Filhos de pais com baixa escolaridade tendem a manter o mesmo nível

Dezembro 13, 2013 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

Notícia da SIC Notícias de 11 de Dezembro de 2013.

O estudo da Eurostat mencionado na notícia é o seguinte:

Educational attainment: persistence or movement through the generations?

SIC

Portugal apresenta dos piores resultados a nível da União Europeia (UE) no que respeita à transmissão intergeracional de pais com baixo nível de escolaridade para os filhos, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat.

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE – que compara o nível  de educação em pessoas entre os 25 e os 59 anos em 2011 com o dos seus pais  – em Portugal, a grande maioria dos inquiridos (68%) não conseguiu ir além  do baixo nível de escolaridade dos pais.

Apenas 19% dos portugueses filhos de pais com baixa escolaridade chegaram  a um nível médio e 13% a um alto nível de escolaridade.

A média europeia é de 34% de filhos a manterem a baixa escolaridade  dos pais, 48% a chegarem a um nível médio e 18% a um alto nível de escolaridade.

Partindo de pais com escolaridade média, 20% dos portugueses ficaram  por um nível baixo, 39% atingiram o médio e 41% conseguiram chegar ao alto  nível de escolaridade (UE 8%, 59% e 33%, respetivamente).

Com pais que concluíram um nível alto de ensino, apenas 8% dos portugueses  ficaram num nível baixo, 23% com médio e 70% atingiram o alto (UE 3%, 33%  e 63%).

O Eurostat salienta ainda que os números mostram, na UE, uma persistência  do nível de ensino entre gerações, mas destaca um movimento para subir a  um nível médio nos filhos de pais com baixa escolaridade.

 

 

 

Ajude a ajudar! Adquira o livro “As crianças da Europa falam ao Papa Francisco”

Dezembro 13, 2013 às 4:47 pm | Publicado em Divulgação, Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

papaimagem

No dia 11 de dezembro de 2013, foi apresentado o livro “As crianças da Europa falam ao Papa Francisco” na Fundação Maria Ulrich em Lisboa. A Paulus Editora estabeleceu uma parceria com o Instituto de Apoio à Criança, para o qual vai reverter um euro por cada exemplar vendido.

Sinopse

“Esta publicação contém desenhos e mensagens para o Papa Francisco enviados por crianças que vivem nas periferias das cidades europeias, pertencentes a cada um dos 38 membros do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE). Com este livro, oferecido ao Santo Padre a 4 de setembro de 2013 e por ele assinado ao vivo na primeira página com uma bênção para as crianças europeias, quis-se prestar homenagem ao Papa Francisco com uma saudação dos mais pequeninos do nosso continente europeu, que agora tanto necessita de uma mensagem positiva e cheia de esperança, especialmente neste tempo de crise que arrasta consigo muitas dificuldades e desafios.”

Ao comprar o Livro “As crianças da Europa falam ao Papa Francisco”  está a oferecer um 1 euro ao IAC.

AJUDE-NOS A AJUDAR!

 

Tertúlia – Presentes : os melhores não têm embrulho no Teatro Rápido (Chiado) dia 18 de dezembro

Dezembro 13, 2013 às 3:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

convite

Tendo em conta o número limitado de lugares, solicita-se confirmação para forumdireitoscriancas@gmail.com

“Namoradas e ‘facebooks'” motivam ataque de x-acto em escola de S. João da Madeira

Dezembro 13, 2013 às 12:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Notícia do Público de 6 de Dezembro de 2013.

Lusa

Um estudante de 16 anos da Escola Básica e Secundária Oliveira Júnior, em S. João da Madeira, agrediu com um x-acto dois colegas, num caso que o director daquele estabelecimento de ensino atribuiu nesta sexta-feira a “coisas de namoradas e ‘facebooks'”.

Segundo Mário Coelho, a situação deu-se na quinta-feira, pelas 15h30, quando o aluno de 16 anos do curso profissional de Fotografia atacou os colegas de 16 e 17 anos, ambos do curso de Multimédia, ferindo um numa perna e outro numa nádega. Os dois feridos receberam tratamento hospitalar, tiveram alta pouco depois e, às 18h30, já estavam a prestar depoimento na esquadra local da PSP, mas o director da escola garante que o agressor “é um rapaz pacato, que esteve sobretudo a defender-se”.

“Ele nunca teve historial de irreverente e toda a gente o dá como um rapaz sossegado”, declarou Mário Coelho à agência Lusa. “Só que isto mete uma namorada ao meio, ele já andava a ser insultado e ameaçado no Facebook há uns tempos, foi acumulando, acumulando, e depois, quando começaram a pegar-se na escola, teve aquela reacção, mais para se defender do que outra coisa”.

Realçando que “nunca houve casos destes na escola”, onde actualmente leccionam cerca de 1500 alunos, o professor argumenta que o desacordo foi agravado pela troca de comentários na rede social da Internet: “O Facebook tem coisas boas, mas também tem estas más – que é servir para os miúdos se insultarem quando não gostam uns dos outros”.

A Escola Básica e Secundária Oliveira Júnior tem em funcionamento, há vários anos, uma Comissão de Disciplina e Gestão de Conflitos, que procura erradicar as hipóteses de evolução para este tipo de situações logo à primeira denúncia de atrito ou mal-estar. Mário Coelho assegura que essa estrutura tem tido “excelentes resultados” e admite que, neste caso, o conflito só terá passado despercebido porque os dois jovens agredidos “estão na escola pela primeira vez” e professores e colegas “ainda não os conhecem tão bem”.

O caso está agora no Ministério Público, sendo que o agressor conhece nesta sexta-feira as medidas de coacção a que ficará sujeito. O director do conselho executivo da escola adianta que, internamente, a situação também será objecto de um processo disciplinar.

 

 

Sessão de Leitura – “Menino como Eu” de Luísa Lobão Moniz

Dezembro 13, 2013 às 10:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

luisa

A professora Luísa Moniz, destacada no IAC, SOS Criança, é a autora do livro Menino como eu. O livro foi ilustrado por Rita Moniz, designer e editado por Carlos Veiga Ferreira na Editora Teodolito. O livro é um gesto de solidariedade com todas as crianças sofredoras, pois através da história os meninos ficam a conhecer um serviço, que é um direito da Criança – o Direito à informação e a ter voz na construção da sua vida.Os adultos ficam também a conhecer o SOS Criança e o IAC e ficam com uma responsabilidade acrescida, o sinalizar as crianças maltratadas ou com problemas.

LeYa Na Barata

Domingo, 15 de Dezembro de 2013

11:00 até 12:00

Av. de Roma 11 – A, 1049-047 Lisboa

 

Apresentação do audiolivro infantil “O Pinguim Pingalim e o Leão Tião”

Dezembro 13, 2013 às 6:00 am | Publicado em Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

pinguim

O livro infantil “O Pinguim Pingalim e o Leão Tião” surgiu no âmbito do Mestrado de Manuela Rocha em Ilustração e Animação (MIA) no Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e contou com as colaborações da escritora Lurdes Breda (texto) e do músico João Conde (música e voz), pois o projeto é complementado por um CD áudio, onde se inclui a narração do texto, com a finalidade de proporcionar a crianças invisuais ou com necessidades educativas especiais o acesso ao conteúdo do livro, tendo, por isso, também, objetivos inclusivos.

mais informações aqui


Entries e comentários feeds.