Na fórmula mágica do leite materno há 700 espécies de bactérias

Janeiro 23, 2013 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , ,

Notícia do Público de 17 de Janeiro de 2013.

O artigo citado na notícia é o seguinte:

The human milk microbiome changes over lactation and is shaped by maternal weight and mode of delivery

Nicolau Ferreira

Estudo em mães espanholas mostra que bactérias no leite são diferentes se as mulheres têm peso a mais ou fazem uma cesariana programada. Esta flora pode ser importante para o sistema imunitário do bebé.

São centenas de milhões de anos de evolução que estão concentrados no primeiro alimento de qualquer mamífero. Agora, sabe-se que a complexidade do leite materno envolve mais um factor. Quando um bebé humano bebe pela primeira vez o colostro, o leite que a mãe produz logo a seguir ao parto, está a levar à boca mais de 700 espécies diferentes de bactérias que vão definir para sempre a flora do seu tubo digestivo, revela um estudo publicado recentemente na revista American Journal of Clinical Nutrition.

O leite é um alimento que está adaptado às espécies. Nos cangurus, onde o desenvolvimento fora da placenta começa mais cedo, a composição do leite vai-se transformando à medida que a cria, na bolsa da mãe, cresce e desenvolve ora o cérebro, ora as unhas e o pêlo. E quando duas mamas são usadas por cangurus com idades diferentes, o leite de cada uma é adequado a cada um deles.

Nos países em desenvolvimento, nos primeiros seis meses de vida de um bebé, a amamentação aumenta seis vezes a hipótese de sobrevivência e evita a diarreia e infecções pulmonares. “O leite materno dá os nutrientes, as vitaminas e os minerais necessários a uma criança nos primeiros seis meses e ainda anticorpos da mãe que ajudam a combater doenças”, lê-se no site da UNICEF.

Só há pouco tempo se descobriu que há bactérias no leite materno, mas as suas características continuam a surpreender. Uma equipa espanhola analisou agora, em três momentos distintos, as bactérias do leite que 18 mulheres produziram depois de terem filhos: à nascença, um mês e seis meses depois. As técnicas moleculares permitiram identificar as bactérias presentes em maior e em menor quantidade.

A equipa descobriu que o colostro tem mais de 700 espécies diferentes e é dominado por bactérias ácido-lácticas do género da Weisella e da Leuconostoce por outras como os StaphylococcusStreptococcus e Lactococcus. Ao fim de um mês e seis meses, o que passa a dominar são géneros típicos da cavidade oral: VeillonellaLeptotrichia e Provetella.

Mas que função terão? “Talvez as bactérias do leite materno sejam estimuladores imunitários para reconhecer bactérias específicas e para lutarem contra outras”, responderam ao PÚBLICO, por email, Alex Mira e María Carmen Collado, dois dos autores do artigo que pertencem, respectivamente, ao Instituto de Agroquímica e Tecnologia do Alimento, do Conselho Superior de Investigações Científicas de Espanha, e ao Centro Superior de Investigação em Saúde Pública, em Valência. “Se isto for verdade, o sistema imunitário materno pode regular as bactérias a que o bebé é exposto de uma forma atempada e a falta desta modulação pode ter consequências importantes no desenvolvimento da flora microbiana da criança e na maturação do seu sistema imunitário.”

Via interna de transmissão

Quando os investigadores compararam as bactérias do leite em mulheres com um peso normal e obesas notaram uma diferença importante na composição. As bactérias do leite das mulheres obesas eram menos diversas. Esta mudança pode ser um “mecanismo adicional que explica o maior risco de obesidade dos filhos de mães obesas”, lê-se no artigo.

Outra surpresa foi a composição bacteriana do leite das mães que fizeram uma cesariana programada, em relação a mães que tiveram um parto natural ou que, durante o parto, foram obrigadas a fazer uma cesariana. As bactérias no leite eram diferentes e menos diversas. “Isto poderá ter consequências nas alergias, na asma e noutras doenças influenciadas por uma resposta imunitária deficiente”, dizem os dois autores.

Ainda ninguém sabe ao certo como é que as bactérias aparecem no leite. A equipa analisou a composição bacteriana da pele das mães e dos bebés, do sistema digestivo das mães, da flora vaginal, mas a composição do leite é única. Supõe-se que seja por uma via interna, controlada pelo sistema imunitário, que bactérias específicas do tubo digestivo chegam ao leite. Esta transmissão pode ser influenciada pelo stress fisiológico e pela descarga hormonal do parto, já que nas cesarianas não programadas a composição bacteriana do leite da mãe é semelhante à do leite de mulheres que tiveram parto natural.

Vídeo da Tertúlia promovida pelo Fórum dos Direitos das Crianças e dos Jovens sobre a Educação não-formal enquanto promotora da Inclusão na Ler Devagar no dia 15 de Janeiro de 2013

Janeiro 23, 2013 às 2:00 pm | Publicado em Divulgação, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Texto de Marta Horta retirado do Facebook  do Fórum dos Direitos das Crianças e dos Jovens no dia 22 de janeiro de 2013.

E foi assim a Tertúlia promovida pelo Fórum Direitos da Criança sobre a Educação não-formal enquanto promotora da Inclusão na Ler Devagar no dia 15 de Janeiro de 2013.
Com as boas práticas da Orquestra Geração, Movimento Expressão Fotográfica – Luís Rocha e Teatro Contra-SensoGonçalo Henriques

Portugal tem a 8ª maior taxa da UE de gravidez entre adolescentes

Janeiro 23, 2013 às 1:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Reportagem vídeo da SIC Notícias de 17 de Janeiro de 2013.

Ver o a reportagem no link em baixo

Testemunhos de jovens mães e familiares que procuram ajuda na Associação Humanidades

A cada dia em Portugal 12 adolescentes dão à luz. É a oitava taxa mais elevada na União Europeia. Os últimos números disponíveis são de 2010 e preocupam toda a sociedade. A Associação Humanidades existe para responder a estes problemas.

Kino 2013 Mostra de Cinema de Expressão Alemão – Inclui Cinema Júnior e Mostra para Escolas

Janeiro 23, 2013 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

kino

Programa Mostra para escolas e Programa Cinema Júnior


Entries e comentários feeds.