers interviewed 125 children, aged 10-12 years, living in Wales. Discussion focused on five key areas: the sexualisation of culture, body cultures, relationship cultures, equalities and change.

Key findings

 

  • children are actively negotiating and learning about the ways sexuality affects them and their lives
  • boys and girls talk about “looking older” in a very different way to “looking sexy”
  • all children, but especially girls, feel pressurised to conform to gender norms
  • many schools have a strong boyfriend-girlfriend culture, making boy-girl friendships almost impossible
  • children experience verbal sexual harassment, but find it hard to tell parents or teachers and are ill equipped to deal with it
  • children are more worried about “scary” rather than sexually explicit images
  • many children are angry about sexism amongst their peers and in society as a whole
  • policy and practice needs to be informed by children’s own experiences.

 

Ajude a ajudar! Adquira o livro “As crianças da Europa falam ao Papa Francisco”

Dezembro 20, 2013 às 2:00 pm | Publicado em Livros, O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

papaimagem

No dia 11 de dezembro de 2013, foi apresentado o livro “As crianças da Europa falam ao Papa Francisco” na Fundação Maria Ulrich em Lisboa. A Paulus Editora estabeleceu uma parceria com o Instituto de Apoio à Criança, para o qual vai reverter um euro por cada exemplar vendido.

Sinopse

“Esta publicação contém desenhos e mensagens para o Papa Francisco enviados por crianças que vivem nas periferias das cidades europeias, pertencentes a cada um dos 38 membros do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE). Com este livro, oferecido ao Santo Padre a 4 de setembro de 2013 e por ele assinado ao vivo na primeira página com uma bênção para as crianças europeias, quis-se prestar homenagem ao Papa Francisco com uma saudação dos mais pequeninos do nosso continente europeu, que agora tanto necessita de uma mensagem positiva e cheia de esperança, especialmente neste tempo de crise que arrasta consigo muitas dificuldades e desafios.”

Ao comprar o Livro “As crianças da Europa falam ao Papa Francisco”  está a oferecer um 1 euro ao IAC.

AJUDE-NOS A AJUDAR!

Sabem mexer num iPad, mas não seguram um lápis

Dezembro 20, 2013 às 12:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , , ,

Notícia da TVI24 de 2 de Dezembro de 2013.

Mais informação no artigo:

survey finds majority of people disagree with iPads in nurseries

As crianças de hoje não conseguem levar a cabo pequenos exercícios de motricidade fina

Por: tvi24 / CF

As novas gerações ganham prematuramente contacto com os chamados «touch screens», mas não conseguem segurar num lápis. Podem não saber andar ou falar, mas os aparelhos que funcionam através do toque não constituem um segredo ou um bicho-de-sete-cabeças. Parece magia, mas eles dominam os smartphones e companhia com a mesma perícia dos adultos e até inveja para as gerações mais velhas.

No entanto, ganham-se umas batalhas e perdem-se outras. Uma especialista em literacia chegou à conclusão de que a «geração iPad» não consegue executar tarefas básicas relacionadas com a motricidade fina, como sejam o pegar num lápis ou numa caneta para escrever.

Sue Palmer, citada pelo «Daily Mail», não concorda com a revisão dos objetivos para o pré-escolar e para o básico – as crianças devem saber reconhecer a tecnologia-, argumentando que as «crianças até aos sete anos devem ter vidas reais, num espaço real e num tempo real, ou seja, precisam de ter experiência tridimensionais».

A «intoxicação» com nova tecnologia, que faz com que alguns infantários invistam em iPads para bebés, faz com que haja crianças hoje em dia com dificuldades em aprender a ler e a escrever.

A investigadora explica que as crianças não conseguem focar-se em algo que leva mais tempo a aprender, em comparação com a gratificação quase instantânea que o sistema informático lhes oferece.

A associação britânica de infantários (Daynurseries.co.uk) chama a atenção ainda para outros problemas, nomeadamente, o problema da sedentarização das crianças. «Expor crianças tão novas à tecnologia pode ser perigoso», alertam os especialistas, considerando que não há estudos exaustivos sobre o efeito da tecnologia nos bebés e apesar das diretivas governamentais irem nesse sentido. Pressionados, muitos infantários já gastaram milhares em tecnologia de ponta.

O vídeo mostra como funciona uma escola «Steve Jobs», o fundador da Apple.

 

Como o apoio ao estudo pode mudar tudo na vida

Dezembro 20, 2013 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

Notícia do Jornal de Notícias de 15 de Dezembro de 2013.

Clicar na imagem

jn(4)

Projeto TASSE


Entries e comentários feeds.