Descobertos 500 contos-de-fadas da época dos Irmãos Grimm

Agosto 23, 2013 às 12:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

Notícia da exame.abril.com.br de 8 de Agosto de 2013.

branca

Segundo o jornal britânico The Guardian, volumes ficaram guardados na Alemanha por 150 anos, antes de serem encontrados

Luciana Carvalho,

São Paulo – Os irmãos Jacob e Wilhelm Grimm foram os responsáveis povoar a infância de crianças do mundo todo com histórias e seres fantásticos de seus contos-de-fadas. Mas o domínio da dupla que viveu no século 19 e criou personagens como Branca de Neve, Cinderela, Rapunzel e Chapeuzinho Vermelho poderá ser dividido com Franz Xaver von Schönwerth, outro historiador alemão que viveu na mesma época (de 1810 a 1886).

Segundo o site do jornal The Guardian, a curadora cultural Erika Eichenseer encontrou 500 novos contos na cidade de Ratisbona (Regensburg), na Alemanha, após ficarem escondidos por mais de 150 anos. Quando em vida, Von Schönwerth passou anos conversando com pessoas de diferentes povos e culturas para descobrir seus hábitos, costumes e tradições que, depois, ele transformaria em literatura fantástica.

O achado foi o livro “Aus der Oberpfalz – Sitten und Sagen” (“Do Alto Palatinado – Costumes e Lendas”, tradução livre), dividido em três volumes, escritos em 1857, 1858 e 1859. Lá estão diversos textos que não ficaram conhecidos por outros livros, assim como há versões de clássicos como Cinderela.

De acordo com o Guardian, a principal diferença entre o trabalho dele e dos Irmãos Grimm é o verniz literário que o primeiro não apresentava, já que tinha uma linguagem mais direta e menos romanceada. Além disso, os contos presentes na obra não são exclusivos para crianças, pois têm temas que servem de ajuda para adultos conseguirem lidar com os desafios dessa fase.

 

TrackBack URI


Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: