Retóricas de uma Ervilha uma adaptação de A Princesa e a Ervilha de Hans Christian Andresen

Junho 18, 2013 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

ervilha

A Academia de Dança de Matosinhos apresenta a sua nova produção Retóricas de uma Ervilha, no Grande Auditório do Rivoli, dia 22 de Junho, às 21h30.

Sinopse|

Esta é a história maravilhosa de uma ervilhinha casamenteira que descobre uma princesa verdadeira e salva uma dinastia. Uma adaptação de A Princesa e a Ervilha de Hans Christian Andersen. Espetáculo para maiores de 3 anos.

Direção Artística: Diana Amaral

Cenografia: Ana Gormicho, Ângela Peres e Filipe Duarte

Coreografias: Diana Amaral, Ivo Karageorgiev e Pepe Lizama

Música: Leo Délibes

Ilustração: Mariana Almeida Mattos

 

 

André Carrilho, João Fazenda e André da Loba entre os melhores ilustradores de 2013

Junho 18, 2013 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Notícia do Público de 15 de Junho de 2013.

Luis Ramos

LUSA

Revista norte-americana 3X3 atribui medalhas de ouro e bronze aos ilustradores portugueses.

Os ilustradores portugueses André Carrilho, André da Loba e João Fazenda foram distinguidos este ano pela revista norte-americana 3×3, considerada a mais importante publicação internacional dedicada à ilustração contemporânea.

A publicação 3×3 premeia anualmente – com um grande prémio, medalhas de ouro, prata e bronze – aqueles que considera ser os melhores ilustradores a nível internacional, tendo já distinguido, em anos anteriores, autores portugueses como Gonçalo Viana, Marta Madureira e André Letria.

Este ano, o caricaturista André Carrilho conquistou cinco distinções, incluindo uma medalha de ouro, nas categorias de cartoon/banda desenhada, animação, editorial e retratos.

André Carrilho, 38 anos, é o mais internacional dos ilustradores e caricaturistas portugueses da actualidade, colaborando como várias publicações estrangeiras, entre as quais a Vanity Fair, New Yorker ou a Los Angeles Magazine. É ainda autor de curtas-metragens de animação.

Além de Carrilho, a 3×3 Magazine atribuiu também uma medalha de ouro a André da Loba, na categoria “Animação”, e uma medalha de bronze a João Fazenda, na categoria “Livros”.

André da Loba, que vive em Nova Iorque, onde estudou ilustração, foi considerado um dos 200 melhores ilustradores de todo o mundo pelo Lurzer’s Archive e é colaborador regular do diário New York Times. Ilustrou várias obras, algumas para a infância, como Elefante em loja de porcelana, de Adélia Carvalho, e Pensamientras, com texto de Eugénio Roda, e constrói ilustrações com volume, como uma extensão do que já faz no papel.

João Fazenda, que se divide entre Londres e Lisboa, soma vários prémios internacionais, trabalha em desenho de imprensa,  ilustração para a infância, banda desenhada e, mais recentemente, cinema de animação.

O trabalho de todos os premiados deste ano será publicado numa edição da revista 3×3, no Inverno.

O grande prémio deste ano foi atribuído a Chris Thornley, do Reino Unido.

 

Encontro TIC@Portugal’2013 – Encontro de Professores sobre a Utilização Educativa das TIC

Junho 18, 2013 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

tic

Mais informações Aqui

Exibição do Filme Meninos de Parte Nenhuma no dia 20 de Junho pelas 18h30m

Junho 18, 2013 às 6:00 am | Publicado em Divulgação, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , ,

No mês em que se assinala o Dia da Criança, a Plataforma Portuguesa das ONGD e o Centro Regional de Informação das Nações Unidas (UNRIC), com o apoio da Assembleia da República, exibem o filme “Meninos de Parte Nenhuma”, um filme de Isabel Noronha e Vivian Altman.

A projecção terá lugar no dia 20 de Junho pelas 18h30m (hora indicativa. A sessão terá início após o final da sessão plenária) no Centro de Acolhimento do Cidadão da Assembleia da República (entrada pela porta lateral).

Sinopse: No Moçambique de hoje, a pobreza e a desestruturação social, resultantes da luta pela sobrevivência, fazem com que as crianças passem a ser vistas como mais um bem e sujeitas por vezes a situações de “ escravatura infantil” dentro das próprias famílias.

O filme narra quatro histórias: a de Arnaldo, que, tendo fugido da zona de carvão onde o seu pai o escravizava, tenta agora resgatar o seu irmão mais novo que lá permaneceu; a de Fernando, que, vendido pelo sua mãe a um familiar para trabalhar na cidade, procura ocultar os maus tratos a que continua sujeito; e a de Belucha e de Lina, que, tendo fugido dos maus tratos em casa de pessoas com quem não tinham nenhum laço familiar, procuram o caminho para junto da mãe e da irmã.

Duração: 49 minutos

Pode ver o trailer do filme aqui.

A entrada é livre, estando no entanto condicionada à capacidade da sala.

O Ciclo de Cinema “Cine-ONU / Direitos e Desenvolvimento” é uma iniciativa conjunta Plataforma Portuguesa das ONGD e UNRIC. Para mais informações, contacte-nos através do e-mail cesar.neto@plataformaongd.pt

Fotos e cenas do filme Aqui

 


Entries e comentários feeds.