Unesco cria jogo online que apela à igualdade de género

Março 18, 2013 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia do site Jornalismo Porto Net de 7 de Março de 2013.

gap

Por Joana Rôxo

A Unesco lançou, esta semana, o jogo online “Género e Educação- Para Quando a Igualdade?”,
para apelar à igualdade de educação do género. A iniciativa pretende celebrar o Dia Internacional da Mulher, que se comemora esta sexta-feira.

O jogo “Género e Educação- Para Quando a Igualdade?” permite aos utilizadores tomarem conhecimento da educação feminina no mundo. A taxa de alfabetismo, que mundialmente afeta mais as mulheres (64%) do que os homens (36%,) é um dos temas para os quais a Unesco quer sensibilizar.

Os utilizadores vão poder consultar dados sobre a educação em 200 países e tomar consciência da situação educacional no mundo, em que 70,6 milhões de jovens não frequentam a escola.

A iniciativa da Unesco pretende, desta forma, assinalar o Dia Internacional da Mulher, que se comemora esta sexta-feira (8 de março). O jogo “Género e Educação – Para Quando a Igualdade” é composto por questões de acordo com a idade e escolaridade do participante.

Tertúlia A Arte na Educação

Março 18, 2013 às 2:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

No âmbito do ciclo de tertúlias realizadas pelo Fórum sobre os Direitos das Crianças e dos Jovens (do qual o IAC faz parte), temos o prazer de o/a convidar para a tertúlia A Arte na Educação, a decorrer no dia 20 de Março de 2013 às 18.00 horas na sede do IPDJ sito na R. Rodrigo da Fonseca, n.º 55 – Lisboa

Clicar na Imagem

convite

Quero maçã, agora, pai! Vídeo

Março 18, 2013 às 1:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Notícia do site Stop Cancer Portugal de 23 de Novembro de 2012.

Quando as crianças são educadas para terem comportamentos saudáveis, como por exemplo comer fruta, criam-se hábitos que perduram uma vida inteira.

O padrão de preferências e consumo de fruta e vegetais desenvolve-se nas crianças em idades precoces, pela influência direta dos pais, segundo a evidência científica.

Se os pais compreendem a importância do consumo diário de fruta e vegetais na promoção da saúde, expõem mais facilmente os seus filhos a experiências alimentares positivas. Haverá, por parte das crianças, maior aceitação e uma ingestão adequada destes alimentos.

Veja como a Ana Paula, uma criança de 3 anos, dá conselhos muito simples sobre a importância de comer fruta.

Referências: Haire-Joshu D, Elliott MB, Caito NM, Hessler K, Nanney MS, Hale N, Boehmer TK,Kreuter M, Brownson RC. High 5 for Kids: the impact of a home visiting program on fruit and vegetable intake of parents and
their preschool children. Prev Med.2008 Jul;47(1):77-82.

Tertúlia “Pai, há só um” no âmbito das comemorações do “Dia do Pai” na Casa das Artes Mário Elias – Mértola

Março 18, 2013 às 11:38 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

tertulia

Entrada Livre

Investir nas Crianças: Uma Recomendação da CE

Março 18, 2013 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

logo_uniao_europeia

A Comissão Europeia aprovou uma recomendação, em 20 de fevereiro de 2013, dirigida aos Estados-membros para que estes organizem e implementem políticas para combater a pobreza infantil e a exclusão social, promovendo o bem-estar das crianças, através dos princípios consagrados na Convenção sobre os Direitos da Criança, convidando-os a desenvolverem estratégias integradas, baseadas no acesso a recursos adequados, apoiando a participação dos pais no mercado de trabalho, providenciando por adequados níveis de vida, através da combinação de benefícios eficientes, designadamente reconhecendo a importância de complementos a nível dos rendimentos das famílias, quer de natureza fiscal, quer em espécie, no que respeita a nutrição, cuidados, educação, saúde, alojamento, transporte e acesso a desporto ou a atividades sócio-culturais. Recomenda ainda o acesso a serviços de qualidade com vista a reduzir as desigualdades, apostando na educação e cuidados precoces, melhorando o impacto dos sistemas destinados a promover a igualdade de oportunidades, assegurando que todas as crianças poderão beneficiar de educação inclusiva de elevada qualidade, de sistemas de saúde que previnam a doença e que promovam os cuidados de saúde, mencionando expressamente as crianças com necessidades especiais e as crianças oriundas de famílias destruturadas ou com história de abuso de substâncias psicotrópicas.

Investing in children: breaking the cycle of disadvantage


Entries e comentários feeds.