Workshop Campo Património : Um Recurso Pedagógico

Julho 6, 2012 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

Mais informações Aqui

Ateliês de Verão no Museu de Arte Contemporânea de Elvas

Julho 6, 2012 às 2:23 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Mais informações Aqui

Jornadas em Mangualde – O Pré-escolar e o 1º Ciclo face aos novos desafios da Educação

Julho 6, 2012 às 1:00 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Nos dias 7, 12 e 13 de julho, realizam-se no Auditório do Complexo Paroquial de Mangualde um conjunto de dez conferências sobre “O Pré- escolar e o 1º Ciclo face aos novos desafios da Educação” promovidas pelo EDUFOR – Centro de Formação de Associação de Escolas dos Concelhos de Nelas, Mangualde, Penalva do Castelo, Sátão e Vila Nova de Paiva.

No dia 12 de julho, às 11h30, a Dra. Melanie Tavares, Coordenadora do IAC – Mediação Escolar, participará na 6ª conferência com o tema “Da indisciplina na sala de aula ao bullying”.

Estas conferências  destinam-se a Educadores de infância, professores do 1º ciclo do ensino básico e professores das AEC e inserem-se nas ações de formação acreditada promovidas pela EDUFOR.

A iniciativa conta com uma exposição de materiais na zona exterior ao Auditório.

Para mais informações consulte o programa AQUI ou vá a www.edufor.pt

 

Workshop Emoções e Intimidade na Sexualidade adolescente

Julho 6, 2012 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação, Uncategorized | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Ficha de Inscrição 

 

El derecho de los niños y las niñas a jugar Análisis de la importancia del juego en las vidas de niños y niñas de todo el mundo

Julho 6, 2012 às 12:00 pm | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Descarregar o documento Aqui

El presente cuaderno se centra en el derecho  de los niños a jugar como elemento diferenciador del artículo 31 de la Convención sobre los Derechos del Niño de las Naciones Unidas, 1989 (CDN). Su objetivo es proporcionar una base a partir de la cual explorar lo que significa “el derecho del niño al juego” en las diferentes partes del mundo, así como en la CDN, y explica por qué es necesario reconocer, respetar y promover el juego como un derecho, lo cual no es tarea fácil. Las posturas con respecto al juego de los niños son muy variadas, pasando por aquellos que lo rechazan por considerarlo una pérdida de tiempo o algo trivial, aquello que lo prohíben como si fuera algo peligroso o subversivo y aquellos que lo adoptan como un mecanismo de aprendizaje o socialización.

Apenas 13% dos portugueses fala correctamente pelo menos duas línguas

Julho 6, 2012 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança, Relatório | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Notícia do Público de 21 de Junho de 2012.

Os documentos mencionados na notícia são os seguintes:

 Eurobarómetro: 98 % dos inquiridos opinam que aprender línguas é bom para os filhos, mas testes realçam défice de competências             

Special Eurobarometer 386 Europeans and their Languages / Especial Eurobarómetro 386 «Os Europeus e as línguas»

Final Report of the European Survey on Language Competences 2012

O Eurobarómetro, divulgado esta quinta-feira, revela que os portugueses são os que apresentam das maiores taxas de probabilidade de não falar qualquer língua estrangeira (61%), só os húngaros e os italianos apresentam piores resultados, 65% e 62% respectivamente.
Portugal fica assim a 12% da média europeia e cai dez pontos percentuais face ao anterior relatório.
A sondagem, efectuada em 14 países da zona Euro, revela ainda que 98% dos pais acha importante que os seus filhos falem outras línguas, mas um estudo complementar da Comunidade Europeia (CE) diz que apenas 42% dos adolescentes são competentes a falar outra língua que não a materna.
Cerca de metade dos europeus (54%) tem capacidade para manter uma conversação em pelo menos uma língua adicional, um quarto (25%) consegue falar pelo menos duas línguas adicionais e apenas 10% sabe conversar em pelo menos três línguas.
Perante os resultados Androulla Vassiliou, comissária europeia responsável pela Educação, Cultura, Multilinguismo e Juventude, alerta que o domínio de outras línguas é crucial pois “expande os horizontes e abre portas, aumenta a empregabilidade e, no caso das empresas, pode criar mais oportunidades no mercado único”.
Luxemburgo, Letónia, Países Baixos, Malta, Eslovénia e Lituania foram os países que apresentaram melhores resultados, ao nível das competências linguísticas.
O inquérito salienta que existe um fosso entre as aspirações e a realidade no que toca às competências em línguas estrangeiras na prática: testes efectuados entre alunos adolescentes em 14 países europeus mostram que apenas 42% são competentes na sua primeira língua estrangeira e 25% na segunda. Um número significativo, 14%, no caso da primeira língua estrangeira, e 20%, na segunda, não atingem nem o nível de “utilizador de base”.
Para os dados do inquérito, realizado na Primavera de 2011, foram inquiridos cerca de 54 mil alunos de 14 países da União Europeia


Entries e comentários feeds.