Amamentar reduz risco de cancro do ovário em quase dois terços

Fevereiro 11, 2013 às 1:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

Notícia do Portal de Oncologia Português de 15 de Janeiro de 2013.

O aleitamento materno pode reduzir o risco de cancro do ovário em quase dois terços, de acordo com um estudo realizado por cientistas australianos. A pesquisa sugere ainda que quanto mais a mulher continuar a amamentar, maior é a protecção contra a doença. As informações são do Daily Mail, avança o portal Isaúde.

A equipa da Curtin University estudou 493 mulheres diagnosticadas com cancro do ovário e comparou-as com 472 voluntárias saudáveis da mesma idade. Cada uma respondeu a um questionário sobre quantos filhos tiveram e por quanto tempo amamentaram cada um.

Os resultados mostraram que aquelas que amamentaram uma criança por pelo menos 13 meses tinham 63% menos probabilidade de desenvolver um tumor do que aquelas que o fizeram por menos de sete meses.

Segundo os investigadores, quanto mais crianças as mulheres tinham, maior o efeito protector. Mães que tinham três filhos e amamentaram por um total de 31 meses ou mais reduziram o seu risco tumores de ovário em 91%.

A equipa acredita que a explicação seja que a amamentação retarda a ovulação e os cientistas acreditam que um maior número de ovulações aumenta o risco de formação de células mutantes devido à exposição a altos níveis de estrogénio.

A pesquisa foi publicada no American Journal of Clinical Nutrition

TrackBack URI


Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: