Mais de metade dos portugueses com mais de 15 anos são inactivos

Julho 26, 2012 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , ,

Notícia do Público de 19 de Julho de 2012.

Resumos dos estudos:

The Lancet publishes a Series on physical activity

Por Andrea Cunha Freitas

Em Portugal, 51% das pessoas com mais de 15 anos (homens e mulheres) não cumprem os critérios de actividade física recomendada pelos especialistas, segundo a revista científica The Lancet, que divulgou ontem uma série de trabalhos sobre a actividade física em todo o mundo.

A lista de 122 países analisados tem uma média de 31,1% neste indicador de saúde e é o resultado de um dos cinco projectos apresentados pela The Lancet. A revista quis aproveitar a realização dos Jogos Olímpicos, que arrancam dentro de poucos dias em Londres, para um alerta global sobre a importância da actividade física.

Os vários trabalhos e comentários publicados ontem na edição online da The Lancet fornecem uma série de dados sobre a actividade física e, entre outros objectivos, quer ajudar a tornar os programas de prevenção de doenças não transmissíveis mais eficazes. O projecto liderado por Pedro Hallal, da Universidade Federal de Pelotas, no Brasil, é o que apresenta dados facilmente comparáveis sobre os vários países estudados. Assim, segundo este artigo, 54,4% das mulheres e 47,5% dos homens portugueses com mais de 15 anos estão classificados como fisicamente inactivos. O critério usado para esta conclusão apoia-se nas “doses recomendadas” de actividade física que apontam para caminhadas de pelo menos 30 minutos num mínimo de cinco vezes por semana ou praticar exercício mais intenso durante 20 minutos e três vezes por semana.

Os especialistas avaliaram o mesmo campo nos rapazes e raparigas com idades entre 13 e 15 anos e chegaram a um resultado global que aponta para que quatro em cada cinco adolescentes não são suficientemente activos. E também aqui Portugal sai mal na fotografia, principalmente as raparigas. De acordo com o mapa apresentado, em Portugal entre 80% a 90% dos rapazes e mais de 90% das raparigas nestas idades não estão a conseguir cumprir 60 minutos de actividade física (moderada ou intensa) por dia.

Ainda assim, há mais sete países na Europa que estão pior do que Portugal no que se refere à actividade física recomendada para maiores de 15 anos. Assim, Malta é o pior no continente europeu, com 71,9% no grupo que tem indicadores piores do que Portugal e que inclui ainda a Sérvia (68,3%), Reino Unido (63,3%), Turquia (56%), Chipre (55,4%), Itália (54,7%) e Irlanda (53,2%). Com os melhores resultados europeus está a Grécia (15,6%) a Estónia (17%) e a Holanda (18%), mas ainda assim longe de um lugar no pódio à escala mundial onde se encontra, por exemplo, Bangladesh (4,7%) e Moçambique (7,1%). Numa leitura geral, confirma-se o padrão das mulheres como menos activas e percebe-se que os países mais ricos são os mais inactivos.

A série lançada ontem pela The Lancet foca-se acima de tudo no impacto positivo da actividade física na saúde, sublinhando, por exemplo, que a inactividade é a causa de entre 6% a 10% de doenças como problemas cardíacos, diabetes do tipo 2 e cancro colorrectal e da mama. Uma em cada dez mortes associadas a estas doenças pode ser relacionada com a pobre actividade física. Os investigadores acreditam que a população mundial tem de ser alertada para os benefícios da actividade física, mas também deve saber qual o prejuízo de não ter este lado activo nas suas vidas.

Os dados revelam ainda que 41,5% dos adultos em todo o mundo passam mais de quatro horas sentados por dia, mas o indicador varia entre as várias regiões: no Sudeste Asiático são 23,8% e na Europa 64%. Entre outras conclusões, os investigadores acreditam que um dos culpados por esta inactividade mundial foi e é a revolução tecnológica, que deixa o mundo cada vez mais sentado.

Lançamento do Livro Avós Precisam-se

Julho 26, 2012 às 1:30 pm | Publicado em Divulgação, Livros | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Seminário – Abordagens à Sobredotação: Sobredotação , Escola e Família

Julho 26, 2012 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Mais informações Aqui

Mapa da Violência 2012 – Crianças e Adolescentes do Brasil

Julho 26, 2012 às 6:00 am | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , ,

O estudo analisa os últimos 30 anos de violências contra as crianças e adolescentes. Não só a violência letal (homicídios, suicídios e óbitos em acidentes de transporte), mas também as diversas formas de violência (física, sexual, psicológica, etc.) atendidas pelo Sistema Único de Saúde, identificando as circunstâncias e os agressores. São apontadas as principais características da evolução dessa violência em todo o país: nas 27 Unidades Federadas e suas Capitais e também nos municípios com elevados níveis de violência. Nas planilhas separadas, constam os dados de atendimento por violência nos 5565 municípios brasileiros.

Descarregar o documento Aqui


Entries e comentários feeds.