Estudo explica por que adolescentes são mais impulsivos que adultos e crianças

Novembro 23, 2013 às 1:00 pm | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

Notícia do Diário Digital de 14 de Novembro de 2013.

Mais informações sobre o estudo mencionado na notícia:

Teens Are Drawn to Danger, Study Shows

NEW EVIDENCE ON THE BIOLOGICAL BASIS OF HIGHLY IMPULSIVE AND AGGRESSIVE BEHAVIORS

Um estudo conduzido pelo Weill Cornell Medical College, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, aponta que o cérebro de adolescentes tem mais dificuldade em conter impulsos, levando jovens a cometerem mais crimes e infracções de trânsito, por exemplo.

O cérebro adolescente teria, segundo os autores do estudo divulgado esta semana, uma peculiaridade funcional em comparação com cérebros de crianças e adultos.

Para chegar à descoberta, investigadores submeteram 83 pessoas com idades entre 6 e 29 anos a uma experiência que se baseava na resposta impulsiva a imagens exibidas num ecrã.

Os cientistas usaram como base o conhecimento de que adolescentes envolvidos em crimes geralmente cometem-nos em situações de stresse emocional, de conflito.

Assim, aos participantes a experiência consistia em ver rostos com expressões neutras ou ameaçadoras no ecrã e apertar um botão apenas quando a face exibida fosse neutra.

Os participantes também tiveram a sua actividade cerebral monitorizada durante os testes.

Adolescentes apresentaram 15% mais erros do que os adultos e crianças envolvidos no teste, pressionando o botão também ao ver faces ameaçadoras, numa atitude impulsiva.

Segundo os pesquisadores, os adolescentes que conseguiram conter o impulso de pressionar o botão erroneamente demonstraram uma grande actividade numa área do cérebro chamada córtex pré-frontal ventromedial (VMPC), directamente ligada ao autocontrolo.

Isso poderia explicar, segundo os peritos, a razão de criminosos adolescentes terem pouca probabilidade de reincidirem em crimes, já que apenas o desenvolvimento natural do cérebro, decorrente da maturidade, permite uma maior actividade desse córtex.

«A conclusão sugere que o cérebro adolescente é altamente impulsivo ao deparar-se com uma situação de ameaça e indica que uma actividade pouco usual do VMPC possa ter uma relação biológica com isso», afirma o cientista do City College of New York Jon Horvitz na divulgação do estudo. «É uma descoberta empolgante.»

 

 


Entries e comentários feeds.