Crianças já lêem mais nos computadores e tablets do que livros

Maio 28, 2013 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , , , ,

Notícia da TVI 24 de 17 de Maio de 2013.

A notícia original é a seguinte:

Children’s on-screen reading overtakes reading in print

Estudo no Reino Unido garante que leitura «virtual» pode ser «prejudicial» para os jovens

As crianças britânicas já lêem mais em computadores e noutros aparelhos eletrónicos do que livros, revistas, jornais e banda-desenhada, segundo um estudo publicado na quinta-feira, citado pela AFP.

De acordo com os dados obtidos pelo Fundo Nacional de Alfabetização, que entrevistou cerca de 35 mil jovens, com idades entre os oito e os 16 anos, 52 por cento disse que prefere ler em dispositivos eletrónicos e apenas 32 por cento prefere o papel.

O estudo sublinha que quem lê em papel durante a infância tem maior probabilidade de vir a ser um leitor acima da média: 26 por cento contra 15,5 por cento dos que lêem apenas virtualmente, cuja preferência pode ser «prejudicial» para a sua capacidade de leitura.

«Agrada-nos o impacto positivo da tecnologia ao trazer novas oportunidades de leitura para os jovens, mas é fundamental que a leitura em papel não seja descartada», afirmou o diretor do Fundo, Jonathan Douglas.

Os jovens entrevistados tinham quase todos computador em casa e quatro em cada 10 tinham um tablet ou smartphone.

O estudo refere ainda que o número de crianças a ler e-books duplicou nos últimos dois anos – de seis para 12 por cento ¿ e que são as meninas que lêem mais, tanto em papel, como eletronicamente.

TrackBack URI


Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: